Marduc – História e lendas sobre o deus protetor da Babilônia

Apresentado na Bíblia, o personagem Marduc integra uma geração tardia de deuses da antiga Mesopotâmia. Ele também tem seu nome grafado por variações, como Marduque, Marduk ou Merodaque, por exemplo.

Além disso, o nome também é utilizado ao lado de Nibiru para nomear o suposto décimo segundo planeta do Sistema Solar. De acordo com a mitologia da mesopotâmia, o planeta teria dado origem aos Anunnaki, filho de An.

O planeta Marduk também teria ajudado a formar a Terra e outros corpos celestes, a partir do embate direto com outro planeta: Tiamat.

Mitologia mesopotâmica

Marduc - história e lendas sobre o deus protetor da Babilônia
Uni más en la Familia

Segundo a mitologia da Mesopotâmia, a história começa quando Apsu e Tiamat (governantes das águas doces e salgadas, respectivamente) se aliam. A partir da união, então, dá-se a organização do caos primordial, com a origem dos primeiros seres sagrados.

O surgimento de uma nova leva de deuses, no entanto, teria irritado Apsu, que determinou a destruição dos descendentes. Por outro lado, os próprios filhos também encomendaram a morte do pai, com o deus Ea.

Com Apsu Assassinado, Tiamat se revoltou e decidiu atacar os deuses. A fúria, no entanto, encontrou obstáculo em Marduc, que enfrentou o monstro em troca de governar todos os deuses.

A origem de Marduc

Marduc - história e lendas sobre o deus protetor da Babilônia
The Human Journey

Para evitar a derrota, os deuses Ea e Ninursag geraram Marduc. Ele fez uma oferta aos deuses e propôs destruir Tiamat em troca de governar os deuses. Após o combate, o herói dividiu o corpo da criatura adversária em dois, criando o Céu e a Terra.

De acordo com a mitologia, esse momento também marca a transformação de uma sociedade matriarcal para uma patriarcal.

Apesar do sucesso da criação do mundo, os deuses ficaram tristes, entediados e raivosos com a falta de admiração e público. Foi assim, portanto, que surgiu a necessidade de criar os humanos, com a função primordial de idolatrar os deuses.

Influência da mitologia

Marduc - história e lendas sobre o deus protetor da Babilônia
CBC Kids

Além de marcar a transição para a cultural patriarcal, a figura de Marduc também a ajudou a apagar a adoração a outros deuses. Antes dele, os deuses Ea (seu pai) e Bel eram comumente idolatrados, mas acabaram sendo esquecidos com o tempo.

Além disso, o deus chegou a ser adaptado pelos assírios após a invasão da região. Assim como aconteceu com a relação dos romanos com o panteão grego, os assírios também adotaram para si a idolatria às divindades mesopotâmicas, incluindo Marduc

O poder do deus também está presente em passagens do Código de Hamurabi, o mais famoso código de leis do mundo antigo.

Fontes: Concursos no Brasil, Infopedia, Info Escola, Fernando Passerini

Imagens: Uni más en la Familia, Cosmos & Contexto, CBC Kids, The Human Journey

Essa matéria Marduc – História e lendas sobre o deus protetor da Babilônia foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Marduc – História e lendas sobre o deus protetor da Babilônia Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s