Sif, a deusa nórdica da fertilidade da colheita e esposa de Thor

Sif, a deusa nórdica da fertilidade da colheita e esposa de Thor foi publicado primeiro no site Segredos do Mundo e copiado sem autorização por esse site.

A mitologia nórdica representa um conjunto de crenças, lendas e mitos pertencentes aos povos escandinavos. Ademais, são narrativas da Era Vikings, da atual região onde está situada a Suécia, a Dinamarca, a Noruega e a Islândia. Inicialmente, a mitologia era transmitida oralmente, somente no século XIII começaram a ser registradas. Chamadas de Eddas reúne personagens fantásticos, como deuses, heróis, monstros e feiticeiros. Cujo objetivo é tentar explicar a origem do universo e tudo que é ser vivo. Assim como Sif, deusa da fertilidade, do outono e do combate na mitologia nórdica.

Também conhecida como Sifjar ou Síbia, é a regente da fertilidade da vegetação, dos campos dourados de trigo no verão e da excelência. Além da habilidade em combate em batalhas. Ademais, a deusa Sif é descrita como uma mulher de grande beleza, com lindos cabelos longos e dourados. Apesar de vestir roupas simples de camponesa, usa um cinto de ouro e pedras preciosas, sendo relacionada à prosperidade e vaidade.

Sif é da raça mais velha dos deuses, os Aesir. Assim como Thor, seu marido. Além disso, a deusa possui a habilidade de se transformar em cisne. Enfim, diferente das outras mitologias, na nórdica os deuses não são imortais. Da mesma forma que os humanos, eles podem morrer, principalmente durante a batalha de Ragnarok. Mas, ao contrário dos outros deuses, há relatos de que Sif morrerá no Ragnaarok. No entanto, não revela como ou por quem.

Sif: a deusa da colheita e das habilidades de combate

O Chamado dos Monstros

A deusa Sif, cujo nome significa ‘relação por casamento’, pertencente à tribo de deuses Aesir, em Asgard, e é filha de Mandifari e Hretha. Primeiro, se casou com o gigante Orvandil, com quem teve um filho chamado Ullr, também conhecido como Uller, o deus do inverno, da caça e da justiça. Posteriormente, Sif se casa com Thor, o deus do trovão. E com ele teve uma filha chamada Thurd, deusa regente do tempo. De acordo com a mitologia, quando a deusa Thurd ficava com raiva, o céu se escurecia com chuvas e tempestades. E quando estava de bom humor, deixava o céu da cor dos seus olhos azuis. Inclusive, há mitos que dizem que Thurd era uma das Valquírias.

Também há mitos que dizem que Sif e Thor tiveram uma segunda filha chamada Lorride, mas, pouco se sabe sobre ela. Já em outros contos, há relatos sobre mais dois filhos dos deuses, Magni (poder) e Modi (raiva ou bravura). Que segundo a mitologia nórdica, estão destinados a sobreviver ao Ragnarok e herdar o martelo Mjollnir de Thor.

A deusa Sif é associada à fertilidade, à família, ao casamento e a mudanças das estações. Ademais, é descrita como uma mulher belíssima com longos cabelos dourados da cor do trigo, que representam a colheita. Além de olhos da cor das folhas de outono, representando as mudanças das estações.

Por fim, a união entre Thor e Sif representa a união dos céus com a terra, ou a chuva que cai e fertiliza o solo. Também representa a mudança das estações e a fertilidade da terra e a chuva vivificante, que garantem uma boa colheita.

Mitologia

Pinterest

Na mitologia nórdica não há muitos relatos sobre a deusa Sif, apenas algumas passagens rápidas relacionadas a ela. No entanto, o mito mais conhecido de Sif é de quando Loki, o deus da trapaça cortou seu longo cabelo. Em suma, Sif tinha grande orgulho de sua longa cabeleira, que ia da cabeça aos pés, como um lindo véu. Da mesma forma, seu marido Thor também se orgulhava da beleza de sua esposa e de seus cabelos.

Certo dia, Loki entrou no quarto de Sif enquanto ainda dormia, e cortou-lhe os cabelos. Ao acordar e perceber o que aconteceu, Sif se desespera e começa a chorar se trancando no quarto para que ninguém a visse sem seus cabelos. Dessa forma, Thor descobre que foi Loki o autor e fica furioso, chegando a ameaçar quebrar todos os ossos de Loki se ele não devolvesse os cabelos de Sif.

Então, Loki o convence a deixá-lo ir até Svartalfheim, para que os anões fizessem um novo cabelo para Sif. Em alguns contos de Edda, Loki acusa Sif de adultério, dizendo ser amante dela, o que facilitou para conseguir cortar seu cabelo. Porém, não existe comprovação em outros mitos sobre esse fato. Visto que, em outras culturas, cortar os cabelos era uma punição imposta a mulheres adúlteras. Já as mulheres nórdicas, eram livres para se divorciarem quando se sentiam insatisfeitas com seus casamentos.

Os presentes de Loki

Amino Apps

Chegando à Svartalfheim, Loki convence os filhos do anão Ivaldi a produzirem um novo cabelo para Sif. E como presente para os outros deuses, pediu que produzissem Skidbladnir, o melhor de todos os barcos que podia ser dobrado e guardado no bolso. E Gungnir, a lança mais mortal já feita. Após os anões terem cumprido sua tarefa, Loki resolveu permanecer nas cavernas dos anões. Então, ele se aproximou dos irmãos Brokkr (metalúrgico) e Sindri (pulverizador de faísca), e os desafiou a forjarem três novas criações melhores do que as criadas pelos filhos de Ivaldi.

Loki apostando na falta de habilidade dos anões colocou sua cabeça a prêmio. Enfim, os anões aceitaram o desafio. Mas, enquanto trabalhavam, Loki se transformou em uma mosca e picou a mão de Sindri, depois o pescoço de Brokkr e novamente em seu olho. Tudo isso, para atrapalhar os anões.

No entanto, mesmo atrapalhando, os anões conseguiram produzir três criações incríveis. A primeira criação era um javali com cabelos dourados reluzentes que podia correr melhor do que qualquer cavalo através da água ou do ar. Já a segunda criação era um anel chamado Draupnir, que a cada nona noite outros oito novos de ouro caiam dele. Por último, a terceira criação era um martelo de qualidade insuperável, que nunca iria errar o alvo e sempre voltaria ao dono após ter sido lançado. No entanto, seu único defeito era ter o cabo curto, o martelo seria o famoso Mjolnir, que seria dado a Thor.

Os cabelos de Sif

Caminho Pagão

Com os seis presentes em mãos, Loki volta para Asgard e chama os deuses para julgar a disputa. Então, eles declaram que os anões Brokk e Sindi são os vencedores do desafio. Para não cumprir sua parte na aposta, Loki desaparece. Mas, logo é localizado e entregue aos irmãos anões. No entanto, como o Loki é sempre astuto, declarou que realmente os anões tinham direito a sua cabeça, porém, não incluía seu pescoço. Por fim, frustrados, os anões contentaram em costurar os lábios de Loki, depois voltaram para Svartalfheim.

De acordo com alguns mitos da mitologia nórdica, os anões usaram fios da luz do sol para produzirem o novo cabelo de Sif. Já em outros, dizem que usaram fios de ouro e, quando tocou na cabeça da deusa Sif, cresceu como se fosse seu próprio cabelo.

Por fim, a referência aos cabelos dourados de Sif simboliza os campos de grãos fluindo maduros para a colheita. Que mesmo colhidos, voltam a crescer.

Se você gostou dessa matéria, também pode gostar dessa: Loki, quem foi? Origem, história e curiosidades sobre o deus nórdico.

Fontes: Dez Mil Nomes, Mitos e Lendas, Caminho Pagão, Portal dos Mitos, Mitologia

Imagens: O Chamado dos Monstros, Pinterest, Amino Apps

O artigo Sif, a deusa nórdica da fertilidade da colheita e esposa de Thor foi criada pelo site Segredos do Mundo e copiado sem autorização por esse site.

Sif, a deusa nórdica da fertilidade da colheita e esposa de Thor Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s