Tomar remédio vencido – Mitos e verdades sobre seu consumo

Provavelmente você já realizou o ato de tomar remédio vencido, criando dúvidas se aquilo poderia te fazer mal ou bem. Em síntese, quando um medicamento ultrapassa a data da sua validade, ele começa a perder a eficácia. Pois, a substância ativa vai diminuindo gradualmente com o tempo.

A princípio, o vencimento não ocasiona danos à saúde. No entanto, em casos de antibióticos ou remédios de uso contínuos, podem provocar consequências. Pois, a falha na eficácia prejudica o tratamento.

Por outro lado, ao identificar um medicamento vencido, é necessário descarta-lo. Logo, não jogue fora em lixos convencionais nem através do vaso sanitário ou pias. Assim sendo, recorra a farmácias que farão o descarte deles de forma adequada.

O que acontece se tomar remédio vencido?

Vide Bula

A data de validade de um remédio estipula até quando os laboratórios garantem a eficácia e a segurança das fórmulas. Isto é, quanto mais estiver após o prazo de validade, maior será o risco de não ter eficácia. Em síntese, ao tomar remédio vencido, pode acarretar na diminuição da eficácia da substância ativa, que vai diminuindo gradualmente com o tempo. Ademais, se passarem apenas alguns dias do prazo, a perda de eficácia não será significativa, não ocasionando problemas de saúde.

Entretanto, em casos de remédios como antibióticos ou de uso contínuo, a situação é de maior risco. Pois, a falha na eficácia pode comprometer todo o tratamento. Além disso, em casos de antibióticos vencidos, além de não atacar as infecções, pode aumentar a resistência das bactérias ao remédio. Portanto, evite tomar remédio vencido.

Por outro lado, é pouco conhecido sobre os possíveis efeitos tóxicos após tomar remédio vencido. Pois, cada organismo pode provocar alguma reação diferente.

Como é calculada a validade dos remédios?

Ead Plus

Conforme determinado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os fabricantes são obrigados a expor nas embalagens a data de fabricação, validade e número do lote do medicamento. Em suma, essa data limite é definida pela indústria farmacêutica. Assim sendo, eles realizam variados testes e cálculos, em um controle rigoroso, que avalia a estabilidade das substâncias que compõem o medicamento. Logo, garante a sua potência, eficácia e segurança até a validade.

No entanto, devem ser mantidos as condições de conservação, como a umidade, temperatura e integridade da embalagem. Por fim, ao ultrapassar a data estipulada, os laboratórios não garantem a capacidade de o remédio funcionar. Por isso, é essencial não tomar remédio vencido.

Como descartar os medicamentos vencidos

Medium

Ao perceber a presença de um remédio fora da validade, e para evitar tomar remédio vencido, é necessário que eles sejam descartados. Entretanto, nunca devem der descartados no lixo comum ou em vasos sanitários. Pois, são químicos que poluem os solos e a água. Portanto, eles devem ser entregues na farmácia, onde possuem condições adequadas para eliminar os medicamentos, processo denominado de logística reversa.

Tomar remédio vencido: Mitos X Verdades

1 – O prazo de validade é estratégia para consumirmos mais

Ecoinforma

Conforme a legislação de todos os países, é exigido que remédios comercializados possuam prazo de validade. Em suma, o cálculo da validade é feito com base em variados estudos científicos. Ademais, segundo a Organização Mundial da Saúde, o prazo de eficácia de um medicamento não deve ultrapassar cinco anos. Assim sendo, o prazo normalmente é de dois anos. Além disso, especula-se que mesmo que seja desenvolvido fórmulas que resistam mais tempo, a legislação impede isso.

2 – Tomar remédio vencido pode fazer passar mal

Meio Norte

VERDADE! Normalmente, tomar remédio vencido não ocasiona nenhum problema, apenas perde a sua eficácia. Entretanto, no consumo de antibióticos ou remédios de uso contínuo, podem apresentar riscos. Pois a falha na eficácia pode comprometer todo o tratamento. Além disso, não é possível determinar com certeza o que um remédio vencido pode ocasionar em cada organismo.

3 -Aspirina vencida, não representa risco.

Vide Bula

MITO! A aspirina não deve ser utilizada muito tempo após a data de validade. Pois, a degradação do princípio ativo da aspirina, o ácido acetilsalicílico, desenvolve outra substância, o salicilato. Ademais, essa substância é abrasivo e não deve ser consumido por via oral. Assim sendo, pode se tornar extremamente tóxica com o passar do tempo.

4 – Um medicamento pode perder sua eficácia antes da data de vencimento

GloboVERDADE! Em resumo, as substâncias químicas, presentes nos medicamentos, podem ficar estáveis ou instáveis conforme suas condições ou composição. Logo, fatores como umidade, temperatura e incidência de luz solar, podem reagir com essas substâncias e modifica-las quimicamente. Portanto, um remédio irá funcionar adequadamente em seu prazo de validade caso seja armazenamento nas devidas condições. Então, ler a bula é essencial para compreender a maneira adequada de guardar os medicamentos.

5 – Vitaminas não precisam dos mesmos cuidados

Vide Bula

MITO! Tomar remédio vencido, como as vitaminas, exigem os mesmos cuidados. Pois, quando um laboratório comercializa um composto vitamínico, ele assegura que as vitaminas irão funcionar conforme o esperado. Isto é, conforme seu prazo de validade. Logo, após a data limite, ela começará a sofrer alterações em sua fórmula, perdendo o efeito.

6 – Colírios devem ser jogados fora mesmo ainda na data de validade

Globo

VERDADE! Muitos colírios não apresentam conservantes para evitar problemas de irritação ocular. Por isso, quando seus frascos são abertos, devem ser utilizados conforme orientação médica e jogados fora após o tratamento, mesmo dentro do prazo de validade. Além disso, um mesmo colírio não serve para o mesmo paciente, principalmente nos casos em que o problema original volte a se manifestar. Pois, a solução pode estar contaminada com bactérias ou fungos por conta do contato com o ar.

7 – Um creme, que não foi aberto, funcionará após a data de validade

Ecoinforme

MITO! Os cremes fazem parte da legislação de produtos sanitários, possuindo uma data de vencimento. Portanto, mesmo que o creme não seja aberto, ele possui ingredientes que contam com um prazo de validade médio. Ademais, após um tempo sem utilizar, o tubo de creme expele uma espécie de óleo amarelado ao ser aberto.

Ou seja, representa um sinal de que o creme ficou tanto tempo sem ser utilizado que a sua base ficou de um lado e o medicamento de outro. Por isso, consumi-lo pode não causar danos, mas não terá eficácia para o tratamento específico do creme.

Enfim, evite tomar remédio vencido, pois além de ter sua eficácia reduzida, ainda pode prejudicar alguns tipos de tratamentos. Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: 9 Produtos vencidos que fazem muito mal se consumidos.

Fontes: Dr. Dráuzio Varella, Jovem Pan, Tua Saúde, BBC

Imagens: Medium, Oswaldo Cruz, Vide Bula, Ead Plus, Ecoinforme, Meio Norte, Globo

Essa matéria Tomar remédio vencido – Mitos e verdades sobre seu consumo foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Tomar remédio vencido – Mitos e verdades sobre seu consumo Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s