Olho grego – Origem do amuleto que afasta o mau olhado

O olho grego ou olho turco é um amuleto, frequentemente referido como Nazar ou Olho de Deus. O talismã existe há milhares de anos e repele energias ruins como o mau olhado. O objeto é mencionado em textos gregos e romanos antigos, bem como em muitas obras literárias famosas, incluindo a Bíblia, o Alcorão e as peças de Shakespeare.

Sua origem remonta ao antigo Egito. Desse modo, uma teoria comum o conecta ao Olho egípcio de Hórus, o deus da realeza e do céu. Nesse sentido, ele era feito de uma cerâmica em tom turquesa, a cor que representa o poder regenerativo do sol.

Todavia, não se sabe ao certo se o Olho de Hórus foi o precursor do olho grego, mas ambos compartilham tons vibrantes de azul, com o Nazar assumindo a forma de um olho com pupila preta, íris azul claro, esclera branca e um azul cobalto profundo na camada externa.

O olho turco

Fonte: Pinterest

Para repelir o mau olhado, o povo turco criou o amuleto Nazar Boncuk, também conhecido como o olho turco. O objetivo do amuleto é repelir os espíritos malignos e mantê-lo protegido do perigo. Portanto, o talismã não é usado para atrair sorte; é tudo uma questão de proteção. Como resultado, as pessoas começaram a pendurar o amuleto em quase tudo, desde seus animais de estimação até seus filhos. Também é uma prática comum espalhá-los pela casa.

Além disso, na cultura turca acreditava-se que quando o olho turco começava a se desgastar e rachar era um mau presságio. Por isso, o amuleto era sempre substituído por um novo antes de quebrar, para manter a proteção e a certeza de que os espíritos malignos estavam longe.

Uso do olho grego nas diversas culturas

Fonte: Pinterest

A crença no olho grego e na proteção advinda do amuleto, remonta ao Antigo Testamento e tem raízes em várias civilizações antigas, incluindo Mesopotâmia, Egito, Fenícia e Grécia. Inclusive, o objeto foi citado por Platão em seus escritos referindo-se a ‘um olhar malévolo pode atirar punhais de energia negativa e maldições’. Contudo, o conceito de um amuleto para afastar o mal e a má sorte é especialmente proeminente da cultura Mediterrânea.

As origens do mau olhado remontam à antiga crença de que havia uma quantidade limitada de coisas boas no mundo, que seriam riqueza, felicidade e sorte. Dessa forma, olhar ou até mesmo elogiar a boa sorte de outra pessoa amaldiçoaria o receptor e arriscaria que esse bem fosse levado embora. Por isso, o olho grego como sendo um símbolo do próprio mau olhado, era considerado a melhor proteção contra as más vibrações.

A tradição se espalhou por diversas culturas e o olho grego passou a ser usado para proteger o lar dos espíritos malignos e repelir a má sorte. Devido ao seu amplo uso, os amuletos do olho grego foram feitos em muitas formas diferentes, desde pingentes, colares, pulseiras e chaveiros. Esses artigos e assessórios podem ser encontrados em lojas de bijuterias e até mesmo de joias finas em qualquer parte do mundo.

Se curtiu esse conteúdo, clique e leia também: Olho de Hórus – Origem e significados do símbolo egípcio

Fontes: Oh Carol, Significados, Francisca joias

Fotos: Pinterest

Essa matéria Olho grego – Origem do amuleto que afasta o mau olhado foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Olho grego – Origem do amuleto que afasta o mau olhado Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s