Botnet, o que é? Como funciona e riscos de contaminação no seu PC

Botnet é o nome dado uma rede formada por uma grande quantidade de computadores infectados por um mesmo malware, a fim de atender comandos específicos. O nome vem do inglês bot network, que significa rede de robôs.

Também chamadas de exércitos de zumbis, essas redes contam com centenas – ou até milhares – de computadores conectados. A conexão, no entanto, tem intenções maliciosas e danosas a quem faz parte dela. Isso porque são redes comumente utilizadas para difundir spam e vírus, bem como roubar dados pessoais.

Atualmente, as botnet estão classificadas como as maiores ameaças dentro do ambiente de navegação online.

Como funciona uma botnet

Botnet - o que é, como funciona e riscos de contaminação no seu PC
Salad Chefs

Um computador só passa a fazer parte de uma rede maliciosa após ser contaminado com algum malware. Nesses casos, a infecção deve ser de um tipo específico, programado para comunicação com um servidor responsável pela contaminação, ou por outras máquinas já atingidas.

A primeira leva de máquinas infectadas de uma botnet também é conhecida como rede de terminais escravos. Ela pode ser formada computadores e dispositivos móveis, bem como por roteadores e outros dispositivos capazes de se conectar à internet.

De forma geral, a contaminação de dispositivos inteligentes acontece assim que um dispositivo se conecta à internet, caso senhas e outros códigos de segurança não sejam alterados. Por outro lado, computadores, celulares e tablets precisam que o usuário acesse links ou aplicativos que provocam a conexão com os bots infectados.

Logo após a formação da botnet, o hacker no comando da rede pode acessar informações para a realização de atividades criminosas. Geralmente, a rede é utilizada para ataques DDos, quando um grande número de pedidos de conexão é feito a um site ou aplicativo de forma simultânea. Dessa maneira, os serviços ficam instáveis, lentos ou até mesmo fora do ar.

Como eliminar o malware

Botnet - o que é, como funciona e riscos de contaminação no seu PC
Konnet

Uma vez que um aparelho está contaminado com um malware e integra uma botnet, precisa remover o software malicioso. Isso pode ser feito a partir de um análise dos arquivos da máquina com um antivírus ou anti-malware.

Caso você suspeite que seu PC está contaminado, basta rodar um antivírus de confiança e esperar pelo resultado.

Além disso, outras medidas de segurança ajudam a proteger as máquinas de contaminação. As principais recomendações envolvem manter todos os seus aplicativos atualizados, bem como baixados de fontes oficiais e seguras.

Botnet Mirai

Botnet - o que é, como funciona e riscos de contaminação no seu PC
tecmundo

O botnet Mirai foi descoberto em 2016, com uma série de ataques DDoS realizados a diversas plataformas e servidores online, incluindo sites voltados para segurança e proteção de usuários online.

Na ocasião, foram observados vários ataques dedicados e concentrados em IPs específicos, mas os ataques iam além. Isso porque também foram observados ataques menores, isolados e de curta duração a outros IPs. Nesses casos, os ataques foram classificados como “pay-for-play” (do inglês pague para jogar).

Fontes: Kaspersky, Avast, Tecno Blog, Akamai

Imagens: tecmundo, Konnet, Salad Chefs, CSO

Essa matéria Botnet, o que é? Como funciona e riscos de contaminação no seu PC foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Botnet, o que é? Como funciona e riscos de contaminação no seu PC Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Golias – Revelação da ciência sobre o tamanho do gigante da Bíblia

Golias foi um importante personagem bíblico na batalha entre os Filisteus de o povo de Israel. Derrotado por Davi, ele é descrito como um gigante de 2,38 metros de altura (ou quatro côvados e um palmo). Em hebraico, seu nome significa o exilado, ou o adivinho.

Segundo os textos das primeiras versões da Bíblia, Golias intimidava principalmente por sua altura incomum. Entretanto, pesquisas científicas recentes revelam a origem da suposta relação do personagem com seu tamanho.

O gigante teria nascido no povoado Gate, inicialmente ocupado pelos povos cananeus, por volta de 4.700 e 4.500 anos atrás. A região chegou a ser destruída, mas foi reerguida cerca de mil anos depois, pelo povo filisteu.

Gigante Golias

Golias - revelação da ciência sobre o tamanho do gigante da Bíblia
Bible Wiki

De acordo com pesquisas lideradas por Jeffrey Chadwick, professor de Arqueologia e Estudos do Oriente Próximo do Centro de Jerusalém da Universidade Brigham Young (EUA), o tamanho do gigante bíblico tem uma explicação na realidade.

Segundo dados de uma pesquisa feita em 2019, a altura do personagem é mesma da largura das muralhas da cidade de Gate. Sendo assim, os estudos de Chadwick sugerem que a descrição do tamanho do gigante Golias é apenas metafórica.

A intenção da comparação seria dizer que o inimigo do povo de Israel era tão alto como as muralhas de sua cidade eram largas.

Muralhas de Gate

Golias - revelação da ciência sobre o tamanho do gigante da Bíblia
Haaretz

Atualmente, os restos da cidade de Gate estão na cidade de Tell es-Safi, em Israel. O local é escavado desde 1996 por uma equipe liderada pelo arqueólogo Aren Maeir, da Universidade Bar-Ilan (Israel).

Ali, foram encontrados objetos como um fragmento de cerâmica com dois nomes, supostamente ligados a Golias, bem como a destruição da cidade em cerca de 2.850 anos atrás.

Tamanho de Golias

Golias - revelação da ciência sobre o tamanho do gigante da Bíblia
The Times of Israel

No local, também foram encontradas informações das referências de medida que ajudaram a entender o tamanho do gigante. Na frente do portão da cidade, por exemplo, há dois pilares com 2,7 metros de largura cada, ou cinco côvados de 54 centímetros.

Além disso, as medidas de cada um dos quatro pilares internos no portão da cidade, bem como as paredes do portão de Gate, tinham 2,38 metros de largura, o mesmo tamanho de Golias.

Dessa maneira, os pesquisadores concluíram que os escritores do Antigo Testamento descreveram a altura de Golias a partir de medidas arquitetônicas comuns da época. Isso porque, para os padrões do período, a medida era utilizada para se referir a construções grandes, fortes e resistentes.

Fontes: Aventuras na História, Revista Planeta

Imagens: Christianity, Bible Wiki, The Times of Israel, Haaretz

Essa matéria Golias – Revelação da ciência sobre o tamanho do gigante da Bíblia foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Golias – Revelação da ciência sobre o tamanho do gigante da Bíblia Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Significado de tatuagens – O sentido por trás do desenhos mias populares

As tatuagens estão entre as formas de arte e expressão mais antigas da humanidade, com milhares de anos de histórias. Por volta de 4 mil anos a.C., egípcios e polinésios já praticavam a forma de arte popular até hoje. De lá pra cá, no entanto, houveram muitas transformações e adaptações nos significados das tatuagens.

Além de ser um desenho marcado permanentemente na pele, elas também podem carregar mensagens e metáforas por meio de seus símbolos. Sendo assim, antes de marcar o corpo, você pode se interessar por fazer uma breve pesquisa sobre os sentidos dos desenhos mais populares.

Por outro lado, também é importante destacar que o maior significado que uma tatuagem pode ter é sentimental. Ainda que um desenho possa ter simbologias históricas e culturais em algumas instâncias, o mais importante é a identificação da arte com a pessoa tatuada.

Significado das tatuagens mais populares

Tribal (Maori)

Significado de tatuagens - o sentido por trás do desenhos mias populares
Neo Innovations

O estilo tribal tem origem no povo Maori, natural da Nova Zelândia. Apesar disso, ele acabou se popularizando ao redor do mundo todo, com significados que representam força, vitória e resistência. Dentro da cultura local, esses desenhos tem muito peso e simbolismo, muitas vezes ignorados por quem não tem nenhuma relação com esse povo.

Leão

Significado de tatuagens - o sentido por trás do desenhos mias populares
DIY Crafts

A maioria das tatuagens de animais tem significados que remetem os traços de personalidades atribuídos a essas criaturas. No caso do leão, por exemplo, os principais atributos são força e liderança, uma vez que o felino é considerado o Rei das Selvas!

Lobo

Significado de tatuagens - o sentido por trás do desenhos mias populares
Men’s Hairstyles Now

O lobo é frequentemente associado a ideias de coragem e inteligência. Além disso, o animal também pode ser tatuado para representar ideias como companheirismo, em razão da preferência por matilhas. Por outro lado, alguns podem escolher apostar num conceito mais próximo do lobo solitário.

Águia

Significado de tatuagens - o sentido por trás do desenhos mias populares
tattolover

Destaque entre as aves que representam poder, as águias são símbolos recorrentes de liberdade. Geralmente, seu conceito remete ao sonho de viver aventuras e desbravar novos ambientes e experiências na vida.

Coruja

Significado de tatuagens - o sentido por trás do desenhos mias populares
Men’s Hairstyles Now

Apesar de estar no grupo das aves de rapina, assim como as águias, as corujas carregam um simbolismo próprio. Por um lado, essas tatuagens podem representar aproximação do mundo espiritual e paz, mas também são símbolos bem conhecidos na representação de inteligência e busca por conhecimento.

Cruz

Significado de tatuagens - o sentido por trás do desenhos mias populares
love to know

Naturalmente, a cruz é um dos principais símbolos religiosos. Em razão da força que carrega no cristianismo, remete ao sacrifício de Jesus e representa a proteção contra o mal, ao mesmo tempo que é um talismã de devoção.

Âncora

Significado de tatuagens - o sentido por trás do desenhos mias populares
Next Luxury

A princípio, a tatuagem de âncora se popularizou entre marinheiros e indicava que ele era um mercante dos mares ou contra mestre (dependendo se havia um ou dos símbolos desenhados). Com o tempo, ela acabou saindo do nicho dos profissionais dos mares e ganhou outros significados, entre eles o de equilíbrio e estabilidade.

Rosa dos ventos

Significado de tatuagens - o sentido por trás do desenhos mias populares
reddit

Assim como a âncora, a rosa dos ventos era um desenho popular entre marinheiros, por crenças supersticiosas. A princípio, o símbolo era tatuado na esperança de guiar os navegantes durante as viagens, com segurança. Com o passar dos anos, o símbolo foi adotado por pessoas em outros ambientes, mas sem perder o significado de guia, proteção e boa sorte.

Filosofia das tatuagens

Significado de tatuagens - o sentido por trás do desenhos mias populares
Skull and Sword

Apesar de carregar significados universais, os desenhos utilizados nas tatuagens também podem representar conceitos pessoais para quem decide por marcá-los no corpo. Assim que alguém decide fazer uma tatuagem, está vivenciando, ao menos em alguma instância, características daquele símbolo em sua personalidade.

Segundo o filósofo e simbologista Yubertson Miranda, é comum que um mesmo desenho carregue sentidos bem diferentes para várias pessoas. Ou seja, ainda que alguns desenhos possam ter um sentido metafórico bem claro para alguém, pode acabar remetendo a outro aspecto para outros.

O especialista comenta o sentido da espada, por exemplo. A arma pode ser tatuada para sugerir luta e combate para uma pessoa que se identifica com esses aspectos. Por outro lado, a tatuagem também pode estar ligada a um mundo de fantasias, jogos e personagens que utilizam dessa arma, independente do fator de agressividade.

Fontes: Personare, Tatuagens Ideias

Imagens: Neo Innovations, DIY Crafts, Men’s Hairstyles Now, tattolover, Skull and Sword, reddit, Next Luxury, love to know, Men’s Hairstyles Now, HuffPost

Essa matéria Significado de tatuagens – O sentido por trás do desenhos mias populares foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Significado de tatuagens – O sentido por trás do desenhos mias populares Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Como fazer uma adega de pallet encantadora e usá-la em casa

O banco de pallet é muito popular e se encaixa muito bem num estilo rústico, no entanto, pode ser usados em diferentes propostas de decoração. Basta adaptar cores e formatos para o estilo do restante dos seus móveis em casa.

São simples para fazer e muito baratos. Vale muito a pena debruçar as mangas da camisa e pôr a mão na massa e criar uma peça para chamar de sua. Podem ser postos em jardins, na sala e até na mesa, para serem usados como se fossem cadeiras. Para você aprender a fazer, selecionamos uma série de dicas, tutoriais e ideias. Confira:

Banco de pallet: passo a passo

Os vídeos podem te ajudar a fazer seu banco. Confira essa seleção de tutoriais e prepare seu material:

Como fazer banco de pallet com almofada

Esse é um banco pequeno que cabe em qualquer cantinho, ele foi pintado na cor branca, mas você pode usar a que preferir. Ele tem rodinhas, que é uma ótima ideia para poder arrastá-lo para onde quiser. E as almofadas em chita dão a cor na medida certa.

Como fazer banco de pallet para jardim

Um tutorial completo de como fazer um banco para jardim. O resultado é muito bonito e a cara de um móvel para áreas cheias de flores e grama.

Como fazer banco de pallet para varanda

Esse banco é ideal para varandas e sacadas, já que ele não tem encosto e possui um estilo geométrico com espaço para dois lugares.

Como fazer banco simples

Esse banco é bem simples e fica lindo. Ele foi pintado na cor amarela e vai deixar qualquer ambiente mais alegre.

O pallet é um material muito fácil de mexer. Os bancos possuem a base muito parecida, o que vai mudar é a cor, o acabamento e os detalhes finais.

55 ideias de banco de pallet para te inspirar

Agora que você já sabe o passo a passo para fazer um banco para sua casa, venha se inspirar com uma seleção de fotos. Uma mais bonita do que a outra! Confira:

1. Você reparou que esse banco tem estampas?

2. Que delícia sentar nesse banco para ver o pôr do sol

3. Parte de um todo

4. Um banco delicado e maravilhoso

5. O lugar perfeito para relaxar

6. Tons mais claros encantam demais

Leia também: Cabeceira de pallet: 48 ideias incríveis para uma cabeceira ecológica 156651

7. Um jogo de bancos com verniz escuro

8. Um sonho ter um banco para admirar essa paisagem

9. A varanda ficou ainda mais charmosa

10. Para os góticos de plantão

11. Com almofadas fica mais confortável

12. O tom imbuia dá um ar mais sereno ao banco

13. Se o seu quintal tiver espaço, vale a pena pôr o jogo completo

14. A cara do conforto

15. O acabamento em branco fica tão bonito

16. Olha que lindas as estampas das almofadas

Leia também: Banco de Pallet: tutoriais e inspirações para você fazer essa peça linda 156651

17. Um cantinho mais que especial

18. Discreto e muito bonito

19. Um banco de dois lugares e mais dois de um só

20. A base escura combinou perfeitamente com as almofadas em ecojeans

21. Olha que bonito esses espaços vazados

22. No estilo rústico mas em cores claras

23. Um banco perfeito para pôr no jardim

24. O banco dos apaixonados

25. Muitos detalhes e um acabamento perfeito

26. Um modelo sem encosto que é uma gracinha

Leia também: Sapateira de pallet: 60 ideias para quem adora organização 156651

27. Dois estilos diferentes

28. Bancos pretos são incríveis

29. O quão maravilhosa é essa estampa da almofada?

30. Muito criativo esse futton de patchwork

31. Aquela sensação de paz

32. Repare nos detalhes no assento

33. A delicadeza predomina

34. Rústico e imponente

35. Esse sim é um modelo inovador

36. Um lugar ao sol

37. Pequeno e muito charmoso

38. Um lugar colorido para relaxar

39. Uma área externa e coberta para aproveitar o verão

40. Um lugar para relaxar e refletir

41. O lugar perfeito para um chá

42. O branco traz um aspecto mais clean

43. Todo o destaque para as almofadas pretas com o pallets com base clara

44. Também combinam com a parte interna da casa

45. O espaço foi muito bem aproveitado

46. Um conjunto que tem a cara de chamar os amigos para papear

47. Um banco que também tem prateleiras, dupla função

48. Um lugar gostoso para socializar

49. Um aparato de jardim completo

50. Perfeito para papear após o almoço

51. O azul é uma cor tão linda

52. Uma namoradeira numa cor incrível

53. Um jeito diferente de fixar as almofadas

54. Que lindo o efeito dos círculos no encosto

55. Se quiser, faça um compartimento no meio para pôr copos

Agora é com você, escolha qual estilo de banco mais te agradou, pegue suas ferramentas, coloque a luva de proteção e partiu fazer o seu! Temos certeza de que ele vai deixar o cantinho do seu jardim, varanda ou algum lugar dentro da sua casa mais aconchegante.

O post Como fazer uma adega de pallet encantadora e usá-la em casa apareceu primeiro em Tua Casa.

Como fazer uma adega de pallet encantadora e usá-la em casa Publicado primeiro em https://www.tuacasa.com.br/

Machucados – Causas, tipos e o que fazer quando acontece

Certamente que você já adquiriu machucados em sua pele alguma vez. Pois, toda criança gosta de correr pelos lugares e subir em tudo. Consequentemente caindo muitas vezes e se machucando. Porém, às vezes as feridas também surgem quando nos cortamos ou esbarramos em algo áspero.

Além disso, algumas feridas se cicatrizam e somem mais rápido do que outras. Pois, em alguns machucados as células tem que trabalhar bem mais do que em outros, para poder cura-lo. Entretanto, existem casos em que a cicatrização não deixa o tecido íntegro, podendo formar queloides.

Em suma, existem variados tipos de lesões na pele, podendo ser causadas por diversos motivos ou objetos. Mas, também existem métodos para tratar dessas lesões. E é essencial segui-los, para evitar possíveis complicações.

A função da pele íntegra

Imagem: Licent Prime

Certamente que a pele é o maior órgão do corpo humano. Além disso, ela também é o principal mecanismo de defesa contra germes. Dessa forma, ela age como um escudo protetor impedindo o contato direto entre os micróbios do ambiente com o interior do corpo humano.

Portanto, quando há um machucado, a pele se rompe, e assim podem ocorrer problemas. Isto é, o machucado se torna uma porta para que germes externos entrem no organismo levando infecções.

O que acontece quando surgem os machucados?

Imagem: Super Abril

Na hora que se machuca costuma sair sangue. Dessa maneira, o sangue irá endurecer e criar uma espécie de proteção, como uma casca. Enquanto esse processo ocorre, algumas células são levadas pelos vasos sanguíneos até o local do machucado, para reconstruir o que foi ferido.

Ademais, essas células são parte do sistema imunológico, que funciona como sistema de defesa e repara o que foi lesionado. Assim, elas produzirão substâncias que estimulam o crescimento e a multiplicação de mais células no local. Dessa forma, substituirão aquelas que foram perdidas com o machucado.

E também são produzidas substâncias que estimulam a formação de todos os componentes do tecido lesionado, para substitui-lo por um novo. Entretanto, em muitos casos se formam uma cicatriz na ferida. Pois a reparação do tecido é de forma exagerada, e acabam formando uma quantidade de tecido extremamente rico em proteínas.

Por que é necessário lavar os machucados?

Imagem: Tua Saúde

É extremamente importante lavar bem os machucados toda vez. Pois, as células possuem o mecanismo que desenvolve a formação de um novo tecido. Dessa forma, se o machucado estiver cheio de sujeira e microrganismos, as células irão se preocupar em combatê-las e não reconstruirão corretamente o tecido. E, assim irá demorar mais para cicatrizar.

É o ideal cobrir as feridas?

Imagem: Cuida Mais

Os especialistas possuem opiniões divididas quanto a essa pergunta. Isto é, muitos defendem que a utilização de curativos é positiva, e outros acreditam que seja negativa. Em suma, aqueles que defendem o uso alegam que assim os machucados não ficam expostos a novas infecções.

Além disso, a ferida se manteria úmida, facilitando a formação da casca protetora. Entretanto, aqueles que abominam o uso de curativos, alegam que por a ferida ficar úmida, irá dificultar a cicatrização.

Porém, há um consenso em casos que as feridas tenham secreções. Assim, a gaze ajudaria a absorver a secreção. Dessa forma, após lavar bem a ferida, a junção de esparadrapo e gaze é o recomendado.

Além disso, isso evitaria que os machucados raspassem nas roupas ou em outros lugares. E realizar a troca dessa proteção é essencial para que não infeccione.

Tipos de machucados

Imagem: Medicina UFMG

As lesões na pele podem ser divididas em tipos diferentes, provocadas por mecanismos de lesão. Por exemplo:

  • Queimaduras – Lesão provocada por calor, frio excessivo, descarga elétrica ou contato com produtos químicos abrasivos.
  • Escoriação – Gerada na superfície da pele, quando a pessoa cai e rala alguma parte do corpo no chão.
  • Laceração- Trata-se de uma escoriação mais profunda, que afeta o tecido subcutâneo.
  • Incisas ou cortantes – Lesões provocadas por lâminas, bisturis ou facas.
  • Perfurante – Geradas por objetos pontiagudos. Por exemplo, alfinetes e pregos.
  • Contusas – São lesões traumáticas de extrema força, que lesionam os tecidos abaixo da pele. Logo, são causadas por socos ou traumas na cabeça. Geralmente, provocam manchas roxas ao redor do local.

Grau de contaminação dos machucados

Imagem: Tua Saúde

As lesões na pele também podem ser classificadas pelo seu grau de contaminação. Dessa forma:

  • Limpas – Feridas causadas intencionalmente por médicos. Logo, ocorrem em procedimentos cirúrgicos.
  • Infectadas – Machucados que apresentam sinais de infecção.
  • Contaminadas – Ferida que teve contato com materiais sujos com terra, mordidos por animais ou humanos, cortes na rua, entre outros.

Como tratar os machucados?

Imagem: Magazine Luiza

É essencial tratar as lesões para evitar qualquer tipo de complicação ou infecção na pele. Dessa maneira, confira os métodos necessários:

  • Ao se machucar, lave bem a ferida com água e sabão.
  • Em caso de lesões mais profundas recorra a um médico, que irá analisar a necessidade ou não de realizar sutura com pontos.
  • Em casos de queimaduras, lave com água e sabão de modo suave, e nunca estoure as bolhas que surgem.
  • Proteja a ferida com curativos, esparadrapo com gaze ou Band-Aid.
  • Em casos de escoriações ou lesões úmidas, elas devem ser cobertas apenas com curativo não aderente, Band-Aid, para evitar que grude e causa novas lesões.
  • Nunca lamba as feridas. Pois existem milhares de bactérias na saliva que podem provocar infecções.

Porém, se após alguns dias a ferida estiver muito avermelhada, dolorosa e com a pele quente, procure um médico. Pois se trata de uma infecção, e pode ser necessário fazer o uso de antibióticos.

Então, gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Curar uma ferida – Dicas essenciais para uma cicatrização saudável. 

Fontes: MD Saúde, Uol, Universidade das Crianças, Memória EBC

Imagens: Maconequi, Licent Prime, Super Abril, Tua Saúde, Cuida Mais, Medicina UFMG, Magazine Luiza

Essa matéria Machucados – Causas, tipos e o que fazer quando acontece foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Machucados – Causas, tipos e o que fazer quando acontece Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Black Music – Origem, desafios, características e representantes do ritmo

Provavelmente você já ouviu falar da Black Music, chamada de Música negra no Brasil. Em suma, trata-se de um gênero musical extremamente importante para a história. Pois, representa um símbolo de luta e resistência dos escravos que sofriam diariamente.

Ademais, ela foi porta voz para manifestações de desigualdades, e influenciou o surgimento de diversos outros estilos musicais. Por exemplo, o jazz, soul, hip-hop e R&B. Além disso, ela também marcou presença na Igreja com ritmos gospel, que falam sobre amor e fé.

Apesar dos diversos desafios e preconceitos enfrentados, esse gênero musical conseguiu ser reconhecida na metade do século XX pela revista Billboard. Logo, ela ganhou seu espaço na sociedade. E é bastante conhecida por suas melodias marcantes, reflexões, sedução e sensualidade.

Origem da Black Music

Imagem: Vai Dançar

A diáspora africana possibilitou que os negros escravizados e suas respectivas culturas e etnias fossem espalhadas por diversas colônias. Isto é, as colônias inglesas, portuguesas, holandesas, francesas, espanholas e as Américas receberam influência dos escravos.

Ademais, a música fazia parte da vida dos africanos, pois era uma forma de não se perderem de si mesmos e ainda algo da própria cultura. Assim, a Black Music norte-americana surgiu na época em que os negros eram escravizados nos Estados Unidos.

Em suma, eles eram trazidos da África como gado, em vários navios negreiros, para trabalhar em terras de forma miserável sendo explorados até a morte.  Dessa forma, surgiram as músicas conhecidas como work songs, nas plantações de algodão do sul dos EUA.

Porém, somente em 1861 que os escravos foram libertos. Então, a Black Music se tornou ainda mais forte, principalmente em bairros que viviam a descendência dos escravos. Entretanto, foi na metade do século XX que a revista americana de música Billboard reconheceu a importância desse estilo musical.

Origem da Black Music no Brasil

Imagem: Revista Raça Brasil

No Brasil também havia cantos de trabalho escravo nos canaviais do Nordeste e nas minerações de Minas Gerais. Logo, a Música negra que veio dos Estados Unidos se uniu com a que era originaria brasileira. Entretanto, no Brasil criaram seus próprios gêneros musicais provenientes desses estilos, mas adicionando melodias, sedução e sensualidade. Ademais, a música negra no Brasil foi um instrumento essencial de afirmação do movimento negro.

O fundador da Academia Brasileira de Black Music, Fernando Mukulukusso, explicou que antes da Black Music ser aceita pela revista Billboard, nos Estados Unidos, ela tinha outro nome. Logo, ela era chamada de race music.

Em seguida, o estilo musical aderiu dois rumos, um religioso, através do espiritual e gospel, e o mundano, que é o blues. Dessa forma, surge o jazz, uma forma negra de interpretação onde se improvisa qualquer tipo de tema musical. Por isso, surgem outras ramificações de estilos, uma delas é a soul music, que se trata da parte mais sensual e comercial da música negra. Além disso, também tem o R&B, rhythm and blues, e o funk, com seus ritmos marcantes.

A Black Music nas Igrejas

Imagem: Today Uconn

Durante a época da escravidão, os afro-americanos eram evangelizados pela Igreja. Dessa maneira, a Black Music se tornou parte da religião. Logo, a Soul Music também contribuiu para influenciar o Blues e o Jazz.

Assim, os escravos cantavam os salmos nas igrejas, fazendo o uso desse estilo sincopado, falando sobre amor e fé. Entretanto, o termo Soul era muito influenciado pelos movimentos anti-guerra e anti-racial. Portanto, a Soul Music recebeu bastante influência cultural, provenientes do gospel, R&B gospel.

Os desafios da Música Negra

Imagem: Obvious

Apesar de esse conceito musical ter se tornado bastante famoso, ele enfrentou diversos desafios para isso. Dessa forma, dividiu-se em vários estilos, saindo das periferias em busca de reconhecimento, fazendo a cabeça de pessoas de todas as classes sociais. Além disso, ainda sofreu bastante com o preconceito com os negros.

Entretanto, não deu espaço para mais preconceitos, permitindo que várias pessoas de várias raças, culturas e religiões pudessem aproveitar dessas melodias.

Características marcantes da Black Music

Imagem: Blog da Michael

Nos Estados Unidos eles utilizavam uma mistura de dialetos com o inglês, eram cantadas utilizando um sistema sincopado. Isto é, de perguntas e respostas, que futuramente seria conhecido pelos Blues. Ademais, criavam um padrão repetitivo, e a improvisação era essencial.

Por outro lado, trata-se de um movimento de protesto e busca de igualdade. Por isso, contém letras agressivas que enfatizam as desigualdades. Dessa forma, estilos como o Hip-hop e o Rap foram alvos de muitos preconceitos, enquanto buscavam expressar suas frustrações e desigualdades.

A riqueza da Black Music

Imagem: Smithsonian

A música negra trouxe uma riqueza de melodias musicais e reflexões que são essenciais para a formação da história. Ademais, nasceram de uma mistura de culturas com instrumentos harmônicos.

  • Rock’n roll – Surgiu em 1950, com a união dos ritmos R&B e country and western.
  • Jazz – As músicas desse estilo são cantadas em um sistema sincopado, de perguntas e respostas. Ademais, a improvisação ocorre bastante.
  • Funk – Surgiu em 1960, como uma mistura de jazz, R&B e soul.

Os bailes Black

Imagem: Catraca Livre

Em 1970 surgiu o Baile da Pesada no Canecão, criado por Big Boy e Ademir Lemos. Ademais, esses bailes black se expandiram da zona sul para os subúrbios cariocas.

O Baile Charme trata-se de um tradicional baile black a céu aberto, no Rio de Janeiro. Ademais, ele acontece em Madureira faz 16 anos. Portanto, se tornou um local de referência e cultura.

Vozes de sucesso da Black Music: Internacionais

1 – Michael Jackson

Imagem: Uol

O cantor Michael Jackson foi o maior artista pop da história, sendo um dos 100 mais vendidos desde 1969. Ademais, ao lançar a música Thriller revolucionou os caminhos da música negra dos anos 80. Assim, transformou o canal de videoclipe dos EUA, a MTV, em uma potência entre todos os jovens.

2 – Bob Marley

Imagem: Jornal de Brasília

Bob Marley ficou conhecido como o rei do Reggae, e fazia parte da religião Rastafari, onde um de seus lemas é a união da raça negra. Dessa forma, suas composições tiveram essa pegada, cheias de positividade, política e sobre sua raça. Ademais, a sua música chamada Zimbabwe é marcada por se tratar de um hino de libertação do povo do continente africano.

3 – James Brown

Imagem: Britannica

James Brown é um cantor bastante influente da Black Music no século XX. Além disso, é o rei da Soul Music, e fez muito sucesso nos anos 1960, marcando presença até na política. Ademais, um fato curioso é que após o assassinato do líder Martin Luther King Jr., ele entrou em uma rádio e cantou a noite toda. Dessa maneira, ele estava tentando conter o desejo de revolta da população.

4 – Ella Fitzgerald

Imagem: NPR

Ella Fitzgerald é a dama do Jazz, e fez bastante sucesso por sua técnica, e um maravilhoso repertório de alta capacidade de improvisação. Além disso, a sua dicção era de chamar atenção, com uma entonação perfeita. Por outro lado, ela iniciou sua carreira no coro da Igreja Metodista Africana de sua cidade, no estado americano da Virgínia.

5 – Whitney Houston

Imagem: Terra

Whitney Houston já vendeu mais de 160 milhões de discos no mundo todo. Ademais, teve o terceiro contrato mais caro que já foi pago para uma artista feminina. Logo, a cantora conquistou 19 músicas em primeiro lugar na Billboard. Além disso, ela foi uma influência para diversas cantoras da atualidade, como Jennifer Lopez, Beyoncé, Celine Dion e Mariah Carey.

Vozes e hits de sucesso da Black Music: Brasileiros

1 – Cartola

Imagem: Cem por cento samba

Cartona, cujo nome é Agenor de Oliveira, foi o maior sambista da música brasileira. E o samba traz à tona elementos musicais que vieram da África. Ademais, ele participou da fundação da escola de samba Estação Primeira de Mangueira, a segunda do Rio de Janeiro.

2 – Tim Maia – Rational Culture

Imagem: Uol

Tim Maia compôs uma das poucas músicas em inglês, feitas por brasileiros, que tocavam no baile nos anos 80, a Rational Culture. Ademais, era da época em que o cantor buscava tentar explicar sobre a criação do universo, da vida, e o destino da humanidade.

3 – Jorge Ben – O Telefone Tocou Novamente

Imagem: Central Brasileira de Show

Jorge Ben compôs a música O Telefone Tocou Novamente, faixa do álbum Força Bruta, e foi gravada junto com o trio Mocotó. Ademais, foi lançada em 1970, e tinha a força da música negra mesclada com soul e samba.

4 – Motiro feat Cabal – Senhorita

Imagem: Mega FM

Motiro e Cabal compuseram um hit da Black Music, chamado Senhorita. Logo, foi o primeiro Rap independente a estourar nas rádios comerciais por todo o Brasil. Ademais, foi lançado em 2003, com tiragem em vinil, começou no underground paulistano e estourou por todo o país. Por outro lado, se tornou um divisor de caminhos, onde a geração de adolescentes estava começando a rimar no meio dos anos 2000.

5 – Robson Jorge & Lincoln Olivetti – Aleluia

Imagem: Discogs

A música Aleluia, de Robson Jorge & Lincoln Olivetti, foi um hit das danceterias e da cultura DJ. Ademais, foram responsáveis por introduzir o Boogie Funk no Brasil.

Em suma, a Black Music é um gênero musical que foi e é muito importante não só para a cultura, mas como representação de um povo e seus direitos. E você, qual o seu estilo musical preferido? Se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Madonna – História, fama, músicas e sucesso da rainha do pop.

Fontes: Magazine Luiza, Revista Raça, Cultura Mix, Memória EBC, Redbull

Imagens: Medium, Vai Dançar, Revista Raça, Today Uconn, Obvious, Blog da Michael, Smithsonian, Catraca Livre, Uol, Jornal de Brasília, Britanicca, NPR, Terra, Cem por cento samba, Central Brasileira de Show, Mega FM, Discogs

Essa matéria Black Music – Origem, desafios, características e representantes do ritmo foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Black Music – Origem, desafios, características e representantes do ritmo Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Por que prata escurece – O que causa oxidação e como evitar

A prata trata-se de um material nobre, e bastante usado para a fabricação de variadas joias. Além disso, possui uma alta versatilidade, preço baixo e uma beleza exuberante. Entretanto, existe um problema que aflige quem utiliza essas peças, que é o escurecimento e a oxidação. Mas, afinal, por que prata escure ao longo do tempo?

A prata oxida por diversos fatores, como reações com o composto de enxofre, o ácido úrico e o suor. Assim, ela acaba criando uma camada de sulfato de prata, o que escurece a peça. Dessa forma, a joia perde totalmente o seu brilho, e se desgasta mais ainda com o tempo.

Entretanto, existem métodos para prevenir esses males. Por exemplo, evitar utilizar a peça ao mexer com produtos químicos e procure guardar em locais seguros. Além disso, também existem formas de clarear joias que escureceram. Por exemplo, utilizar o flúor presente na pasta de dente, ou recorrer a produtos de limpeza especializados.

Por que prata escurece?

Imagem: AK Pratas

O por que prata escure? Está relacionado com a camada de sulfato de prata que se cria sobre ela. Logo, essa camada possui cor escura, que causa o escurecimento da peça. Ademais, ela surge por causa da reação da peça de prata com compostos de enxofre, o dióxido de enxofre, presentes no ambiente.

Dessa forma, o enxofre se encontra presente na atmosfera. Por exemplo, em gases gerados pela queima de combustíveis de veículos e produtos de beleza que possuem esse elemento em sua composição.

Por outro lado, o suor também pode influenciar no escurecimento da prata. Sobretudo, o suor é composto de água e sais minerais dissolvidos. Ademais, os sais, principalmente o cloreto de sódio, possibilitam que a superfície da peça de prata se misture com o gás sulfídrico ou o dióxido de enxofre. Logo, acelerando a reação do escurecimento.

Além disso, elevados índices de ácido úrico também contribuem para o escurecimento. Entretanto, o por que prata escurece trata-se de um processo natural. Portanto, ela ocorre independentemente do organismo que a utiliza.

Por que prata escurece: Ato do ácido úrico

Imagem: Una Prata

O alto índice de ácido úrico no nosso organismo pode interferir no por que prata escurece. Isto é, o ácido é uma substância que surge naturalmente no organismo. Pois, surge como resultado da quebra de moléculas de purina, proteína contida em muitos alimentos, por ação da enzima xantina oxidase.

Em seguida, após serem utilizadas, as purinas são degradadas e transformadas em ácido úrico, onde parte permanece no sangue e o resto é eliminado pelos rins. Logo, essa alta concentração do ácido no organismo causa o escurecimento da prata.

Além disso, ele também pode provocar problemas de saúde. Por exemplo, dores nas articulações, problemas renais, e maiores riscos de desenvolver problemas cardiovasculares.

Como limpar e clarear a prata?

Imagem: Área de Mulher

Depois de entender por que prata escurece, é essencial saber o que fazer nesses casos para clarear a peça. Primeiramente, a utilização do flúor, presente em cremes dentais, pode ser bastante útil.

Então, você deve espalhar pela peça, e esfregar levemente com as próprias mãos ou uma escova de dente macia. Em seguida, enxágue com água, seque bem e a prata estará clareada. Além disso, também existem produtos próprios para realizar essa limpeza, que podem ser comprados em lojas especializadas.

Por que prata escurece: Cuidados necessários

Imagem: Waufen

Existem alguns cuidados necessários envolvidos no por que prata escurece. Logo, tome cuidado com esses fatores importantes. Por exemplo:

  • Guardar a prata em um lugar adequado e separado de outras joias.
  • Evitar quedas, para não danificar.
  • Caso a peça oxide, inicie um polimento com flanela macia e produtores próprios.
  • Caso a peça contenha macassitas evite molhar. Pois, as pedrinhas podem se descolar e cair.
  • Evite o uso de produtos à base de cloro ou enxofre. Pois, assim a prata não irá manchar ou oxidar.
  • O produto Monzi deve ser evitado. Apesar de ser ótimo para limpeza, não deve ser utilizado em peças que possuem prata, pedras naturais, pérolas cultivadas ou madrepérolas.

Como evitar o escurecimento da prata?

Depois de compreender o por que prata escurece, é importante aderir alguns métodos que contribuem para evitar o escurecimento dela.

1 – Ao dormir, tire e enrole em um papel higiênico

Imagem: Waufen

Ao dormir a produção de ácido úrico continua. Por isso, é necessário que você retire a peça do seu corpo ao se deitar, e a enrole em um pedaço de papel higiênico. Pois, irá evitar que ela escureça e dure por mais tempo.

2 – Evite utilizar as joias de prata ao manejar produtos químicos

Imagem: Steal the look

Ao realizar tarefas domésticas, como limpar a casa ou lavar vasilhas e roupas, é essencial que você retire a sua joia. Pois, o contato das joias com os produtos químicos, como sabão e detergentes, danifica a prata.

Além disso, ao passar por sessões de beleza, como um procedimento químico no salão ou aplicação de um cosmético em casa, não permita o contato da joia com esses produtos. Ademais, ao passar cremes e perfumes, espere secar completamente para poder colocar os brincos, colares e anéis de prata.

3 – Guardar em um local seguro e separadamente

Imagem: Waufen

É imprescindível a necessidade de guardar as joias de forma correta. Logo, as mantenham em locais limpos e secos, longe de qualquer umidade ou exposição solar. Por isso, um porta-joias seria uma ótima opção para guardar, principalmente se forem revestidas de veludo ou tecidos macios.

Entretanto, é necessário que cada peça seja guardada separadamente, para impedir o atrito entre uma joia e outra. Assim, nenhuma das pratas apareceria arranhada ou outros danos.

4 – Evitar entrar em mar ou piscina utilizando os acessórios

Imagem: Coral Plaza

A água do mar, e o cloro presente na piscina, ambos colaboram para que as pratas escureçam. Por isso, ao entrar em piscinas ou no mar, procure retirar suas joias e guarda-las em um local seguro e seco. Assim, irá evitar que algumas de suas características originais sejam alteradas, ou que sejam corroídas e se tornem opacas.

5 – Dê um banho de ródio

Imagem: Terra

É interessante recorrer a métodos que prolonguem a vida útil das joias. Logo, o ródio trata-se de um elemento químico que possui alta resistência a riscos e garante uma camada extra de proteção contra a oxidação. Portanto, realizar o banho de ródio irá garantir acabamento nas joias de prata, e dará ainda mais brilho nelas.

Em suma, para evitar a oxidação e o escurecimento da peça de prata, basta seguir esses cuidados básicos e suas joias vão durar por um bom tempo.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Como identificar ouro – Classificação e técnicas para identificação.

Fontes: Super Abril, Volp Joias, Artena Joias, Nova Vitória online, Tattoo2me

Imagens: Linda Bela, AK Pratas, Una Prata, Área de Mulher, Waufen, Steal the look, Coral Plaza, Terra

Essa matéria Por que prata escurece – O que causa oxidação e como evitar foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Por que prata escurece – O que causa oxidação e como evitar Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Sinais de ansiedade – Causa, como evitar e tratamento dos sintomas

A ansiedade é uma reação emocional que pode ter origem em vários distúrbios, por exemplo, nervosismo, medo, apreensão, preocupação, fobias, etc. Ademais, é normal experimentar episódios de ansiedade em determinadas situações do dia a dia como, falar em público, consultas médicas, véspera de provas ou algum acontecimento importante.

No entanto, quando a ansiedade se torna frequente e intensa, pode indicar uma patologia, o que pode prejudicar a saúde mental e a rotina do indivíduo. Por isso, é importante saber reconhecer os sinais de ansiedade e quando começa a prejudicar, nesse caso é preciso procurar orientação médica.

A princípio, quando a ansiedade se torna excessiva, ela se torna uma doença chamada de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG). Onde o indivíduo sente preocupação e medo extremos em situações simples do dia a dia. Ademais, a ansiedade pode desencadear sintomas tanto físicos quanto emocionais. Por exemplo, suor frio, taquicardia, insônia, medo constante, dor no peito, falta de ar, etc.

Porém, não podemos confundir ansiedade com medo. Pois, o medo é uma resposta emocional diante uma ameaça, seja percebida, eminente, real ou não. Já o ataque de pânico se trata de uma resposta ao medo extremo, resultado do transtorno de ansiedade.

Sinais de ansiedade

Imagem: Blog Dr. Consulta

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), no Brasil 9,3% da população sofre com transtornos de ansiedade, fobias, ansiedade social e pânico. Sendo que as mulheres são mais afetadas com esses distúrbios psicológicos do que os homens.

Os primeiros sinais de ansiedade são sintomas físicos e emocionais que se manifestam no corpo. Isso acontece devido à liberação de substâncias no organismo como, a noradrenalina e o cortisol. Que são hormônios responsáveis em preparar o organismo a reagir em situações específicas. Consequentemente, a atenção é ativada, há um aumento da pressão sanguínea e dos batimentos cardíacos.

Então, o indivíduo começa a hiperventilar (respirar mais rápido e forte) emitindo sinais equivocados para o cérebro, que confunde com situação de perigo. Como resultado, desencadeia outros sintomas que podem ser confundidos como infarto, mas são apenas sinais de ansiedade, por exemplo:

Sintomas psicológicos:

  • Tensão muscular ou nervosismo
  • Apreensão
  • Medo constante
  • Angústia
  • Inquietação ou descontrole
  • Insônia
  • Dificuldade de concentração
  • Não consegue relaxar
  • Esgotamento
  • Preocupações com problemas futuros
  • Pensamentos catastróficos e pessimistas, enxergando perigo em tudo
  • Irritabilidade
  • Medo de falar em público
  • Perfeccionismo

Já os Sintomas físicos são:

  • Suor excessivo ou sensação de frio, principalmente nas mãos e nos pés
  • Fadiga ou sensação de fraqueza
  • Falta de ar ou Hiperventilação
  • Secura na boca
  • Formigamento nos membros do corpo
  • Náusea ou vômito
  • Desconforto no estômago
  • Ondas de calor
  • Calafrios
  • Tremores
  • Tensão muscular
  • Dor ou aperto no peito
  • Taquicardia (coração acelerado)
  • Sensação de desmaio
  • Tonturas ou vertigem
  • Problemas gastrointestinais
  • Cansaço
  • Dificuldade para engolir

Tipos de sinais de ansiedade

Os sinais de ansiedade podem aparecer em alguns tipos de distúrbios, tais como:

1- Ansiedade Generalizada

Imagem: Super Abril

Conhecida como transtorno de ansiedade (TAG), causando preocupação demasiada sobre assuntos ou eventos corriqueiros. Ademais, os sintomas são dores musculares, cefaleias, problemas gastrointestinais, entre outros.

2- Fobia social

Imagem: Info Escola

Consiste em um medo ou ansiedade paralisante quando o indivíduo precisa fazer algo em público como apresentar trabalho, por exemplo. Também conhecida como timidez patológica.

3- Fobias específicas

Imagem: Sbie

Consiste no medo irracional ou exagerado sobre determinada situação, lugares, objeto, seres ou personagens. Por exemplo, medo de avião, aranha, multidão, agulhas, palhaços, etc.

4- Pânico

Imagem: Boa Consulta

O pânico consiste na variação entre períodos de normalidade e períodos de crise, onde o indivíduo sente medo excessivo ou ansiedade paralisante, mesmo sem nenhum motivo aparente.  Ou seja, a pessoa sente como se fosse morrer ou enlouquecer. Cujos sintomas são, taquicardia, falta de ar, formigamento e sensação de desmaio.

5- Agorafobia

Imagem: Orienteme

Consiste no medo de aglomerações ou de locais e situações que seriam difíceis de conseguir socorro. Por exemplo, elevadores, show lotado, túneis, etc. Cujos sintomas são semelhantes a um ataque de pânico.

6- Transtorno obsessivo compulsivo (TOC)

Imagem: INPA

É uma doença onde o indivíduo é ansioso, tem pensamentos intrusivos e realiza rituais para amenizá-los. E caso não os faça, sente como se algo ruim fosse acontecer. Por exemplo, rituais de limpeza, organização, verificação, repetir palavras, etc.

7- Transtorno de estresse pós-traumático

Imagem: Portal de Notícias

Acontece após uma experiência traumática onde a vida do indivíduo foi ameaçada. Por exemplo, assalto, sequestro, acidente, etc. Portanto, após algum desses eventos, a pessoa desenvolve sinais de ansiedade, além de sentimentos de angústia e sintomas físicos.

8- Ansiedade Noturna

Imagem: Vix

Distúrbio emocional que ocorre durante a noite, geralmente relacionado à privação de sono. Como consequência afeta a qualidade de vida do indivíduo.

O que causa os sinais de ansiedade

Imagem: Portal Saúde

Não há estudos que comprovem as causas exatas da ansiedade, e nem o porquê algumas pessoas são mais propensas a desenvolver sinais de ansiedade do que outras. Porém, alguns fatores podem ser responsáveis, tais como:

  • Genética – pessoas com histórico de casos na família de transtornos de ansiedade.
  • Ambiente – eventos e situações traumáticas ou estressantes
  • Mentalidade ou modelo de pensamento – maneira como o indivíduo conduz seus pensamentos ou o comportamento no dia a dia.
  • Doenças físicas – algumas doenças também podem desencadear sinais de ansiedade como, problemas cardiovasculares, doenças hormonais, problemas respiratórios, tumores cerebrais, concussões, infecções por bactérias e dores crônicas.
  • Uso de drogas, álcool ou medicações como os benzodiazepínicos.

Entretanto, os sinais de ansiedade podem ser detectados em pessoas com predisposição biológica ou através da exposição a fatores que desencadeiam ansiedade e estresse. Portanto, caso uma pessoa venha de uma família de ansiosos, ela terá uma maior chance de desenvolver transtornos de ansiedade.

Assim como as pessoas expostas a traumas, abusos, perdas, dificuldades econômicas, também estão propensos a desenvolver sinais de ansiedade.

No entanto, apenas o médico pode identificar se os sinais de ansiedade são provenientes de causas físicas ou emocionais.

É possível controlar quando os sinais de ansiedade aparecem?

Imagem: Veja

A partir do momento que você descobre quais são os gatilhos emocionais que desencadeiam os sinais da ansiedade, fica mais fácil controlar os sintomas. Porém, é através da psicoterapia que o indivíduo aprende a usar as ferramentas adequadas para lidar com as crises de ansiedade.

No entanto, os gatilhos emocionais podem ser identificados por conta própria ou com a ajuda de um terapeuta. E podem ser cafeína em excesso, álcool, cigarro, ou por problemas de longo prazo como, problemas financeiros ou relacionados ao trabalho, relacionamentos, entre outros.

Então, após serem identificados, os gatilhos emocionais podem ser trabalhados com a ajuda de um psicólogo, que poderá ajudar o indivíduo a enfrentar os sinais de ansiedade. Consequentemente, aprenderá a controlar e lidar com as situações estressantes do dia a dia. Ademais, o indivíduo em conjunto com um psicólogo de sua confiança poderá trabalhar juntos para mudar os padrões de pensamentos e comportamento que causam as crises de ansiedade.

Uma pessoa com transtornos de ansiedade pode desenvolver depressão. Isso acontece devido aos constantes pensamentos negativos que a pessoa ansiosa tem. Ademais, pode servir como gatilho para desenvolver a doença.

Outra explicação é que, pessoas com sinais de ansiedade tendem a se isolar ou viver de forma mais restrita. Então, o ansioso pode ficar cada vez mais deprimido, consequentemente, com depressão.

Em suma, a ansiedade e a depressão estão ligadas a uma disfunção dos neurotransmissores monoaminas, onde a serotonina faz parte.

Diagnóstico e tratamento

Imagem: Psicólogo e Terapia

O diagnóstico da ansiedade é feito por um psicólogo após a análise dos sintomas do paciente. Apesar de não ter exames que comprovem os sinais de ansiedade, ao identificar os sintomas físicos, o médico pode realizar exames para descartar outras doenças. Inclusive, alguns medicamentos podem provocar ansiedade.

No entanto, caso a ansiedade excessiva esteja relacionada a alguma doença física, o tratamento adequado ajudará a aliviar os sintomas. Porém, caso os sinais de ansiedade sejam de origem emocionais os tratamentos envolvem diversas abordagens, por exemplo:

  • Psicoterapia: com a ajuda do psicólogo o paciente começa a entender os fatores que desencadeiam os sinais de ansiedade e trabalham juntos para resolver o problema.
  • Psicanálise freudiana: baseado nos pensamentos de Freud, o tratamento consiste em focar no inconsciente e trazer os problemas para o consciente.
  • Junguiana: trabalha o que está reprimido no inconsciente através de símbolos, imagens e sonhos, analisando e buscando encontrar a raiz dos problemas que causam a ansiedade.
  • Lacaniana: é uma abordagem mais livre através da associação das palavras.
  • Gestalt: é uma abordagem holística, pois analisa todas as situações como um todo. Ou seja, analisa o paciente e tudo o que o envolve, mas de forma que o paciente se distancie e enxergue o problema sob uma nova perspectiva.
  • Terapia cognitivo-comportamental: mais conhecida como TCC, é a mais eficiente das abordagens, pois trabalha com atuação focal e direta no problema de forma específica.

Entretanto, em alguns casos são necessários o uso de medicamentos para aliviar os sintomas, tais como:

  • Antidepressivos
  • Ansiolíticos
  • Antipsicóticos

Ansiedade tem cura?

Imagem: Grupo Recanto

A cura dos sinais de ansiedade pode variar de pessoa para pessoa, geralmente os resultados aparecem após poucas semanas de tratamento. Então, com a melhora logo retornam com suas atividades e rotinas diárias.

Por isso, é muito importante um diagnóstico precoce e preciso. Pois, com o tratamento indicado pelo médico, os resultados em longo prazo são os melhores possíveis, favorecendo uma vida mais saudável.

Mas, caso o indivíduo não procure por tratamento, os transtornos de ansiedade tendem a piorar, consequentemente, causando sérios problemas de saúde, por exemplo:

  • Dificuldades de memória – causado pela liberação excessiva de adrenalina e cortisol no organismo.
  • Hipertensão – da mesma forma, é causada devido ao excesso de adrenalina, que ao aumento da frequência cardíaca.
  • Diabetes
  • Gastrite nervosa – os sinais de ansiedade causa o aumento da liberação do suco gástrico, o que pode trazer sintomas semelhantes à gastrite.
  • Dores no corpo – devido a constante tensão nos músculos

Ademais, quando não são tratados, os transtornos de ansiedade podem provocar outros problemas de saúde, tais como:

  • Depressão
  • Uso inadequado de substâncias
  • Insônia e outros distúrbios do sono
  • Problemas digestivos
  • Isolamento social
  • Problemas de rendimento nos estudos e trabalho, além de afetar a vida pessoal
  • Em casos extremos pode levar o ansioso ao suicídio

Dicas para ajudar a evitar e a combater os sinais de ansiedade

Além de seguir os tratamentos indicados pelo psicólogo, também há alguns cuidados que o indivíduo pode tomar para evitar ou aliviar os sintomas dos transtornos de ansiedade. Segue alguns exemplos:

1- Faça exercícios físicos para controlar os sinais de ansiedade

Imagem: Método Supera

A prática de fazer exercícios físicos diariamente proporciona diversos benefícios para a saúde e a sensação de prazer. Por isso, reserve um tempo e faça qualquer tipo de atividade física, por exemplo, caminhada, corrida, natação, ioga, dança, musculação, etc.

Por isso, ao realizar atividade física regularmente, você estará fortalecendo seu sistema imunológico, o que ajuda na prevenção de doenças e obesidade. Além de proporcionar maior disposição para realizar as tarefas diárias, aumentar a produtividade, diminui a insônia, melhora a saúde mental e previne a depressão.

Da mesma forma, outro exemplo muito eficaz é a prática da meditação e respiração, que contribuem para aumentar a região do córtex pré-frontal esquerdo, região responsável pelo sentimento de felicidade.

Por fim, a atividade física faz com que o organismo libere a endorfina, o que ajuda a regular o sono, proporciona bem-estar e diminui o estresse e os sinais de ansiedade.

2- Ouça música

Imagem: Exame

A música é uma boa opção para fazer você relaxar, extravasar, se expressar, dançar, celebrar, descansar e entrar em contato com o seu interior. Portanto, uma maneira terapêutica muito fácil de fazer, além de muito prazerosa que vai ajudar a controlar os sinais de ansiedade.

3- Manter uma alimentação saudável

Imagem: Gazeta de Barão

Não há nada mais eficaz para evitar os sinais de ansiedade, do que manter o cérebro saudável. Dessa forma, uma alimentação saudável pode proporcionar as vitaminas necessárias para a formação dos neurotransmissores que estimulam o bom humor. Além de fornecer energia para proteger e manter o bom funcionamento das células cerebrais.

Por isso, procure consumir alimentos que reduzam os sinais de ansiedade, por exemplo, frutas cítricas, leite e derivados, ovos, carboidratos, banana, carne, peixes, espinafre e chocolate. No entanto, os alimentos devem ser consumidos de forma balanceada e sem exageros.

Ademais, outras dicas muito úteis são:

  • Procure manter pensamentos positivos
  • Tome um chá
  • Mantenha foco de atenção no agora
  • Seja mais organizado
  • Esteja com quem você ama
  • Separe um tempo para você mesmo
  • Procure sorrir mais
  • Confie mais em si mesmo
  • Desenvolva congruência
  • Fortaleça o autoconhecimento
  • Tente relaxar antes de dormir

Por fim, quando o indivíduo estiver em meio a uma crise de ansiedade, não tente lutar contra o pânico, pois ele é uma resposta automática do cérebro diante a situação. No entanto, algumas técnicas podem ajudar como, meditação, controle da respiração e relaxamento, por exemplo. Ademais, distrações como música suave, palavras que acalmam, massagem. No entanto, caso a crise persista ou os sintomas se agravem, procure um especialista, que indicará a melhor maneira de lidar com os sinais de ansiedade.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Remédios naturais para ansiedade que você pode usar sem prescrição. 

Fontes: Vittude, Minha Vida, Uol

Imagens: Boa Consulta, Blog Dr. Consulta, Super Abril, Info Escola, Sbie, Orienteme, IMPA, Portal de Notícias, Vix, Portal Saúde, Veja, Psicólogo e Terapia, Grupo Recanto, Método Supera, Exame, Gazeta do Barão

Essa matéria Sinais de ansiedade – Causa, como evitar e tratamento dos sintomas foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Sinais de ansiedade – Causa, como evitar e tratamento dos sintomas Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Como corrigir a postura? Dicas para uma postura correta e evitar problemas

Manter uma postura correta no dia a dia é de extrema importância. Pois, contribui para que a coluna vertebral se mantenha saudável e sem desvios. Entretanto, nem sempre é fácil mantê-la. Então, como corrigir a postura?

Inicialmente, é causado até um desconforto antes que seu corpo se acostume. Ademais, posturas incorretas causam diversas consequências para o organismo. Por exemplo, os ossos não se alinham corretamente, ocasionando tensões musculares, fatiga, dores ou problemas graves na coluna vertebral.

Portanto, é preciso desenvolver hábitos e praticar exercícios que contribuem para uma postura correta. Consequentemente, ao corrigir a postura, haverá melhoras na qualidade de vida, proporcionando uma vida mais saudável.

Como corrigir a postura: Precauções

Para compreender como corrigir a postura é preciso se atentar a diversos fatores. E com o tempo eles se tornarão algo habitual. Confira as precauções necessárias envolvidas em como corrigir a postura:

1 – Cuidado com o uso do celular

Imagem: Doutor Hérnia

Uma das principais causas de dores nas costas e desvios de coluna são provocadas pelo excesso de tempo que as pessoas passam no celular. Pois, as pessoas passam muito tempo olhando para baixo focados em seus dispositivos.

Logo, essa posição faz com que a cabeça fique mais pesada, sobrecarregando a porção cervical da coluna. Além disso, a tensão muscular na região pode afetar a circulação e provocar cefaleia tensional e dores em ombros, costas e braças. Portanto, a forma de como corrigir a postura é elevando o aparelho na altura do rosto, e alongando o pescoço ao longo do dia.

2 – Levante da cadeira

Imagem: Somos Conectados

Permanecer horas sentado, seja trabalhando, dirigindo ou assistindo TV, se tornou algo de risco para doenças. Pois, com o corpo imóvel, a circulação se compromete, e os órgãos se comprimem quando você senta, recebendo menos oxigênio e nutrientes.

Portanto, para formas de como corrigir a postura, procure fazer alongamentos no corpo, e evitar passar muitas horas sentado.

3 – Se exercite

Imagem: Holmes Place

O sedentarismo é um dos fatores que ocasionam desalinhamentos posturais que afetam o corpo. Logo, a prática de musculação e aeróbico são exercícios essenciais para o alinhamento corporal. Dentre essas práticas tem:

  • Quiropraxia – Consiste em uma terapia de manipulação articular. Ademais, previne e trata dores e desvios na coluna. E durante as seções ocorrem muitos estalos, o que é normal.
  • RGP, Redução Postural Global – O profissional usa as mãos para alongar os músculos e ajustar as partes do corpo em posições ideais.
  • Pilates – Consiste na ativação do core, e fortalece a musculatura estabilizadora da coluna. Por isso, mantém o corpo alinhado e previne dores nas costas.
  • Rolfing – Através da manipulação do tecido que envolve os ossos, músculos, nervos e órgãos, libera a rigidez. Logo, contribui com o bem-estar e a flexibilidade.

4 – Desenvolva consciência corporal

Imagem: Action 360

É essencial que você perceba seu próprio corpo, analisando se sua postura está correta ou não. Além disso, investir em práticas que estimulam o desenvolvimento da consciência corporal é essencial. Dessa forma, atividades como yoga e pilates são bem recomendadas.

Pois, além de prevenirem alterações na coluna, também ajudam a recuperar os desvios já presentes. Ademais, você irá desenvolver maior equilíbrio e flexibilidade.

Como corrigir a postura: Os exercícios

Existem alguns exercícios que colaboram para uma postura correta. Além disso, aliviam o estresse e dores musculares. Ademais, criar uma rotina de exercícios de 20 a 30 minutos por dia é bastante positiva.

1 – Aperto de mãos

Imagem: Freepik

Esse exercício consiste em ficar de pé e juntar as duas mãos atrás do corpo, como se fosse um aperto de mãos em si mesmo. Em seguida, mantendo as mãos unidas, você deve puxar os ombros para trás, sem mover o pescoço, até o peito se abrir, mantendo por 30 segundos.

2 – Batente da porta

Imagem: Mundo Boa Forma

Trata-se de um exercício que deve ser realizado em pé, em frente a uma porta. Logo, você deve colocar suas mãos no batente da porta, um pouco acima da altura da sua cabeça.

Ademais, o pé permanece um pouco à frente do batente. Dessa maneira, permaneça na posição do exercício por 30 segundos.

3 – Escápulas

Imagem: Global Pilates

Durante esse exercício você deve se manter sentado. Em seguida, deve unir as escápulas, os ossos das costas que se encontram atrás dos ombros, como se fosse segurar algo entre elas. Ademais, enquanto elas se flexionam, os ombros devem ir para baixo, no rumo das orelhas. Durante o exercício, faça 10 vezes por 10 segundos cada.

4 – Alongamento deitado

Imagem: Monday Academia

Nesse exercício de como corrigir a postura, você deve ficar deitado, mantendo as costas na cama e os pés no chão. Ademais, os joelhos devem estar flexionados e para cima. E os braços permanecem estendidos longe do corpo com as palmas das mãos pra cima. Afinal, mantenha esse exercício por 10 minutos, para obter melhores resultados.

Como corrigir a postura: Situações do dia a dia

Imagem: Gênesis Health

Existe uma postura correta para andar, dormir, sentar, trabalhar, e entre outros. Logo, é preciso saber como ter a postura certa em cada ocasião:

  • Ao sentar: Deve manter as costas retas, apoiadas no encosto. Os braços devem estar sobre o apoio da cadeira, os ombros relaxados e os pés no chão.
  • Ao andar: É importante distribuir o peso do corpo entre as pernas, com os pés voltados para frente e o abdômen contraído. Por fim, a cabeça deve estar ereta, com o queixo paralelo ao chão.
  • Ao dormir: A posição mais indicada para dormir é de lado, com dois travesseiros, um baixo para apoiar a cabeça e outro entre as pernas para adequar a altura do quadril e não rodar a coluna.
  • Ao carregar peso: É essencial evitar carregar coisas pesadas de um lado só do corpo. Sendo assim, a melhor forma de carregar peso é contra o peito.

Como corrigir a postura: Fisioterapia

Imagem: Freepk

Recomenda-se ir ao fisioterapeuta quando surgirem dores nas costas, ombros, pescoço ou dores de cabeça tensionais. Além disso, caso haja alterações posturais também é importante recorrer a um fisioterapeuta. Por exemplo, caso tenha hipercifose, hiperlordose e escoliose. Ademais, caso sejam corrigidas, irá evitar casos mais graves, como hénia de disco e comprometimento do nervo ciático.

Antes de iniciar qualquer tratamento é necessário realizar uma avaliação minuciosa da postura corporal com um médico especialista. Dessa forma, serão analisados quais os desvios de cada pessoa e como o tratamento irá proceder, de forma a obter resultados positivos.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Postura correta, como alcançar? Importância e consequências da má postura.

Fontes: Tua Saúde, Salvapes, Veja, Vogue

Imagens:

Essa matéria Como corrigir a postura? Dicas para uma postura correta e evitar problemas foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Como corrigir a postura? Dicas para uma postura correta e evitar problemas Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Calvície, o que é? Principais causas e possíveis tratamentos

A calvície consiste na perda de cabelo com o passar do tempo. Por isso, consiste em uma das principais preocupações estéticas para homens e mulheres. E que em muitos casos, quando possuem calvície, se deixam levar pela preocupação, adquirindo baixa autoestima.

Além disso, ela pode ser causada por fatores exógenos e endógenos. Ou seja, pode ser provocada por fatores externos ao corpo ou do próprio organismo. Entretanto, as causas genéticas ainda não são bem conhecidas, mas existem teorias.

Ademais, essa perda de cabelo possui o nome científico alopecia androgenética. E afeta homens e mulheres. No entanto, a prevalência no sexo feminino é bem menor do que no sexo masculino. Por fim, ela não provoca riscos à saúde, e possui alguns tipos de tratamentos.

O que é Calvície

Imagem: Veja

Trata-se da excessiva perda de cabelo. E é uma condição que afeta mais os homens. Pois a queda de cabelo está relacionada com a presença de testosterona, os hormônios sexuais masculinos.

Entretanto, as mulheres também produzem esse hormônio, em quantidades pequenas, e em casos raros ocorre a calvície nelas. Ademais, os médicos se referem a ela como alopecia androgenética. E, geralmente, a queda acomete a parte frontopariental ou a região superior da cabeça formando um M.

Causas da Calvície

Imagem: Respostas Atualizadasenéticas para essa excessiva perda de cabelo ainda não é bem conhecida. Entretanto, existem algumas teorias. Logo, a mais antiga trata-se de uma herança autossômica que varia conforme homens e mulheres. Sendo assim, em homens ela se comportava como autossômica dominante, e em mulheres como autossômica recessiva. Mas após vários estudos, concluiu-se que é uma herança poligênica, mas sem saber quais genes estão realmente envolvidos.

Por outro lado, a calvície possui influência da testosterona. Logo, ao atingir o couro cabeludo de pessoas com predisposição genética, sofre a ação da 5-alfa-redutose e a converte em di-hidrotestosterona.

E essa é a responsável pela diminuição gradual dos fios, que se tornam curtos, claros e finos com o tempo. Mas também pode ser ocasionada pelo excesso de oleosidade, aplicação excessiva de produtos químicos, má alimentação, carência de vitaminas, distúrbios da tireoide e estresse.

Sintomas nos homens

Imagem: Clínica Capilar

Os primeiros sinais de calvície nos homens podem surgir entre os 17 e 23 anos. Primeiramente, as falhas capilares aparecem perto da testa, nas conhecidas entradas. Em seguida, surge um círculo sem cabelo no topo da cabeça.

Geralmente ela toma parte de toda a área superior da cabeça, sobrando apenas fios nas faixas laterais e atrás da cabeça. Entretanto, quando os sinais surgem por volta dos 25 ou 26 anos, a perda de cabelo é mais lenta, possibilitando melhor resultado com algum tratamento.

Por outro lado, o que sinaliza a doença não é somente a perda de cabelo, mas a sua miniaturização. Ou seja, se tornam fios finos e frágeis.

Sintomas nas mulheres

Imagem: Vix

Até a menopausa as mulheres tem a proteção dada pelos hormônios femininos. Porém, quando os níveis de estrogênio diminuem a proteção desaparece, e a predisposição genética pode surgir, gerando uma queda de cabelos.

Entretanto, os cabelos da frente permanecem diferentemente dos homens, mas os fios ficam finos e rarefeitos, principalmente no topo da cabeça.

Logo, fatores de estresse e ansiedade, além do excesso de produtos químicos de tinturas e alisamentos contribuem negativamente para a queda de cabelo.

Quando buscar ajuda e como é feito o diagnóstico?

Imagem: Dermatologia Capilar

Os especialistas dizem que aqueles que possuem histórico de calvície na família, independente do grau de parentesco, devem procurar ajuda ao fim da puberdade. Pois, entre 15 e 18 anos é possível identificar o início do processo.

Entretanto, caso não haja histórico de calvície na família, ao notar que há um padrão de queda e afinamento dos fios, você deve buscar ajuda médica de um dermatologista.

Já na hora da consulta, o médico irá analisar seus relatos, o histórico de saúde familiar e fará um exame físico. E assim, ele irá procurar sinais de miniaturização nos fios.

Ademais, o médico ainda precisará de diversos exames. Por exemplo, hemograma, dosagens de ferro e ferritina, hormônio da tireoide e vitaminas, como zinco, selênio e vitamina B12. Por fim, o dermatologista analisará tudo e dará o diagnóstico, além das possíveis formas de tratamento.

Tratamento da Calvície

Existem alguns tipos de tratamentos que podem ser eficazes contra a calvície. Por exemplo:

1 – Adequação dos níveis hormonais

Imagem: Veja

Um dos motivos determinantes da calvície é a alteração hormonal. Por isso, uma das formas de tratamento é o uso oral ou tópico de medicamentos que inibem a ação da testosterona sobre os folículos. Logo, visam reverter o processo de afinamento e miniaturização dos fios.

2 – Suplementação nutricional

Imagem: Revista Nutri Online

A deficiência de nutrientes, como proteínas, minerais e vitaminas, está bastante relacionada com a queda de cabelo. Logo, o uso de cápsulas de vitaminas e outras substâncias faz parte de um dos tratamentos eficazes.

3 – Estimulação elétrica

Imagem: Centro de Tecnologia Capilar

Trata-se de uma tecnologia que estimula o couro cabeludo através de um laser de baixa potência. Logo, possibilita a infusão de medicamentos, sem ser necessária a injeção das substâncias.

Ademais, ela também aumenta a circulação local, facilitando o suprimento de nutrientes e oxigênio do sangue para o local afetado. Em suma, os resultados que se esperam é a reversão da calvície ou o retardo da mesma.

4 – Transplante capilar

Imagem: Globo

O transplante capilar consiste em um dos últimos casos, quando os outros tratamentos não são eficazes. Em síntese, ele consiste em retirar fios de cabelo e seus respectivos folículos da região da nuca e transplanta-la para a área afetada. Por fim, os fios crescem de forma natural e saudável.

5 – Próteses capilares

Imagem: Sirene e Lion

Pessoas que não podem se submeter a cirurgias de transplante, optam pelas próteses capilares. Dessa forma, as próteses são feitas com fios naturais, e podem ser colocadas ou removidas a qualquer momento, sem causar danos.

Entretanto, também existem as próteses fixas, que são coladas ou entrelaçadas no cabelo, mas muitos especialistas não recomendam essas.

Alimentos que ajudam no tratamento da Calvície

Imagem: Dr. Juliano Pimentel

Uma alimentação saudável contribui com um bom funcionamento do organismo. Por isso, não seria diferente quanto ao tratamento da perda de cabelo excessiva. Logo, alguns alimentos contribuem com o tratamento da calvície. Por exemplo:

  • Alimentos ricos em proteínas: Carnes, nozes, sementes, soja e feijão.
  • Ricos em minerais: Carnes, nozes, amêndoas, vegetais, pescados, cereais integrais e fígado.
  • Alimentos ricos em vitaminas: Leites e derivados, frutas cítricas, soja, leguminosas e grãos integrais.

No entanto, alimentos ricos em açúcar, industrializados, cafeína e álcool devem ser evitados. Pois, contribuem negativamente para o avanço da calvície.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Como não ficar careca: saiba como evitar a queda do seu cabelo.

Fontes: Dr. Dráuzio Varella, Brasil Escola, UOL, Blog Anee Thun

Imagens: Veja, Respostas Atualizadas, Clínica Capilar, Vix, Dermatologia Capilar, Revista Nutri Online, Globo, Sirene e Lion, Dr. Juliano Pimentel

Essa matéria Calvície, o que é? Principais causas e possíveis tratamentos foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Calvície, o que é? Principais causas e possíveis tratamentos Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/