Cachorro latindo – Origem do latido, principais causas e como lidar

Quando um cachorro está latindo, ele está usando sua principal forma de comunicação para enviar alguma mensagem, seja para humanos ou outros cães. Apesar disso, para humanos o som pode não soar de maneira tão clara em algumas ocasiões.

Isso porque o latido não parte apenas de uma motivação, mas de várias – muitas vezes bem opostas. Latir pode ser tanto uma forma de expressar felicidade e carinho pelo dono, como reclamar de algum tipo de problema ou incômodo. Por causa disso, é essencial compreender as motivações que estão fazendo seu animal ficar muito barulhento, para poder evitar problemas.

Além de possíveis problemas para o próprio animal de estimação, por exemplo, o barulho em excesso ainda pode criar estresse no ambiente, ou conflitos com vizinhos incomodados.

Origem do latido

Cachorro latindo - principais motivos e formas de reduzir o comportamento
Conrad Weiser

Primeiramente, é importante lembrar que latir é uma forma de comunicação extremamente natural para os cães. Além disso, a intensidade e frequência podem variar de acordo com raças, ambiente e tratamento recebido.

A partir daí, identificar a motivação de um cachorro latindo de maneira excessiva parte da análise de três conceitos:

  • Contexto: situações que despertam o comportamento do animal, como encontros com outros bichos ou ao receber alguma visita em casa;
  • Expressões: quais expressões faciais e corporais o cachorro exibe em conjunto com os sons, como rabo abanando ou olhar raivoso;
  • Tipo do latido: para cada situação, o animal pode latir de forma diferente, mudando quantidade, força, duração e até mesmo o tipo de ruído emitido, por exemplo.

Principais motivos para o cachorro ficar latindo

Ansiedade

Cachorro latindo - principais motivos e formas de reduzir o comportamento
The Sophisticated Dog

Assim como humanos, cachorros também podem sofrer de ansiedade. Esse tipo de reação está diretamente ligada à rotina do animal. Bichinhos que passam o dia todo perto do dono, por exemplo, podem ficar incomodados caso sejam deixados mesmo que por um curto período de tempo. Por outro lado, caso eles fiquem abandonados na maior parte do dia, sem passeios ou brincadeiras, também podem sofrer com a situação.

Alerta

Cachorro latindo - principais motivos e formas de reduzir o comportamento
pixabay

Naturalmente, os cachorros já são mais alertas que os humanos. Com olfato e audição mais aguçados, eles são capazes de perceber a aproximação de pessoas queridas, visitas ou mesmo algumas ameaças. Sendo assim, o cachorro pode ficar latindo com frequência caso perceba que alguém está chegando, seja como aviso corriqueiro ou como alerta de perigo.

Dor ou Medo

Cachorro latindo - principais motivos e formas de reduzir o comportamento
Pet MD

Um cachorro latindo de forma constante ou com um som arrastado ou esganiçado, pode ser um indício de problemas. Esse tipo de som costuma aparecer como reação a sensações negativas, como dor e medo. Na maioria das vezes, esse latido se assemelha a um grito ou choro, mas dependendo do comportamento do animal ou da dor ou doença em questão, ele pode ficar parecido com latido mais convencional.

Diversão

Cachorro latindo - principais motivos e formas de reduzir o comportamento
Stocksy

Por mais que muitos vezes o barulho dos cães seja atrelado a situações negativas, a verdade é que eles podem latir com frequência para demonstrar felicidade. Enquanto estão brincando com outros animais ou seres humanos, os cachorros podem tentar se comunicar por latidos, como forma de agradecer ou demonstrar empolgação pela situação. Além disso, o latido pode surgir uma forma de convidar outra criatura para começar uma brincadeira.

Como reduzir os latidos

Cachorro latindo - principais motivos e formas de reduzir o comportamento
Fido Dog Treats

Caso o dono queira ensinar o seu cachorro a latir com menos frequência no cotidiano, pode usar alguns truques no processo. O primeiro passo é não usar a violência, nem mesmo no tom de voz. Caso a bronca envolva gritos, pode surtir efeito contrário e ensinar o cachorro a reagir da mesma forma.

Além disso, é importante não oferecer nenhum tipo de recompensa – como brinquedos ou petiscos – durante o latido. Isso porque o cão pode associar o presente ao comportamento, passando a repeti-lo com mais frequência.

No dia-a-dia, dê atenção frequente ao animal, que pode se acostumar a ficar com os donos sem precisar de outros métodos para ganhar atenção. Também é importante preencher a rotina do cão com atividades como caminhadas, passeios e brincadeiras. Com mais felicidade e mais cansaço, o cachorro terá menos motivos para ficar latindo com frequência.

Em situações mais complicadas, investir em adestramento com especialistas também pode solucionar o caso. A partir de uma educação eficaz, o cão pode aprender que não precisa ficar latindo, ou mesmo responder a comandos de ordem que reduzem o hábito em situações incômodas.

Fontes: DogHero, Patas da Casa, Patas da Casa, Cachorro Gato

Imagens: Fido Dog Treats, Stocksy, Pet MD, pixabay, The Sophisticated Dog, Conrad Weiser, The Rio Times

Essa matéria Cachorro latindo – Origem do latido, principais causas e como lidar foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Cachorro latindo – Origem do latido, principais causas e como lidar Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s