Níobe, quem é? História da mãe dos quatorze filhos na mitologia grega

Em primeiro lugar, Níobe foi uma figura da mitologia grega. Nesse sentido, é filha de Tântalo e Dione, neta de Zeus e Plota, e parte de uma complicada linha genealógica. Sobretudo, faz parte dos mitos por conta da sua história com a deusa Leto, mas também por conta de seus vários filhos.

Desse modo, essa personagem mitológica é apresentada acima de tudo por sua fertilidade e maternidade. No geral, ambas características eram louvadas e desejadas na Grécia Antiga. Contudo, o orgulho e a vaidade eram puníveis, o que a história de Níobe ilustra como lição de moral.

A princípio, Níobe casou-se com Anfião, filho de Zeus com Antíope. Basicamente, o casal teve quatorze filhos igualmente distribuídos. Ou seja, eram sete homens e sete mulheres que ficaram conhecidos como nióbidas por conta de sua mãe, mas foram protagonistas de uma tragédia divina.

Níobe, quem é? História da mãe dos quatorze filhos na mitologia grega
Árvore genealógica de Níobe, de acordo com o escritor romano Higino – Fonte: Wiki

A história de Níobe e Leto

Primeiramente, Níobe e Anfião eram reis de Tebas na região da Grécia Central. Sobretudo, ambos eram invejados por possuir riqueza, prosperidade e uma grande família. Além disso, os relatos a apresentam como uma mulher bela e nobre, que vestia sua maternidade com orgulho e prepotência.

Desse modo, cabe contextualizar que dentre os vários rituais da Grécia nesse período acontecia comemorações à deusa Leto. Em resumo, Leto ficou conhecida como a deusa do anoitecer, além de ser mãe de Apolo e Ártemis. Por outro lado, a mitologia romana a conhece como Latona, mãe de Febo e Diana.

Além disso, Leto foi uma das amantes de Zeus na mitologia romana, sendo considerada por alguns a deusa da maternidade e protetora das crianças. Sendo assim, rituais aconteciam em respeito por sua manutenção nos ciclos de vida, tanto do amanhecer e do anoitecer quanto da saúde das mulheres e crianças. Contudo, Níobe sentia inveja da adoração dedicada a essa divindade.

Portanto, em uma das celebrações o povo de Tebas reuniu-se no Templo de Leto para prestar suas homenagens no altar dedicado à deusa. No geral, os reis e rainhas participavam desses ritos como forma de respeito e retribuição porque os deuses os concederam a nobreza. Entretanto, nessa celebração em questão a rainha Níobe chegou com vestes ostensivas, carregadas de beleza e soberba.

Acima de tudo, Níobe não compreendia porque a população de seu reino saudava uma deusa jamais vista por eles e que nunca ao menos havia se manifestado a favor do povo. Desse modo, acreditava que ela havia feito muito mais do que a deusa Leto. Ademais, vangloriava-se por ter quatorze filhos enquanto a deusa tinha somente dois.

Níobe, quem é? História da mãe dos quatorze filhos na mitologia grega
A morte dos Nióbidas, obra de Pierre Charles Jombert – Fonte: Mitologia Grega BR

O castigo da rainha

Sendo assim, Níobe bradou sua revolta no interior do templo. Mais ainda, afirmou-se como filha de Tântalo e de uma deusa, como neta de Zeus e que tinha um aspecto digno de uma deusa grega. Em outras palavras, se colocou como digna de ser uma divindade e comparou-se à deusa Leto.

Porém, em sua comparação a rainha menosprezou a deusa, afirmando ter sete vezes mais filhos que ela. Ademais, afirmou que mesmo que algum filho lhe fosse tirado ela não sofreria tanto quanto Leto, que apenas tinha dois filhos. Como consequência, o povo abandonou os ritmos de homenagem à divindade sobre ordens de Níobe.

Contudo, a deusa Leto ficou enfurecida com o abandono, indignada com a prepotência da rainha de Tebas. Portanto, foi até seus filhos no pico da montanha Cintos onde vivia e desabafou sobre seus sentimentos. Desse modo, ambos se compadeceram do sofrimento da mãe e decidiram aplicar um castigo à causadora daquele conflito.

Sendo assim, os dois desceram até Tebas e escondidas por entre as nuvens caçaram cada um dos sete filhos homens de Níobe. Posteriormente, a morte deles levou o marido da rainha a cometer suicídio, diante da tristeza imensa da perda. Apesar disso, a rainha tentou suplicar o perdão da deusa Leto, oferecendo até mesmo seu próprio coração para que ela devorasse.

Apesar de suas sete filhas ainda estarem vivas, cada uma veio a falecer lentamente e por meios diferentes. Por um lado, algumas cometeram suicídio diante da imagem de seus irmãos mortos, outras adoeceram de forma grave e repentina. Eventualmente, seis irmãs faleceram e somente uma foi poupada.

Níobe, quem é? História da mãe dos quatorze filhos na mitologia grega
A “Rocha Que Chora”, perto do Monte Sípilo, na Turquia – Fonte: Grécia Antiga

O destino de Níobe

Por fim, a filha poupada foi descrita como a mais nova, protegida por Níobe com corpo e alma. Nesse sentido, a rainha de Tebas suplicou aos céus mais uma vez que ao menos uma de suas filhas fossem deixadas. Entretanto, essa filha também veio a falecer nos braços de sua mãe.

Como consequência, Níobe se viu rodeada do corpo de sua família, com seus quatorze filhos e marido mortos. Desse modo, o choque foi tamanho que ela ficou paralisada por nove dias nessa situação. Contudo, um dos filhos de Zeus se compadeceu da história e transformou a família em pedra, de modo a aliviar o sofrimento.

Porém, existem versões que narram que o deus Urano tenha os enterrado, absorvendo seus corpos à terra. Posteriormente, o corpo de Níobe petrificado foi colocado no topo do monte Sípilo, agora transformado em uma pedra chorosa e de dor infinita. Sendo assim, acabou sua vida como uma cachoeira ininterrupta, que não cessava o fluxo de água nem no inverno e nem no verão.

No geral, essa história serve como uma lição sobre respeito aos deuses gregos. Além disso, ensina sobre orgulho, vaidade, soberba e as consequências das ações humanas dentro da própria família.

E aí, aprendeu sobre Niobe? Então leia sobre Cidade mais antiga do mundo, qual é? História, origem e curiosidades.

Fontes: Mitologia Grega BR | Grécia Antiga | Portal Mitologia | A mitologia na história

Imagens: Wiki | Mitologia Grega BR | Grécia Antiga

Essa matéria Níobe, quem é? História da mãe dos quatorze filhos na mitologia grega foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Níobe, quem é? História da mãe dos quatorze filhos na mitologia grega Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s