Piores terremotos do mundo – Abalos mais fortes da história

Quando um forte abalo sísmico ocorre no planeta, a escala Richter é o principal sistema de medição utilizado para indicar a gravidade do evento. Dessa maneira, os piores terremotos do mundo, assim como os piores terremotos do Brasil, costumam ser os que possuem maior índice nessa escala.

A força desses tremores de terra são resultado de movimentos bruscos das placas tectônicas. Essas placas formam a litosfera, a camada mais superficial do solo do planeta Terra, com cerca de 50 km de extensão.

Quando essas placas se chocam ou raspam umas às outras, o efeito é uma liberação de energia que acaba gerando o abalo em terra. É por isso, portanto, que a maior parte dos terremotos são percebidos em regiões onde algumas dessas placas se encontram.

15 piores terremotos do mundo

Vallenar

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
País Vulnerable

Em 10 de novembro de 1922, a região do Atacama, entre Chile e Argentina, foi atingida por um terremoto de magnitude 8,5. Além de provocar a morte de cerca de 1.500 pessoas, o abalo ainda provocou tsunamis moderados em cidades costeiras do Chile, incluindo Caldera, Chañaral e Huasco.

Mar de Banda

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
ScienceDirect

Apesar da magnitude 8,5, esse terremoto registrado em 1938 não teve nenhuma vítima fatal. Ainda assim, o abalo ocorrido a 35 km de profundidade provocou o surgimento de pequenos tsunamis que atingiram algumas ilhas ao leste da Indonésia.

Ilhas Aleutas

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Pinterest

Em 1946, as  Ilhas Aleutas (ilhas vulcânicas do Alasca) foram atingidas por um tremor de 8,6 pontos na escala Richter. Cerca de 5 horas após o terremoto, ondas gigantes atingiram o Havaí, provocando a morte de 170 pessoas. Além disso, centenas de outras vítimas ficaram feridas ou tiveram residências destruídas.

Ilhas Andreanof

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
WSSPC

Onze anos após o abalo registrado no sul do Alasca, a região voltou a ser atingida por um forte terremoto (8,6 graus). Desta vez, o encontro das placas do Pacífico e da América do Norte acabou não provocando mortes, Pelo menos é o que se pode dizer das mortes diretas. Isso porque, indiretamente, o evento foi responsável pela morte de duas pessoas que estavam a bordo de um pequeno avião que caiu no mar, enquanto sobrevoava a região para fazer fotos do tsunami.

Nias

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Earth Observatory of Singapore

A Indonésia está localizada numa região em que 90% dos abalos sísmicos do mundo são registrados, o Círculo do Fogo. Um dos piores foi registrado em 2005, quando um tremor de 8,6 graus matou cerca de mil pessoas.

Oceano Índico

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Al Jazeera

Outro terremoto nos arredores da Indonésia, esse teve a mesma intensidade do registrado em 2005, mas não provocou grandes danos. Isso porque, desta vez, o epicentro ocorreu a mais de 400 km da costa e a 33 km de profundidade, tendo sua força reduzida.

Assam-Tibete

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Earthquakes In India

Em 1950, mais de mil pessoas morreram após um forte tremor de magnitude 8,6 na fronteira entre a Índia e o Tibete. Além disso, foram registrados deslizamentos de terra e destruições de milhares de construções na área. Os deslizamentos, por exemplo, agravaram os danos assim que provocaram o rompimento da barragem natural do rio Subansiri. O episódio acabou inundando vilas próximas, matando mais de 500 pessoas.

Ilhas Rat

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
The Atlantic

Em 4 de fevereiro de 1965, o Alasca foi atingido por um tremor de magnitude 8,7 que causou rachaduras em residências da Ilha Shemya, bem como um tsunami de mais de 10 m de altura. Apesar disso, os prejuízos do abalo foram apenas materiais, com nenhuma morte.

Equador-Colômbia

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Earthquake Geology

Em 1906, as costas de Equador e Colômbia foram atingidas por um abalo sísmico de magnitude 8,8 e um tsunami devastador. A força do tremor foi tamanha, que foi possível sentir os efeitos em regiões dos Estados Unidos e até mesmo do Japão. Ao todo, cerca de mil pessoas morreram por efeitos do evento.

Chile

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
China Daily

O Chile foi atingido por um dos piores terremotos do mundo em 2010. O episódio durou apenas 3 minutos, mas foi suficiente para derrubar edifícios, provocar focos de incêndio e mantar 795 pessoas. Segundo o pesquisador Richard Gross, da Nasa, o abalo foi tão forte que deslocou o eixo da Terra em 8 cm, o suficiente para reduzir a duração de cada dia em 1,26 milionésimos de segundos.

Kamchatka

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Pinterest

O maior terremoto registrado na Rússia (magnitude 9) aconteceu em 4 de novembro de 1952, na costa leste da península de Kamchatka. O abalo com epicentro no Oceano Pacífico gerou ondas de mais de 15 m que mataram mais de 2 mil pessoas no país.

Tohoku

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Live Science

A costa leste da Ilha de Honshu, no Japão, foi vítima dos efeitos de um dos piores terremotos do mundo, com magnitude 9, em 11 de março de 2011. Foram produzidas ondas com uma velocidade surpreendente e altura de até 40 m. Dessa maneira, o mundo viu um dos piores desastres naturais da história, com 15.898 mortos, 6.157 feridos e 2.531 desaparecidos.

Sumatra-Andaman

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Tectonics Observatory

A lista de terremotos que registram mais de 9 pontos na escala Richter não é das mais extensas, mas inclui o abalo registrado em 26 de dezembro de 2004, na Indonésia. Graças à sua força, o evento foi um dos mais mortais da história, matando mais de 230 mil pessoas em cerca de 14 países. Isso porque, apesar no epicentro nas proximidades da Indonésia, foram percebidas ondas gigantes em vários outros locais, incluindo Sri Lanka, Índia e Tailândia.

Alasca

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
The Atlantic

O mais forte dos terremotos que atingiu a região do sul do Alasca teve magnitude 9,2. Registrado em 28 de março de 1964, ele é o segundo mais forte da história e matou 139 pessoas após um tremor de 4:38 minutos.

Valdívia

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Eerie Earthquakes

O líder entre os piores terremotos do mundo teve seu epicentro a 740 km ao sul da capital do Chile, Santiago. O tremor de magnitude 9,5 deixou milhões de desabrigados no país, feriu cerca de 3 mil pessoas e matou 2 mil, principalmente na cidade de Valdívia.

5 piores terremotos do Brasil

João Câmara

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Tribuna do Norte

Em 1986, os moradores da cidade de João Câmara, Rio Grande do Norte, foram surpreendidos por uma sequência de quatro tremores registrados entre os dias 21 de agosto e 30 de novembro. O mais forte deles é também um dos piores terremotos do Brasil, com magnitude 5,1. Apesar dos danos a construções, ninguém ficou ferido.

Pacajus

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Diário do Nordeste

O abalo da cidade de João Câmara não é o mais forte registrado na região nordeste do país. Isso porque em 20 de novembro de 1980 a cidade de Pacajus, região metropolitana de Fortaleza, foi atingida por um tremor de magnitude 5,2. A força do abalo foi sentida num raio de 600 km, onde construções foram danificadas e surgiram alguns focos de incêndio. Houve registros de pessoas com ferimentos leves, mas nenhuma vítima fatal.

São Paulo

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
FilmesVHS/YouTube

A cidade de São Paulo foi vítima de um dos piores terremotos do Brasil, em 22 de abril de 2008. O terremoto aconteceu a 215 km da costa do estado e durou apenas alguns segundos. Apesar disso, a força de 5,2 pontos na escala Richter fez com que os efeitos fossem sentidos em outros estados, como Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina.

Acre-Amazonas

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Alagoas 24 Horas

No Brasil, há somente dois terremotos registrados com magnitude acima de 6 pontos. O mais recente deles aconteceu a divisa do Acre com o Amazonas, em 21 de julho de 2007. No entanto, uma vez que seu epicentro ocorreu numa região pouco povoada, não provou danos a pessoas ou propriedades.

Porto dos Gaúchos

Piores terremotos do mundo - história dos abalos mais fortes da história
Portal da Cidade

Por fim, com magnitude 6,6, o terremoto registrado na Serra do Tombador, no Mato Groso, lidera a lista de piores terremotos do Brasil. Assim como a região atingida na divisa entre Acre e Amazonas, entretanto, não houve nenhuma vítima por conta da baixa densidade populacional na época (1995).

Apesar de não contar na lista dos terremotos mais fortes, um tremor registrado na comunidade rural de Caraíbas, em Minas Gerais é o único com vítima fatal no país. Enfim, com magnitude 5, o tremor foi registrado em 2007 e feriu seis pessoas, além de matar uma criança de 5 anos.

Fontes: Maiores e Melhores, BBC, BBC, Mundo Educação

Imagens: País Vulnerable, Pinterest, WSSPC, Earth Observatory of Singapore, Al Jazeera, Earthquakes In India, The Atlantic, Earthquake Geology, China Daily, Pinterest, Live Science, Tectonics Observatory, Eerie Earthquakes, ScienceDirect, Alagoas 24 Horas, Portal da Cidade, FilmesVHS/YouTube, Diário do Nordeste, Tribuna do Norte, Britannica

Essa matéria Piores terremotos do mundo – Abalos mais fortes da história foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Piores terremotos do mundo – Abalos mais fortes da história Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s