Tipos de choque – Por que ocorrem, efeitos que causam e como evitar

Um choque elétrico acontece quando uma determinada corrente elétrica percorre pelo corpo humano. Sendo que existem inúmeros tipos de choque, e dependendo de qual seja a intensidade da acorrente, pode provocar desde sintomas leves como um pequeno formigamento no corpo. Até sintomas mais graves como queimaduras de terceiro grau ou levar a pessoa eletrocutada a óbito. Ademais, o choque elétrico é uma das causas mais comuns e mais perigosas de acidentes no mundo.

Mas, o que provoca o choque elétrico? Basicamente, o choque é causado pela a corrente elétrica, que é o movimento de partículas portadoras de carga elétrica. Ou seja, essas partículas estão em movimento desordenado e aleatório devido à agitação térmica que estão submetidas. Ademais, a corrente elétrica varia de acordo com sua intensidade ou valor de corrente, que é medida no Sistema Internacional de Unidades em ampère.

No entanto, a voltagem não é um fator determinante para os tipos de choque elétrico. Por exemplo, se a voltagem for grande, mas as cargas elétricas envolvidas são pequenas, o choque produzido não representará riscos para a pessoa. Mas, no caso de voltagens pequenas, pode causar danos mais sérios, dependendo da resistência do corpo. Sendo que o corpo humano possui uma resistência de 100000 Ω quando a pele está seca e de 1000 Ω quando está molhada.

Por isso, é muito importante tomar cuidado com tomadas, fios desencapados, manusear aparelhos elétricos e até mesmo com a rede elétrica de distribuição de energia. Pois possuem alto poder de eletrocutar uma pessoa, podendo causar sérias consequências.

Tipos de choque: por que ocorrem

Blog Fica a Dica Guerreiros

O choque ocorre quando a corrente elétrica percorre o corpo humano, pois a corrente interfere nas correntes internas carregadas pelos nervos. Dessa forma, proporcionando a sensação de formigamento. No entanto, para que isso aconteça, é preciso que haja uma diferença de potencial entre dois pontos distintos do corpo.

Ou seja, quanto maior for essa diferença de potencial, maior será a corrente elétrica, consequentemente, o choque também será maior. Ademais, são considerados como pontos os pés, por estarem em contato com o solo, já o outro ponto seria a fonte elétrica. Por exemplo, fio desencapado, tomadas, aparelho elétrico, etc.

Outro fator determinante para os tipos de choque elétrico é o valor ou a intensidade da corrente elétrica. Que é determinado pela voltagem e pela resistência elétrica do caminho percorrido pela corrente elétrica no corpo. Sendo que a resistência do corpo pode variar de pessoa para pessoa, dependendo da condição da pele de cada um.

Pois, caso esteja molhada, a resistência cai bastante, ficando mais vulnerável. Então, nesse caso, a corrente elétrica que passa pelo corpo pode ser muito alta, mesmo com uma voltagem pequena. Consequentemente, podem ocorrer tipos de choque que poderão levar a óbito, mesmo sendo uma voltagem baixa de apenas 20 V.

Por fim, a gravidade do choque elétrico depende de alguns fatores, tais como:

  • Tipo de corrente elétrica – direta (cd) ou alternada (ca).
  • Voltagem e amperagem – ambas são medidas de força corrente.
  • Duração da exposição à corrente elétrica – quanto mais longa a exposição, maior será a gravidade dos efeitos.
  • Resistência do corpo – cerca de 100000 Ω quando a pele está seca e 1000 Ω quando está molhada.
  • Percurso da corrente elétrica – que determinará o dano tissular específico.

Tipos de choque: efeitos no corpo

Sérgio Motcha

Cada um dos tipos de choque elétrico podem provocar efeitos diferentes no corpo. E isso acontece devido o movimento dos músculos e as transmissões de sinais nervosos provocados pela passagem de pequenas correntes elétricas. Por exemplo, podem causar pequeno formigamento, dores, espasmos musculares, contrações musculares, alteração na frequência cardíaca, parada respiratória, queimaduras na pele e até a morte.

Ademais, o trajeto que a corrente elétrica percorre no corpo também pode influenciar quanto à gravidade dos danos causados. Por exemplo, ao passar pelo coração, que é um músculo, a corrente elétrica provoca espasmos que vão alterar o ritmo cardíaco.

Por isso, os tipos de choque mais perigosos geralmente acontecem quando a pessoa segura com as duas mãos o fio elétrico. Pois o caminho percorrido pela corrente elétrica fica muito próximo ao coração. Portanto, segue os valores aproximados das correntes elétricas e o efeito que podem provocar no corpo de uma pessoa:

  • Valor da corrente elétrica entre 1 mA a 10 mA – geralmente causa apenas uma sensação de formigamento.
  • 10 mA a 20 mA – pode causar uma sensação dolorosa no corpo.
  • Correntes elétricas com valores acima de 20 mA e menores de 10 mA – causa dificuldade na respiração. Por isso, é importante que seja socorrido o quanto antes, ou a pessoa pode morrer por asfixia.
  • Correntes com valores acima de 100 mA – são as mais perigosas, pois possuem alto poder de matar. Isso acontece pelo fato de atacar diretamente o coração, causando fibrilação cardíaca.
  • Valores acima de 200 mA – apesar de não causar fibrilação cardíaca, provoca graves queimaduras e parada cardíaca.

Tipos de choque elétrico: complicações

O choque elétrico pode provocar algumas complicações, sendo que a principal é a morte, principalmente se a corrente elétrica for extremamente alta. No entanto, existem outros tipos de complicações, tais como:

1 – Queimaduras

Uol

A maioria dos acidentes provocados por choque elétrico resulta em algum grau de queimadura na pele. No entanto, quando a intensidade da corrente elétrica é alta, há a possibilidade de que afete os órgãos internos da vítima. Consequentemente, pode comprometer o funcionamento desse órgão, causando insuficiência renal, cardíaca ou de qualquer outro órgão que seja afetado pela lesão. Ademais, essas lesões podem promover:

  • Hemólise
  • Coagulação de proteínas
  • Necrose por coagulação do músculo e de outros tecidos
  • Trombose
  • Desidratação
  • Avulsão de músculos e tendões

2 – Problemas cardíacos

CMOS Drake

Se a corrente elétrica atravessar o coração, pode causar problemas cardíacos, como a fibrilação auricular, que é um tipo de arritmia cardíaca. Cujo tratamento deve ser feito no hospital com o acompanhamento de um cardiologista.

No entanto, em casos onde a corrente elétrica é muito forte, as consequências são mais graves, podendo provocar uma parada cardíaca ou até mesmo a morte.

3 – lesões neurológicas

Blog Brux

Independente da intensidade da corrente elétrica, ela pode afetar os nervos de alguma forma. Por isso, caso a intensidade do choque seja muito forte, pode resultar no comprometimento da estrutura dos nervos, causando uma neuropatia. Como resultado, a pessoa pode sentir dor ou dormência nas pernas e nos braços, além de dificuldade para mexer os músculos e tonturas frequentes.

Tipos de choque elétrico: como evitar

Enfermagem Florence

Para evitar acidentes causados por vários tipos de choque elétrico, procure manusear aparelhos elétricos isolados de forma correta e certifique-se que tenham fio-terra. Da mesma forma, instalar interruptores de circuito de fios-terra com dispositivos que disparem quando pouco menos de 5 mA da corrente elétrica perder-se no solo.

Também, usar protetores de tomadas quando houver crianças na residência e nunca coloque postes e escadas próximas a linhas de alta voltagem. Por fim, tome cuidado com fios desencapados ou caídos no meio da rua, assim como fios dentro de casa, não ligue muitos aparelhos na mesma tomada. Por fim, caso encontre algum fio caído na rua, notifique a agência reguladora de energia o mais rápido possível.

Prestando os primeiros socorros

Enfermagem Florence

Em caso de choque elétrico, o primeiro passo a seguir é cessar o contato da vítima com a fonte elétrica, ou seja, o fornecimento de energia deve ser cortado. Por exemplo, desligando o interruptor, chave de circuito, desconectando o dispositivo de sua fonte elétrica, etc. No entanto, nunca tente soltar ou tocar a vítima antes de cortar a corrente elétrica desligando a energia, ou você também levará o choque. Porém, caso não possa ser desligado, use objetos que não conduzem eletricidade para afastar a vítima da fonte elétrica. Por exemplo, madeira, plástico, pano grosso ou borracha, desde que não estejam molhados.

Com a vítima longe da fonte elétrica, chame uma ambulância, enquanto aguarda sua chegada, faça os primeiros socorros, seguindo os seguintes passos:

  • Verifique se a pessoa está consciente e respirando (caso esteja, procure acalmá-la até que o socorro chegue).
  • Se estiver inconsciente, mas respirando, deite a vítima de lado e a mantenha nessa posição.
  • Caso esteja inconsciente e não esteja respirando, é necessário fazer uma massagem cardíaca e a respiração boca a boca. Continue repetindo a manobra até que o socorro chegue.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: O que acontece se carregar o celular com carregador de outro aparelho?

Fontes: Brasil Escola, Mundo Educação, UolDez Emergências, MSD Manuals,

Imagens:  Portal Juristas, Blog Fica a Dica Guerreiros, Sérgio Motcha, Enfermagem Florence, CMOS Drake, Blog Blux

Essa matéria Tipos de choque – Por que ocorrem, efeitos que causam e como evitar foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Tipos de choque – Por que ocorrem, efeitos que causam e como evitar Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s