Melancia amarela – Origem, características e benefícios

A melancia vermelha é a queridinha do verão nas regiões tropicais, mas você já ouviu falar da melancia amarela? Pois bem, essa é uma variedade pouco conhecida, porém existe no Brasil e traz inúmeros benefícios.

Além disso, a melancia amarela tem se tornado uma opção muito comum entre consumidores. Em especial, o alto teor de açúcar natural e a presença de poucas sementes é um aliado para a sua preferência no mercado.

Apesar de ter cultivo semelhante ao da melancia tradicional, essa fruta apresenta uma origem diferenciada. Desse modo, suas características e benefícios variam.

Melancia amarela, o que é? Origem, características e benefícios
Fonte: Freepik

Origem da melancia amarela

Ainda que a melancia amarela exista naturalmente no meio ambiente, a fruta que chega à mesa do consumidor foi criada em laboratório. Em outras palavras, surgiu no Brasil a partir da ação da Embrapa Rondônia em parceria com a Embrapa Semi-Árido.

A partir da ação dessas instituições, desenvolveu-se dois tipos de melancia: a BRS Soleil e a BRS Kuarah. Resumidamente, foram criadas como uma alternativa de consumo para as pessoas, mas também para viabilizar a produção.

Além disso, a melancia amarela surgiu para facilitar o manuseio e transporte. Desse modo, tornou-se possível evitar o apodrecimento prematuro, considerando a diferença no tamanho e peso.

Apesar de ser fruto da Ciência, a melancia amarela não é considerada um alimento transgênico. Ou seja, a melancia é uma fruta que naturalmente gera variantes em outras cores, incluindo o vermelho, amarelo, laranja, rosa e até branco.

Contudo, o desenvolvimento da melancia amarela que é encontrada no mercado atende ao propósito de diversificação das opções disponíveis. Sendo assim, é possível controlar as características e ganhos nutricionais obtidos por meio da fruta.

No geral, o cultivo e uso se dão da mesma forma que das outras espécies. Na maioria dos casos, a melancia amarela é cultivada em solos diversos, desde que não sejam tão úmidos.

Melancia amarela, o que é? Origem, características e benefícios
Fonte: Globo Rural

Características da melancia amarela

No geral, a principal diferença entre a melancia amarela e a melancia vermelha refere-se à concentração de nutrientes. Enquanto a vermelha apresenta altos níveis de licopeno, a amarela possui caroteno, também presente nas cenouras, por exemplo.

Entretanto, ambas fazem parte da mesma família Cucubitaceae. Nesse sentido, outra diferença e particularidade da melancia amarela é a presença de poucas sementes. Mais ainda, existem variações dessa fruta que apresentam sementes comestíveis.

Além disso, a melancia amarela apresenta alto teor de açúcar natural. Geralmente, essa característica é controlada em laboratório por meio da cor, em um processo de melhoramento genético. Por essa perspectiva, a fruta ainda é mais suculenta do que sua similar.

Ainda, essa melancia pesa entre dois e seis quilos, além de ter um processo de amadurecimento mais acelerado. Em outras palavras, é possível colhê-la em menos de sessenta dias, enquanto a melancia vermelha leva em torno de oitenta dias para amadurecer.

Desse modo, também é possível evitar aparecimento de pragas e doenças na plantação. Ademais, a melancia amarela está presente em outras variedades espalhadas pelo mundo, principalmente em países mais frios como o Japão e a Rússia.

Melancia amarela, o que é? Origem, características e benefícios
Fonte: Gazeta do Povo

Benefícios da melancia amarela

Como citado anteriormente, a melancia amarela é rica em caroteno. Nesse sentido, esse é um pigmento importante para a prevenção de doenças do coração e até alguns tipos de câncer. Além disso, o caroteno é convertido em vitamina A no organismo, auxiliando na prevenção de doenças associadas à visão.

Por outro lado, a melancia amarela também apresenta propriedades diuréticas, auxiliando no tratamento de doenças renais. Ademais, essa característica faz com que a fruta seja uma aliada em dietas e regimes.

Assim como a melancia vermelha, essa fruta apresenta alta concentração de água, em torno de 90% a 92%. Desse modo, é benéfica para hidratação, especialmente durante os verões quentes. Mais ainda, pode prevenir infecções e inflamações pela concentração de vitaminas do complexo B.

Por fim, é indicada para alívio de aftas e de sintomas como a febre, devido à presença de fósforo e ferro.

Outras frutas coloridas

Além da melancia amarela, outras frutas apresentam colorações e características diferentes dentro da mesma espécie. Confira algumas:

1) Kiwi amarelo

Fotografia de um kiwi amarelo para ilustração do item
Fonte: Sabor à Vida Gastronomia

Em resumo, ao contrário da polpa verde e fibrosa do kiwi tradicional, essa variação apresenta casca lisa e polida. Além disso, o sabor é diferente, pois lembra muito a manga pela doçuca. Apesar de não ser uma variedade transgênica, é produzida especificamente pela marca neozelandesa Zepri desde os anos 90.

Ademais, começou a ser exportada recentemente e é conhecida também como kiwi gold no mercado. Desse modo, alguns supermercados brasileiros oferecem essa variedade, mas somente entre maio e outubro quando sua produção é maior.

2) Maracujá roxo

Fotografia de um maracujá roxo para ilustração do item
Fonte: Mercado Livre

Por outro lado, também pode-se citar o maracujá roxo. Assim como a melancia amarela, essa é uma fruta menor e mais doce. Mais ainda, é menos ácido e apresenta aroma, sabor e doçura intensos quando comparado ao maracujá tradicional.

Consequentemente, é muito utilizada como cobertura de bolos e ingrediente de confeitaria. No geral, é encontrada nas regiões nativas do Sul e Sudeste do Brasil, além do Paraguai e norte da Argentina. Entretanto, é cultivado em diversos países do mundo e comercializado entre nações.

3) Banana roxa ou rosa

Fotografia de uma banana rosa para ilustração do item
Fonte: UneBrasil

Por fim, outro exemplo notável é a banana roxa ou rosa. Em outras palavras, essas são frutas mais cítricas e com a polpa repleta de caroços, semelhante às romãs.

Desse modo, são frutas ornamentais em sua maioria, pois são pequenas e apresentam cores vibrantes. Nesse sentido, não são possíveis de ser mastigadas como a banana tradicional. Geralmente, os caroços são chupados para se consumir a fruta.

Além disso, é nativa do Himalaia, mas também cultivada na Austrália. Por isso, são raras em mercados municipais.

E aí, gostou de conhecer a melancia amarela? Então leia sobre

Fontes: Embrapa | Rádio Chopinzinho | NDemais | Mundo Ecologia | Globo | Revista Globo Rural | UneBrasil

Imagens: Mercado Livre | Sabor à Vida Gastronomia | Revista Globo Rural | Gazeta do Povo | Freepik | UneBrasil

Essa matéria Melancia amarela – Origem, características e benefícios foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Melancia amarela – Origem, características e benefícios Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s