Morrígan – História e curiosidades sobre a Deusa da Morte para os celtas

Morrígan é a divindade da mitologia celta conhecida como Deusa da Morte e da Guerra. Além disso, os povos irlandeses também consideravam-na patrona de bruxas, feiticeiras e sacerdotisas.

Assim como os outros deuses da mitologia celta, ela está diretamente ligada às forças da natureza. Dessa maneira, também era considerada Deusa do Destino humano e considerada o Grande Útero, responsável pela morte, renovação e renascimento de toda a vida.

A deusa também costuma ser retratada como uma figura de três identidades diferentes, bem como na forma de um corvo.

Origem do nome Morrígan

Morrígan - história e curiosidades sobre a Deusa da Morte para os celtas
Panda Gossips

Na língua celta, Morrígan significa Grande Rainha, mas também Rainha Fantasma ou Terror. Apesar disso, a origem do termo possui algumas contradições, com vertentes apontando a fonte do nome no indo-europeu, no inglês antigo e na escandinava.

Além da grafia tradicional, a deusa também tem o nome escrito como Morrighan, Mórrígan, Morrígu, Morrigna, Mórríghean ou MOR-Ríoghain.

A grafia atual surgiu em meados do período médio irlandês, quando ganhou o sentido de Grande Rainha. Antes disso, o nome no proto-celta – registrado como Moro-rigani-s –, era mais utilizado no sentido de Rainha Fantasma.

Características da deusa

Morrígan - história e curiosidades sobre a Deusa da Morte para os celtas
HiP Wallpaper

Morrígan é considerada uma divindade da guerra e, por isso, era frequentemente invocada antes das batalhas. Como símbolo de guerra, ela era muito retratada na forma de um corvo, voando sobre os guerreiros no campo de batalha.

Já durante o ciclo de Ulster, a deusa também passa a ser retratada como enguia, lobo e vacas. Essa última representação está muito ligada ao seu papel na fertilidade e na riqueza proveniente da terra.

Em algumas ocasiões, Morrígan aparece como uma deusa tripla. Apesar dessa retratação ter várias versões, a mais comum consiste no trio das filhas de Ernmas, ao lado de Badb e Macha. Em outros relatos, a deusa é substituída por Nemain, sendo que o trio inteiro recebe o nome de Morrighans.

Outras combinações também envolvem a deusa ao lado de Fea e Anu.

Deusa da Guerra

Morrígan - história e curiosidades sobre a Deusa da Morte para os celtas
flickr

A ligação de Morrígan com a guerra é frequente. Isso porque ela era muito conectada a premonições de mortes violentas de guerreiros celtas. Por isso, era comum que a deusa também fosse ligada à figura do banshee, um monstro do folclore celta que anuncia a morte de suas vítimas a partir de gritos.

A figura da deusa era muito idolatrada no meio de jovens caçadores de guerreiros, conhecidos como männerbund. Normalmente, eles vivam nas fronteiras e periferias das tribos civilizadas, esperando pela oportunidade de investir contra os grupos em períodos de fragilidade.

Alguns historiadores, no entanto, defendem que a ligação da deusa com a guerra é um fator secundário. Isso porque essa relação seria um efeito colateral de sua conexão com a Terra, com o gado e com a fertilidade.

Dessa maneira, Morrígan seria uma deusa muito mais associada à soberania, mas acabou ligada à guerra pelos conflitos ligados a essa ideia de poder. Além disso, a confusão de sua adoração com a imagem de Badb pode ter ajudado a promover a associação.

Mitos de Morrígan

Morrígan - história e curiosidades sobre a Deusa da Morte para os celtas
The Order of the Crows

Nos textos da mitologia celta, Morrígan aparece como uma das filhas de Ernmas. Antes dela, as primeiras filhas foram Ériu, Banba e Fódla que também são sinônimos para a Irlanda.

As três também foram esposas dos últimos reisTuatha Dé Danann da região, Mac Cuill, Mac Cécht e Mac Gréine.

Morrígan surge no segundo trio de ilhas, ao lado de Badb e Macha. Dessa vez, as filhas são muito mais poderosas, dotadas de muita astúcia, sabedoria e força. Apesar da diferença de poder, as duas tríades eram muito conectadas e encaradas como equivalentes.

A deusa também é retratada em Samhain, onde é vista pisando ao mesmo tempo nas duas margens do rio Unius. Por isso, inclusive, é muitas vezes retratada como a responsável pelo surgimento da paisagem.

Na modernidade, alguns autores tentaram relacionar a deusa à figura de Morgan le Fay, presente nas lendas Arthurianas.

Equivalência em outras mitologias

Morrígan - história e curiosidades sobre a Deusa da Morte para os celtas
Norse Mythology

Em outras mitologias, é comum encontrar deusas triplas no megalítico das Mães (Matrones, Idises, Disir, etc).

Além disso, Morrígan é encarada como equivalente a Alecto, uma das Fúrias da mitologia grega. Em textos medievais irlandeses, ela também é associada à primeira esposa de Adão, Lilith.

Por sua ligação com guerreiros militares, a deusa também é associada às Valquírias da mitologia nórdica. Assim como Morrígan, as figuras também dotavam de magia durante as batalhas, ligadas è morte e ao destino dos guerreiros.

Fontes: Além de Salem, Dez Mil Nomes, Cultura Mix, Fatos Desconhecidos, Oficina das Bruxas

Imagens: The Order of the Crows, DeviantArt, HiP Wallpaper, Panda Gossips, flickr, Norse Mythology

Essa matéria Morrígan – História e curiosidades sobre a Deusa da Morte para os celtas foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Morrígan – História e curiosidades sobre a Deusa da Morte para os celtas Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s