Doenças de gato – Problemas mais comuns e como prevenir

Os gatos são animais fantásticos. Além disso, esses felinos são inteligentes, independentes e muito ativos. Mas, como todos os seres vivos, também podem ficar doentes. Por este motivo, os tutores desses pets devem ficar atentos e conhecer as principais doenças que os acometem.

Por conseguinte, vale ressaltar que os gatos domésticos, ou seja, que não tem acesso as ruas, estão menos expostos a doenças, acidentes e lesões resultantes de contato com outros animais, atropelamentos e maus tratos. Todavia, mesmo em casa, eles não estão isentos de doenças e por isso é preciso cumprir o calendário de vacinação do seu animalzinho. Neste artigo, listamos as doenças mais comuns dos gatos e as vacinas que devem ser aplicadas nos pets.

Doenças mais comuns em gatos

Alergia

Foto: Pexels

A pele dos gatos é muito sensível, por isso eles costumam ter alergias ou dermatites. Nesse sentido, as alergias são causadas pelo acúmulo de ácaros em tecidos e carpetes ou pela presença de produtos químicos de limpeza nas residências. Para evitar isso, é necessário ter a casa bem limpa e ventilada.

Calicivirose ou calicivírus felino

Foto: Pexels

Esta doença viral felina é causada por um picornavírus. Os sintomas incluem espirros, febre, muita salivação e até úlceras e bolhas na boca e na língua. É uma doença muito difundida e com alta morbidade. Além disso, ela é a causa de 30% a 40% dos casos de infecções respiratórias em gatos. O animal afetado que conseguir superar a doença continuará sendo um portador por toda a vida, ou seja, poderá transmitir a doença para outros pets.

Cistite

Foto: Pexels

O sistema urinário dos gatos é delicado e pode apresentar problemas à medida que os gatos envelhecem. Por este motivo, frequentemente, formam-se pedras minerais que bloqueiam o trato urinário. Isso pode causar dor ao urinar, falta de urina, sede, vômito ou fazer com ele urine fora da caixa sanitária. Nesse caso, quando um gato é acometido por esta doença, o veterinário prescreve um tratamento a base de medicamentos além de uma dieta alimentar balanceada.

Conjuntivite

Foto: Pexels

Esta é uma das doenças mais comuns dos gatos. Para esclarecer, assim como nos seres humanos, essa doença consiste na inflamação da mucosa do olho e, embora muitas vezes não seja grave, deve ser diagnosticada e tratada a tempo. Caso contrário, o gato pode perder a visão.

Leucemia felina (FeLV)

Foto: Pexels

A leucemia felina é um tipo de câncer que geralmente afeta gatos jovens. É uma doença grave, que pode ser fatal. Os sintomas são falta de apetite, perda de peso, cárie, fraqueza e presença de tumores. Nesse sentido, a melhor maneira de proteger seu gato contra a leucemia é mantendo suas vacinas em dia.

Panleucopenia felina

Doenças de gatos: conheça as mais comuns e saiba como preveni-las
Foto: Pexels

Esta doença felina é causada por um parvovírus, que de alguma forma está relacionado ao parvovírus canino. É também conhecida como cinomose felina, enterite ou gastroenterite infecciosa. O contágio ocorre através do contato com fluidos corporais de um gato infectado. Seus sintomas mais comuns são febre e posteriormente hipotermia, vômitos, diarreia, depressão, fraqueza, desidratação, bem como anorexia. Além disso, ao realizar exames de sangue é comum notar uma queda significativa de leucócitos e/ou glóbulos brancos.

Esta doença viral afeta mais seriamente filhotes e gatos adultos. O tratamento consiste basicamente em hidratação intravenosa e antibióticos, entre outras coisas necessárias, dependendo de quão avançada a doença está. Como a doença é contagiosa, é preciso separar rapidamente qualquer gato doente de outros que podem permanecer saudáveis. A prevenção consiste em vacinar e evitar o contato com outros gatos doentes.

Peritonite infecciosa

Foto: Pexels

Nesse caso, o vírus que causa a doença é um coronavírus que afeta gatos filhotes e ocasionalmente mais velhos. Seu contágio ocorre, sobretudo, através das fezes de gatos infectados e quando um gato saudável os cheira, o coronavírus entra no trato respiratório. Dessa forma, a transmissão dessa doença, ocorre mais comumente em áreas com muitos gatos como abrigos e canis.

Os sintomas mais notáveis ​​são febre, anorexia, abdômen aumentado e acúmulo de líquido. Isso ocorre porque o vírus ataca os glóbulos brancos, causando inflamação nas membranas das cavidades torácica e abdominal. Todavia, ainda não existe vacina contra a peritonite, e uma vez contraída não há cura e é fatal, por isso é melhor seguir os protocolos de vacinação e assim evitar que o gato a contraia. O tratamento sintomático só pode ser administrado para aliviar dores no gato.

Pneumonite felina

Foto: Pexels

Essa doença, também chamada de Clamidiose Felina, é causada por um microrganismo que produz uma série de infecções caracterizadas em gatos por rinite e conjuntivite. Esses microrganismos são parasitas intracelulares que se espalham pelo contato direto com fluidos e secreções corporais. Não é uma doença fatal em si, mas para evitar complicações que podem culminar na morte do felino, é preciso iniciar o tratamento veterinário o quanto antes.

Os sintomas da pneumonite felina são lacrimejamento excessivo, conjuntivite, pálpebras avermelhadas e doloridas, a secreção ocular é abundante e pode ser amarelada ou esverdeada, além de espirros, febre, tosse, coriza e falta de apetite entre os sintomas. O tratamento deve ser baseado em antibióticos, além de higienização dos olhos com colírios especiais, repouso, dieta rica em carboidratos e, se houver necessidade de fluidoterapia com soro. Como na maioria das doenças, a melhor prevenção é as vacinas em dia e evitar o contato com gatos que possam sofrer desta doença e propagá-la.

Raiva

Foto: Pexels

Esta doença não é tão comum em gatos domésticos, uma vez que a vacinação é quase sempre obrigatória. No entanto, pode ser muito sério não só para os felinos, mas também para os humanos ao seu redor. A raiva é causada por um vírus transmitido pela saliva através de uma mordida de um animal infectado. Felizmente é uma zoonose controlada em grande parte do mundo, onde há vacinação regular e obrigatória.

Rinotraqueíte felina

Foto: Pexels

Nesse caso, o vírus que causa essa doença é o herpesvírus. Desse modo, o vírus se aloja no trato respiratório, causando infecções no sistema respiratório. Aliás, cerca de 50% das doenças respiratórias em felinos são causadas por este vírus. Essa doença afeta especialmente pets não vacinados.

Os sintomas incluem febre, espirros, coriza, conjuntivite, lacrimejamento e até úlceras da córnea. Além disso, o vírus é transmitido pelo contato com fluidos, como secreções nasais e saliva. Portanto, a rinotraqueite felina pode ser prevenida com vacinação adequada. Por fim, os gatos que curam tornam-se portadores, pois apesar de não sofrerem mais com os sintomas, continuam a abrigar o vírus e podem infectar outros animais.

Quais são as vacinas essenciais para evitar doenças de gatos?

Doenças de gatos: conheça as mais comuns e saiba como preveni-las
Foto: Pexels

Existem vacinas que todos os gatinhos devem receber, pois serão elas as responsáveis ​​por blindar seu sistema imunológico contra os vírus infecciosos mais comuns, inclusive os respiratórios. As principais vacinas que devem ser aplicadas no período entre seis e oito semanas de vida desses pets, são:

Vacina contra a raiva

A aplicação desta vacina é uma exigência legal em alguns países, pois é uma doença mortal que pode ser transmitida a humanos, e infelizmente não tem cura.

Trivalente contra rinotraqueíte, calicivírus e panleucopenia

Todos os gatinhos filhotes devem receber essa vacina tripla. Ela é essencial, pois as consequências dessas doenças são graves, além do fato de essas três infecções serem facilmente transmitidas e podem representar um perigo para os pets.

Vacinas adicionais

Enfim, existem outras vacinas para gatos disponíveis que seu gatinho pode ou não precisar, dependendo do risco de infecção, estilo de vida e nível de exposição a outros gatos. Procure um veterinário e mantenha as vacinas do seu pet em dia, para que ele viva com saúde e bem estar.

Se curtiu este artigo e quer saber mais sobre pets, leia também: Doença da arranhadura do gato – Causas, sintomas e tratamento

Fontes: Canal do Pet, Petz, Ouro fino pet

Fotos: Pexels

Essa matéria Doenças de gato – Problemas mais comuns e como prevenir foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Doenças de gato – Problemas mais comuns e como prevenir Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s