Bebê-diabo – História da criança que deixou uma geração aterrorizada

Na década de 1970, uma história inacreditável surgiu no estado de São Paulo, mais precisamente no ABC paulista. E no Jornal Notícias Populares, do dia 11 de Maio de 1975, trazia a notícia de que em um hospital de São Bernardo do Campo, nascia o bebê-diabo ou o filho do diabo.

Essa manchete causou bastante alvoroço na época, as pessoas acreditavam que o anticristo havia nascido em São Paulo. De acordo com o Jornal Notícias Populares, nascia um bebê com dois chifres pontudos, corpo coberto de pelos e um rabo de 5 cm.

Após um parto difícil, o bebê teria nascido falando e ameaçando a própria mãe de morte, seu olhar feroz causava pânico nos médicos e enfermeiras.

Com essa manchete, o jornal conseguiu dobrar o número de tiragem de jornais vendidos, pois todos queriam saber da história do bebê-diabo. Por isso, o Jornal Notícias Populares continuou escrevendo matérias sobre o suposto nascimento do anticristo, mas, o bebê nunca foi mostrado, assim, logo o interesse pela história foi se abrandando.

A história do bebê-diabo

Imagem: History

A história começou quando, em um domingo do dia das mães, um bebê com todas as características do diabo, nascia em um hospital em São Bernardo do Campo. Era dia 11 de Maio de 1975, após um parto muito complicado, nascia o bebê diabo, que já falava, inclusive ameaçava de morte a todos.

O bebê era tão feroz que assustava a todos do hospital, quando não faziam o que queria, rosnava igual a um cachorro, seu corpo era sobrenatural e assustador.

Naquele dia, logo pela manhã, o jornal Notícias Populares publica uma edição do jornal com a manchete, Nasceu o diabo em São Paulo.

No entanto, nenhum outro meio de comunicação divulgou essa notícia, o que foi muito bom para o Jornal NP, que dobrou o número de jornais vendidos. Ou seja, a tiragem que era em torno de 80 mil exemplares, pulou para 200 mil, graças à manchete do nascimento do filho do diabo.

E o mais incrível é que manchetes sobre o bebê-diabo foram publicadas por 25 dias ininterruptos, sendo 37 dias no total como notícia. Afinal, todos queriam saber sobre essa história tão macabra e assustadora.

Muitas histórias relacionadas ao filho do diabo foram surgindo no decorrer dos dias. De acordo com relatos de pessoas que afirmaram ter visto o bebê-diabo, ele havia pedido para beber sangue. Porém, quando as enfermeiras negaram, ele rosnou como um cachorro e fugiu para os telhados do hospital.

E assim, o anticristo permaneceu dias fazendo diabruras, como saltar do terceiro andar do hospital, pegar um táxi e pedir que o levasse para o inferno.

O que teria causado o nascimento do bebê-diabo?

Imagem: Bed Med

Entre tantas histórias envolvendo o porquê o bebê havia nascido assim, está uma que diz que durante a semana santa a mãe grávida da criança havia dito que só iria à procissão quando aquele diabo nascesse.

Já outra história dizia que, a mãe, ainda grávida, lançou cargas magnéticas negativas ao dizer que por causa daquele diabinho, não poderia sair para dançar.

Quanto ao pai do bebê, os vizinhos diziam que era um fazendeiro discreto da cidade de Marília SP, e que nunca tirava seu chapéu, provavelmente para esconder seus chifres.

Claro que, esse fato só serviu para que as especulações aumentassem cada vez mais. Com isso, as pessoas começaram a exigir que o bebê fosse mostrado.

Então, feiticeiros, fanáticos religiosos e até o ícone Zé do Caixão se dispuseram a dar um fim ao filho do diabo.

Enquanto que, uma clínica particular se ofereceu para exibir o bebê anticristo ao público. Desde que, fosse maior de 18 anos, não tivesse problemas de saúde, usasse crucifixo e se responsabilizasse por possíveis possessões demoníacas.

Mas, o bebê-diabo nunca foi exposto, e com o passar dos dias, a história foi perdendo o interesse das pessoas. Quanto ao fim do filho do diabo, alguns afirmaram que ele fugiu para o nordeste, após tentarem sequestra-lo para queima-lo vivo.

Qual é a verdadeira história por trás do bebê-diabo?

Imagem: Crescer

O Jornal Notícias Populares, responsável pelas manchetes e notícias sobre o bebê-diabo, era um jornal cuja circulação era feita na capital paulista e região metropolitana. E ficou conhecido por suas manchetes sensacionalistas, como a do bebê-diabo, por exemplo. O jornal NP foi produzido pela Folha de São Paulo entre os anos de 1963 até 2001.

No entanto, foi justamente a história do bebê-diabo que fez com que as vendas do jornal se multiplicassem. Mas, muitas pessoas se perguntam se realmente houve um bebê que seria o filho do diabo.

Na verdade, o que realmente aconteceu é que na época, o repórter da Folha de São Paulo, Marco Antônio Montadon, foi até o ABC paulista. Seu objetivo era confirmar relatos de uma criança que havia nascido com duas saliências na testa e um tipo de prolongamento no cóccix.

Porém, chegando ao hospital, Montadon constatou que era apenas um bebê normal que havia nascido com más formações ou um defeito congênito comum, que é chamado de mielomeningocele.  Esse defeito congênito prejudica o fechamento da coluna do recém-nascido, porém, é resolvido com uma cirurgia simples, logo após o parto.

No entanto, o repórter transformou a história do bebê em uma crônica de terror, criando uma matéria sobre o nascimento do filho do diabo. Mesmo após confirmação de médicos especialistas, sobre a real situação do bebê, a direção do jornal decidiu que manteria a história de terror como algo sobrenatural.

A manchete que fez o Jornal NP entrar para a história

Imagem: Aventuras na História

Após o recorde de vendas na primeira edição, cuja manchete anunciava o nascimento do bebê-diabo, os editores do Jornal NP continuaram com o assunto até que não houvesse mais nada para relatar. Como resultado, criaram uma lenda urbana, que marcou a história do jornal.

Atualmente, são poucas as pessoas que nunca ouviram falar do nascimento do bebê-diabo em São Paulo, que aterrorizou a cidade durante a década de 70.

E você, já conhecia a lenda urbana do bebê-diabo? Então, se você gostou dessa matéria, veja também: Monstro do Lago Ness- Origem da lenda pode ser enguia gigante.

Fontes: Veja, Super Abril, UOL

Imagens: Revista Fórum, History, Bed Med, Revista Crescer, Aventuras na História

Essa matéria Bebê-diabo – História da criança que deixou uma geração aterrorizada foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Bebê-diabo – História da criança que deixou uma geração aterrorizada Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s