Anunnaki, os deuses sumérios responsáveis pela criação do homem

Anunnaki, os deuses sumérios responsáveis pela criação do homem foi publicado primeiro no site Segredos do Mundo e copiado sem autorização por esse site.

De acordo com um grupo de historiadores, os Anunnaki são divindades sumérias, acádias e babilônicas. Que seriam descendentes do deus sumério do céu, chamado Anu, com sua consorte, a deusa da terra Ki. Ademais, a origem da palavra Anunnaki provem da língua suméria, cujo significado é ‘aqueles que vieram do céu’.

Entretanto, para outro grupo de historiadores e teóricos dos deuses astronautas, os Anunnaki seriam na verdade seres que vieram de outras galáxias. Cujo objetivo era organizar a raça humana em uma sociedade. Ou seja, desenvolver um Estado hierárquico, com códigos, leis, escrita, metodologia nas construções, entre outros.

No ano de 1849, um grupo de arqueólogos descobriram na região da antiga Mesopotâmia 14 tábuas de argila com escrita cuneiforme. Forma de escrita considerada a mais antiga já registrada pelas civilizações. Dessa forma, o arqueólogo do Azerbaijão, Zecharia Sitchin (1920 – 2010), passou cerca de 30 anos traduzindo as tábuas. Publicando as traduções em uma série de livros, intitulados de ‘As Crônicas da Terra’.

De acordo com as traduções, as tábuas descreviam uma raça de alienígena que teria vindo a Terra com a intenção de explorar o ouro do planeta. Enfim, esses alienígenas eram os Anunnaki, que colonizaram o planeta e criaram a raça humana através de manipulações genéticas.

Os Anunnaki

Cultura

Os Anunnaki foram deuses da antiguidade, gigantes que possuíam habilidades extraordinárias. Também eram conhecidos como Anakim em hebreu e nórdicos ou louros. Além disso, o termo Anunnaki ou Reptiliano possui o mesmo significado de Elohim, citado em Gêneses. E Nephelim citado no livro de Enoque. Em suma, o significado de todos esses termos é ‘aqueles que vieram do céu a Terra’.

Ademais, o símbolo sumério dos Anunnaki em todas as pictografias sumérias é um disco alado, que pode se referir a uma representação do seu planeta Nibiru. Ou simplesmente, representar sua capacidade de voar, o que difere de uma fonte bibliográfica para outra.

Anunnaki: origem da Terra

Pinterest

A mais completa fonte de informações sobre a origem da raça humana se encontra entre os achados arqueológicos da antiga civilização suméria. De acordo com historiadores e arqueólogos, a Suméria se estabeleceu entre 5.500 e 4.000 a.C. Dessa forma, após o grande dilúvio, os sumérios foram os co-fundadores da primeira grande civilização da Mesopotâmia. Localizada na região entre os rios Tigre e Eufrates, atual Iraque. Ademais, a civilização suméria influenciou na formação das sociedades que se seguiram posteriormente. Como as sociedades greco-romanas, que por sua vez influenciaram o mundo ocidental. Por exemplo, as técnicas de medicina, arquitetura, engenharia e hidráulica, baseados nos conhecimentos em matemática, química, física e astronomia.

De acordo com as tábuas encontradas na antiga Mesopotâmia, os Anunnaki vieram de um planeta chamado Nibiru. Que foi descoberto pela NASA em 1906, sendo nomeado como planeta X. No entanto, ainda não foi confirmado se esse planeta pertence ao nosso sistema solar. Já que possui uma órbita diferente de outros planetas com relação ao sol.

Em suma, para os sumérios, a origem do planeta Terra seria a partir de uma colisão entre dois astros. Inicialmente, no lugar da Terra existia um planeta bem maior, chamado Tiamat. Certo dia, uma das luas de Tiamat colidiu com o planeta, o dividindo em duas partes. Dessa forma, uma das partes deu origem ao planeta Terra, enquanto que a outra se fragmentou formando o cinturão de asteroides localizado entre Marte e Júpiter.

A origem da raça humana

Eurogames

Por causa da colisão entre Tiamat e uma de suas luas, o planeta Nibiru teve sua órbita alterada. Consequentemente, fazendo com que o planeta passe próximo a Terra a cada 3.600 anos. No entanto, isso fez com que a atmosfera de Nibiru se desestabilizasse. Por isso, os Anunnaki vieram até a Terra para explorar o ouro, que serviria para restaurar a atmosfera do seu planeta. Segundo alguns historiadores, os Anunnaki vieram atrás do ouro por propiciar a vida longa e favorecer o desenvolvimento de suas capacidades metafísicas.

Portanto, ao encontrarem ouro, Anu (deus do céu sumério), o regente do planeta Nibiru estabeleceu sete assentamentos de terras, dividindo entre seus dois filhos, Enki e Enlil. Em suma, a essa região foi dado o nome de E.din, originando o termo Jardim do Éden. Ou seja, o berço da humanidade, cuja capital se chamava Nippur (o Umbigo do mundo). Nessa época, havia mais de 600 Anunnakis habitando a Terra e 300 Igi.gi (deuses inferiores), que tripulavam a Estação Espacial Intermediária.

Então, cansados do trabalho duro de exploração do ouro, os Anunnaki resolveram aprimorar os hominídeos (criaturas primitivas que habitavam a Terra, que não eram humanos e nem macacos). Para isso, os Anunnaki misturaram seu material genético com o desses hominídeos, programando-os geneticamente para desenvolverem capacidades necessárias para tais serviços. Dessa forma, através da hibridação, foi desenvolvido um modelo ‘hominídeo-padrão.

Em suma, o modelo possuía boa estrutura, era bípede com cinco dedos nas mãos, sendo um o polegar anteposto, proporcionando habilidades manuais. Já a inteligência e o raciocínio, era suficiente para realizar tarefas complexas. Enfim, desse modelo matriz, uma população de servos híbridos inteligentes e férteis foi formada, dando origem ao homo sapiens.

Primeira civilização

Eurogames

Foi criada então a mais surpreendente civilização de todos os tempos, a Mesopotâmia, desenvolvendo edificações complexas e grandiosas. Além de estabelecer organizações sociais e administrativas, códigos de leis, literatura, música e dança. Enfim, todos os assentamentos eram presididos com duas jurisdições Sagradas e uma divindade. Onde foi construído um Zigurate (monumento em formato de pirâmide) e um sacerdócio Anunnaki para governar através de um código de justiça e moralidade.

Enfim, graças aos ensinamentos dos Anunnaki, os sumérios deram início à escrita cuneiforme, ordem sexagesimal na matemática, conhecimentos de agricultura, astronomia, astrologia, cálculo, carpintaria e metalurgia. Além da descoberta do vidro, da roda, cerâmica, alfabeto, pesos, medidas e calendário. Conhecimentos esses que são usados até os dias de hoje. Também foram responsáveis pela criação do primeiro calendário de festivais de Nippur. O mesmo que é usado atualmente como Calendário Religioso Judaico.

Foi um dos filhos de Anu, Enlil, que ficou encarregado de comandar o Centro de Controle da Missão em Nippur. Já o outro filho, Enki, ficou a responsabilidade de controlar Duranki (ligação entre céu e Terra). Juntamente com os sofisticados portos, corredores de aterrissagem, torres de comando de voos espaciais, que davam informações de órbitas, ainda usadas nos dias de hoje.

Por fim, após 342 anos do início da Civilização Suméria houve o grande Dilúvio na região da Mesopotâmia, cobrindo as cidades e os centros de comandos. O que levou Enki e Enlil a retornarem ao seu planeta de origem. Entretanto, deixaram seus filhos (semideuses) na Terra para que pudessem formar novas bases e assentamentos de Torres de comandos e centros de mineração.

A continuação da dinastia Anunnaki

Pinterest

Após o final do Dilúvio e toda terra secar, por volta de 3460 a.C., os Anunnaki instauraram uma nova dinastia. Formada pelos filhos dos Anunnaki reis (Enlil e Enki) com mulheres da Terra, Marduk e Ninruta. Que recolonizaram a nova cidade de Sinar, estabelecendo uma conexão espacial. Coincidentemente, essa dinastia data do mesmo período da primeira dinastia faraônica do Egito. Inclusive, há escritos que confirmam a ida de Marduk (deus Rá) para o Egito.

Posteriormente, jovens Anunnakis desposaram fêmeas terráqueas, dessa forma Nabu, Utu e Inanna, filhos de Marduk com uma terráquea, formaram a terceira dinastia Anunnaki. Porém, não era mais tão simples manter a submissão dos homens aos deuses. O que resultou em guerra entre deuses e homens, onde usaram arma nucleares na Península do Sinai e proximidades do Mar Morto. Enfim, os deuses Anunnaki abandonaram seus postos e voltaram para seu planeta de origem.

Atualmente, essa região está coberta de pedras enegrecidas e esmagadas e, contém grandes quantidades de Isótopo de Urânio 235, que constata o calor de origem nuclear. Inclusive, visto por cima é possível perceber uma grande cratera na região. Segundo historiadores, foi essa explosão nuclear que dizimou a civilização Suméria no ano de 2014 a.C.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Naram-Sin, quem foi o rei acadiano que se considerava um deus vivo?

Fontes: Conexão Itajuba, Stylo Urbano, W simag

Imagens: Fundação Cultural, Cultura, Pinterest, Conhecimento Científico, Eurogames

O artigo Anunnaki, os deuses sumérios responsáveis pela criação do homem foi criada pelo site Segredos do Mundo e copiado sem autorização por esse site.

Anunnaki, os deuses sumérios responsáveis pela criação do homem Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s