Cartonagem: transformando papelão em arte e renda extra

Para quem gosta de artesanato, o filtro de barro decorado é uma ótima indicação. Ele fica lindo na decoração, enfeitado com vários desenhos, utilizando diversas tonalidades, e você pode usar a criatividade para personalizar o seu. Veja fotos, tutoriais e saiba onde comprar!

Índice do conteúdo:

Faz mal decorar o filtro de barro?

De acordo com a Cerâmica Stéfani, empresa fabricante de filtros, não é recomendado o uso de tintas e produtos químicos na peça. “Caso deseje decorar, deve-se utilizar tintas atóxicas para não transmitir gosto à argila e, consequentemente, contaminar a água”.

Segundo a empresa especialista, “a argila possui a particularidade de refrescar a água naturalmente. Isso porque sua porosidade permite a transpiração, promovendo uma troca de calor com o ambiente externo”. Por fim, a Cerâmica Stéfani informa que a tinta tampará os poros e prejudicará o funcionamento do filtro de barro. Sendo assim, essa peça decorada é indicada apenas para embelezar o ambiente.

10 fotos de filtro de barro para uma decoração intimista

Antes de usar um filtro de barro decorado, considere as informações fornecidas pela empresa especialista. Tendo isso em vista, a peça é puro chamego e deixará sua casa com um ar intimista e acolhedor. A seguir, confira 10 ideias criativas e inspiradoras:

1. Se você gosta de arte, vai se apaixonar pelo filtro de barro decorado

2. Ele pode ser feito com desenhos, escritas e muitos detalhes

3. A simplicidade é pura sofisticação

4. Lembra o carinho da casa de vó

5. Este cacto colorido ficou uma graça

6. Se for colocar água no filtro, utilize tintas atóxicas

7. Você pode optar por um modelo pequeno

8. Ou um formato diferenciado e criativo

9. Que tal um belo filtro de barro decorado para sua casa?

10. Com certeza, ele será o coração da sua decoração

Alegria e personalidade para o seu lar! Você prefere personalizar ou comprar um filtro de barro já decorado? Acompanhe o texto para saber mais sobre as duas opções.

Onde você pode comprar filtro de barro decorado

Se for comprar um filtro de barro decorado, não esqueça de ler a descrição do produto para conferir os materiais utilizados na decoração. Se preferir, compre um modelo liso e entre na onda contagiante do faça você mesmo. A seguir, confira as melhores opções de compra:

  1. Casas Bahia;
  2. Americanas;
  3. Submarino;
  4. Carrefour;
  5. Ponto;

Além de lindas, as opções estão com um excelente custo-benefício. Então, é só escolher a sugestão que mais gostou e recebê-la no conforto de sua casa.

Como fazer filtro de barro decorado

Se você gosta de confeccionar artesanatos, que tal decorar um filtro de barro? Para te ajudar, confira uma seleção de vídeos com dicas e tutoriais. Solte a criatividade e deixe a inspiração te guiar:

Como pintar filtro de barro

Antes de pintar e decorar o filtro de barro, é importante coletar informações. Nesse vídeo, o Fabianno Oliveira explicou como pintar sem interferir (ou com a menor interferência possível) na funcionalidade da peça. Veja!

Decorando filtro de barro

Se o seu filtro estragou, nem pense em jogar fora! O canal Ateliê da Vovó ensina uma bela decoração, mostrando as tintas usadas e todo o processo até a finalização. Como será um objeto decorativo, é possível pintá-lo por completo sem preocupações.

Pintura orgânica em filtro de barro

A pintura orgânica está em alta e o resultado fica lindo. A Mariana Santos mostra detalhadamente como ela fez para decorar seu filtro de barro. Quais materiais foram usados, como deve ser feito o esboço e a pintura. Confira!

Filtro de barro decorado com renda

No momento de decorar, é indispensável usar a criatividade para ter ideias legais. Com simplicidade, a Helloise Liz customizou seu filtro de barro, utilizando apenas renda e fita preta. O processo é rápido e o resultado fica uma graça!

São muitas as opções com modelos criativos e bem variados. Utilizando poucos materiais, você decora um lindo filtro e investe em tempo de qualidade, pois o artesanato traz vários benefícios para a saúde. Continue nesse clima e descubra o que você pode fazer com uma garrafa de vidro. Os resultados são surpreendentes.

O post Cartonagem: transformando papelão em arte e renda extra apareceu primeiro em Tua Casa.

Cartonagem: transformando papelão em arte e renda extra Publicado primeiro em https://www.tuacasa.com.br/

O que não pode faltar na decoração de um apartamento pequeno?

Principalmente em apartamentos pequenos, alguns cômodos costumam ser integrados. Procurando ideias para separar a cozinha da lavanderia? Acaba de chegar ao post certo. Abaixo você confere uma lista de soluções diversificadas para fazer essa divisão, além de vídeos de casas reais que são cheios de inspiração.

15 soluções para separar a cozinha da lavanderia

Ninguém merece receber visitas em casa e todo mundo enxergar seus baldes e roupas do varal, não é mesmo? Por isso, vale a pena conhecer algumas alternativas para fazer a separação dos ambientes, mesmo que seja de forma sutil.

1. Película jateada

Uma boa opção para manter a cozinha iluminada, mas ainda esconder as baguncinhas da lavanderia, é optar por películas jateadas. Elas costumam ter preço mais acessível que vidro e têm rápida instalação.

2. Divisória de vidro com efeito persiana

Nesse exemplo, a divisória cozinha lavanderia em vidro não fecha completamente os dois ambientes. Isso garante mais espaço para a cozinha, mas deixa a lavanderia aberta. Ou seja, um cuidado com a organização é essencial.

3. Porta de correr

A porta de correr para lavanderia de apartamento é uma solução que não custa muito e que pode ser adequada ao estilo da cozinha: se o espaço for colorido, por exemplo, a porta também pode ser. Para garantir a passagem de luz, basta deixar a porta aberta. Chegou visita? Feche.

4. Porta de correr 3 folhas

Esse tipo de porta é recomendado para ambientes de dimensões menores. Uma das folhas ficam fixas, enquanto outras duas são de correr. O vidro da porta é levemente fosco, garantindo a privacidade.

5. Porta de vidro com adesivo jateado

Muita planta de residências já vem com uma divisória de vidro entre a cozinha e a lavanderia. Para disfarçar os itens de limpeza que ficam na área de serviço, uma boa sugestão é a aplicação de adesivo jateado.

6. Painel de madeira

Quando não é necessário que entre luz da lavanderia, um painel de madeira pode ser uma escolha cheia de charme. Na inspiração acima, o painel mais escuro contrasta com a cozinha em tons claros.

7. Divisória de vidro e aço

Ao invés de disfarçar a divisória, que tal fazer ela ser um praticamente um ponto da decoração? Com aço e vidro é possível brincar com as formas geométricas e compor projetos cheios de personalidade.

8. Divisória com cobogó

Cobogós estão voltando com tudo ao mundo da decoração de interiores. Além de permitir a passagem de ar e de luz, eles têm um estilo todo interessante e grande apelo decorativo. Acima, pequeno painel de cobogó separa o fogão da máquina de lavar.

9. Divisória com vidro canelado

Que tal um pouco de textura? O vidro canelado se diferencia por ter “ondas”, não sendo tão transparente quanto um vidro liso. Outros benefícios: não interfere na luminosidade e ainda deixa o espaço bonito.

10. Divisória com ripas de madeira

Ripas vazadas dividem os cômodos com um toque natural e permitindo a passagem de luz. Na foto acima, um belo contraste da madeira com o mobiliário escuro da cozinha. Moderninho na medida certa.

11. Divisória de madeira com vidro

Nessa opção há a presença de vidro entre as partes vazadas da madeira. Além de ter charme, é uma boa forma de evitar que roupas penduradas na área de serviço fiquem com cheiro de comida.

12. Divisória com detalhes pretos

Mais uma proposta que traz o vidro canelado, dessa vez com retângulos de moldura preta. Nesse exemplo, uma divisória tem a largura um pouco maior que a bancada.

13. Box para lavanderia de apartamento

Sabe box de banheiro? Quase isso. O box de lavanderia conta com porta de correr e isola a área de lavanderia. Pode ser coberto com adesivo vinílico de diferentes cores. Muito usado em apartamentos.

14. Porta com película branca

Privacidade total para a lavanderia: a película banca é frequentemente escolhida para revestir portas e divisórias. Vale a pena escolher cores claras se você conta com espaço reduzido, já que dão impressão de amplitude.

15. Porta de correr metálica

Divisória entre cozinha e área de serviço ou obra de arte? A combinação de vidro com metal é moderna e superatual. A escolha da cor preta harmoniza com o cinza e o perolado dos móveis. De arrancar suspiros!

Viu só como não faltam boas ideias? Agora é só escolher a opção que combina mais com a sua realidade.

Tours e mais soluções criativas para separar a cozinha da lavanderia

Ainda está decidindo como será sua divisória? Pode improvisar com uma cortina. Quer colocar a mão na massa? Temos tutorial. Quer ver uma cozinha pequena com lavanderia integrada? Tudo na lista de vídeos abaixo.

Divisória de cortina

Você pode usar cortinas de rolo ou de tecido para fazer uma divisão temporária entre os ambientes – ou até mesmo permanente. No vídeo acima, Bruna Campos mostra um projeto acessível e nada complicado de se copiar.

Porta de correr em lavanderia pequena

A lavanderia da Youtuber Dóris Baumer é pequena, então toda economia de espaço era bem-vinda. Nesse vídeo, ela faz um tour no espaço e mostra a porta de correr que divide o espaço da área de serviço e da cozinha.

Divisória ripada simples e barata

Outra ideia baratinha de divisória é com ripas de madeira. No vídeo, Nina Braz conta quais foram seus erros e acertos na hora de fazer essa separação – que, no caso, divide a varanda da lavanderia e depósito.

A área de serviço é uma parte da casa que muitas vezes acaba ficando esquecida, mas não precisa ser assim. Confira essas ideias de como planejar e decorar lavanderias pequenas.

O post O que não pode faltar na decoração de um apartamento pequeno? apareceu primeiro em Tua Casa.

O que não pode faltar na decoração de um apartamento pequeno? Publicado primeiro em https://www.tuacasa.com.br/

Cores para casa: saiba como imprimir estilo e sensações através dos tons

Elegância e leveza são adjetivos certeiros para definir a cor pêssego. Com característica aveludada, o tom é capaz de integrar diferentes ambientes de maneira jovial e singular. Nessa matéria, você conhecerá as possíveis combinações de cores, além de acompanhar uma seleção de projetos para se inspirar e usar na sua decoração.

Índice do conteúdo:

Qual é a cor pêssego?

A cor pêssego possui um tom de rosa com fundo laranja. Ela pertence ao time dos tons pastel. Entre o claro e o escuro, suas variações vão do salmão ao coral, pois fazem parte da mesma família monocromática. Com saturação baixa, a cor pêssego é um tom leve, ideal para integrar decorações clean. Já sua versão intensa, esbanja criatividade e energia.

Cores que combinam com pêssego

Antes de tudo, é importante pensar na composição da decoração. Para tons claros, praticamente não existem regras. Já em um ambiente mais intenso, é interessante manter o pêssego como destaque, adicionando outras cores mais sóbrias. Abaixo, veja quais são as combinações mais populares:

Verde

O pêssego e os tons de verde geram uma explosão de criatividade. A combinação é muito bem-vinda em um quarto, pois imprime aconchego e suavidade na medida certa. Em outros ambientes, como uma sala de estar, dá para brincar com tons escuros em pontos específicos para adicionar criatividade e bom humor à decoração.

Branco e preto

O branco e o preto são cores curingas, principalmente para evitar a sobrecarga de intensidade no ambiente. Você pode combinar uma cor ou outra com o pêssego em propostas distintas. Com o branco, o resultado fica clean. Já com o preto, a decoração fica moderna. Também é possível usar uma paleta com as três cores.

Azul

As proporções aplicadas na combinação entre o pêssego e azul são as mesmas indicadas para o verde. Essa combinação resulta em uma decoração bastante feminina e romântica. Além de ser usada em ambientes internos, como em uma sala de jantar ou em um quarto, ela é muito utilizada em decorações matrimoniais.

Caramelo e madeira

Seja no estofado de uma bela poltrona ou combinada com a marcenaria, a cor pêssego adiciona elegância ao móvel. Nos ambientes, prevalece uma decoração clean, transmitindo tranquilidade e suavidade.

Laranja e amarelo

Entrando na categoria das candy colors, combinar a cor pêssego com tons mais intensos, como o laranja e o amarelo, deixa o ambiente com uma identidade divertida. Em um quarto infantil, a junção das três cores gera um resultado fofíssimo!

Cinza

Assim como o preto e o branco, tudo combina com o cinza. Ele traz um equilíbrio sofisticado ao espaço, deixando o pêssego se destacar como merece. Nessa combinação, você pode criar duas propostas distintas: um ambiente sóbrio com o cinza se destacando ou uma decoração mais jovial e divertida focada no pêssego.

Os tons metalizados também são belos parceiros para a cor pêssego. Um pendente cobre, uma torneira prata ou uma moldura dourada de quadro adicionam sofisticação à composição. No próximo tópico, confira alguns projetos e inspire-se para criar a sua decoração.

55 fotos de cor pêssego em decorações singulares

Seja em seu tom mais claro ou mais intenso, a cor pêssego é capaz de transformar o ambiente estéril em um local aconchegante e divertido. Abaixo, confira projetos arquitetônicos com diversas propostas de decoração:

1. O pêssego é uma cor muito versátil

2. Basta mudar sua intensidade para criar novas propostas

3. Ou apostar no tom sobre tom para um efeito ousado

4. Já a homogeneidade deixa o ambiente leve

5. Na parede, a cor pêssego ganha destaque

6. No banheiro, a delicadeza é marca registrada

7. A combinação pêssego e verde ficou um encanto nesta cozinha

8. Já com a cor marsala, a elegância predomina

9. A terracota também é uma grande aliada da cor pêssego

10. No quarto infantil, a combinação com amarelo é certeira

11. Para um ambiente romântico, madeira e pêssego!

12. Repare como o cinza traz leveza ao ambiente colorido

13. Neste banheiro, o verde entrou levemente para quebrar a sobriedade

14. O dourado deixou esta combinação ainda mais sofisticada

15. Aqui, o contraste com o bege ficou supermoderno

16. A cor pêssego pode ser incluída nas paredes

17. É muito bem-vinda à roupa de cama

18. Traz suavidade para o estilo industrial

19. E suas nuances possibilitam diversas cartelas

20. O berço pêssego protagoniza neste dormitório

21. A cor fica ótima tanto em uma decoração infantil

22. Quanto em um ambiente mais jovial

23. Para inovar, aposte em contrastes intensos

24. As poltronas desta sala são um charme a parte

25. Assim como o apoiador de livros deste quartinho fofo

26. Esta marcenaria brinca com diferentes tons

27. Repare na harmonização desta parede

28. A iluminação também deve ser considerada

29. Na verdade, todos os elementos precisam dialogar

30. Uma poltrona faz toda a diferença

31. Assim como uma simples almofada transforma o ambiente

32. A cor pêssego pode ressignificar um cantinho da casa

33. Na brinquedoteca, acolhimento é essencial

34. O mesmo acontece com o clima deste dormitório

35. Esta porta se transformou em um item decorativo

36. Você não precisa sair pintando tudo de pêssego

37. Introduza a cor sutilmente nos detalhes

38. Ela pode aparecer em um pufe descolado

39. Em almofadas com diferentes tons

40. Ou no acabamento da marcenaria

41. Mas se quiser sair pintando tudo de pêssego

42. Pode ter certeza que o resultado não será insatisfatório

43. A cor combina com um ambiente divertido

44. Faz sentido na decoração vintage

45. Não é agressiva ou cansativa

46. E foge das escolhas comuns

47. É possível adicionar a cor pêssego até na louça do banheiro

48. Uma maneira sutil de quebrar a sobriedade sem grandes rebeliões

49. Neste projeto, você encontra o pêssego logo na entrada

50. Quem disse que o pêssego não orna com roxo?

51. Para a pia dupla, um grande charme

52. No escritório, a cor se destacada na poltrona moderna

53. Mas ela também pode aparecer em quadros e outros itens decorativos

54. Com opção que vão do clássico ao contemporâneo

55. Chegou a sua vez de decorar com a cor pêssego!

Se o pêssego não estava entre suas cores preferidas, agora vai estar. Com muita versatilidade, você conseguirá criar ambientes encantadores e criativos. No próximo tópico, veja como conquistar diferentes tons dessa cor.

Tutoriais de como fazer a cor pêssego

Confira vídeos altamente didáticos para confeccionar a cor pêssego em diferentes tons, seja para a pintura de móveis, de paredes ou de tecidos. Além de rápidos, os tutoriais são bem práticos.

Cor pêssego com tinta

Com esse tutorial, você aprenderá a produzir a cor pêssego com tinta comum. O vermelho será utilizado como base, então, o branco e o amarelo serão adicionados delicadamente até chegar à devida proporção.

Cor pêssego com corante

Aprenda a fazer dois tons diferentes de pêssego utilizando corante na tinta branca. Para o primeiro tom, o artista utilizou ocre, vermelho e amarelo. Para o segundo, laranja e amarelo.

Tinta para tecido na cor pêssego

Para pinturas em tecido, é necessário utilizar uma tinta específica – a acrilex. Nesse tutorial, a artista mostra como misturar o marfim, o laranja e o rosa escuro para criar uma tonalidade perfeita do pêssego.

Agora que você já sabe como utilizar o pêssego, que tal aprender sobre as cores quentes na decoração? É surpreendente como as combinações, as harmonizações e os detalhes transformam ambientes!

O post Cores para casa: saiba como imprimir estilo e sensações através dos tons apareceu primeiro em Tua Casa.

Cores para casa: saiba como imprimir estilo e sensações através dos tons Publicado primeiro em https://www.tuacasa.com.br/

Ressignifique o espaço com a vibrante cor ocre

Foto: Reprodução / Marília Veiga

Sofás decorados com mantas deixam a sala de estar mais charmosa e com mais personalidade. Extremamente versáteis, as mantas são feitas de diversos tipos de materiais, cores, estampas e podem ser usadas de inúmeras formas no sofá. Existem modelos para todos os tipos de gostos e você pode trocá-las sempre que sentir a necessidade de mudar o visual da sala.

Além de deixar o ambiente mais bonito, a manta também pode assumir outras funções, como nos aquecer nos dias mais frios e evitar sujeiras e manchas no sofá. Até mesmo se o sofá já for mais velhinho, e você quiser restaurá-lo de uma forma mais prática e econômica, a manta também pode ser uma boa opção para dar aquela renovada e deixá-lo com cara de novo.

Mas, apesar dessas múltiplas utilidades, o arquiteto Thiago Mondini explica qual é a verdadeira função das mantas: “Podem ser usadas como capas, podem esconder imperfeições, servir como uma pequena coberta nos dias frios, mas servem principalmente para “quebrar” o tamanho dos estofados, criando uma percepção visual diferente da dimensão da peça e equilibrando a composição geral”.

Acerte na cor

Escolher a cor ideal pode ser um desafio, pois existe uma variedade muito grande de composições. De acordo com Thiago, o trabalho de composição está muito mais ligado a uma percepção de bom gosto e de adequação da solução, do que a qualquer regra prática. Uma das opções de combinação pode ser a partir do tom sobre tom, onde se trabalha a partir da cor do sofá, fazendo pequenas variações nas cores da manta. “Essa linha de composição trará um efeito mais neutro ao conjunto, permitindo que se explore a composição de cores nas almofadas, quadros, paredes, tapetes”.

Segundo o profissional, também podemos trabalhar com cores análogas, ou seja, cores que são próximas no círculo cromático. Por exemplo, em um sofá azul marinho, podemos usar mantas com tons que passam pelo verde, por outros tons de azul e também pelos tons de roxo. Esse efeito pode enriquecer mais a composição da sua sala. “Também é possível trabalhar com contrastes, através do claro/escuro ou através do uso de cores complementares, que são as cores diretamente opostas no círculo cromático, como verde-vermelho, azul-laranja, roxo-amarelo”, ressalta Thiago.

Além das cores, outras dúvidas podem surgir quando queremos usar as mantas. Confira:

Tipos de mantas

Foto: Reprodução / Thiago Mondini

De acordo com Thiago, as mantas para sofá podem ser feitas dos mais variados materiais: fio acrílico, algodão, lã sintética ou natural, chenille, pele sintética, além de diversas mesclas de fios. Não existe regra para usá-las, o gosto particular de cada um é que vai influenciar nessa decisão. “Particularmente, gosto das mantas de fio acrílico e de algodão, porque têm toque macio e sensação térmica neutra”, afirma.

A forma certa de usar

Foto: Reprodução / Thiago Mondini

O uso das mantas é bastante livre e adaptável a cada situação, porém, segundo Thiago, o acompanhamento de um profissional é importante para evitar erros. É preciso ter uma boa noção de composição e equilíbrio de volumetria e fundo/figura, para acertar o uso delas. “Gosto muito de usar as mantas de forma mais jogada, marcando a ponta dos móveis, principalmente quando preciso dar contraste de cor em relação ao fundo ou pontuar a terminação do móvel de forma decorativa”, diz ele. Veja algumas recomendações do arquiteto para você não errar:

* O tamanho da manta sempre vai depender do tamanho do sofá. As mantas maiores podem ser dobradas para atingir o tamanho desejado e, portanto, são mais versáteis. Mas é preciso lembrar que, se o tecido for muito grosso, as dobras terão tendência a criar muito volume. Mantas muito pequenas devem ser utilizadas com cuidado para atingir o resultado desejado, pois podem parecer muito soltas na composição.

* É bom lembrar que a disposição da manta vai indicar se o ambiente é mais formal ou informal. Mantas mais jogadas ficam excelentes em ambientes informais. Já uma situação um pouco mais formal pode exigir que as mantas sejam dispostas de forma bem correta, alinhada.

* Deve-se evitar dispor mantas somente sobre a parte dos assentos, de forma esticada.

Sugestões de mantas para você comprar

Separamos uma lista de mantas lindas de vários estilos para você escolher e usar no seu sofá. Confira:

Produto 1: Manta Egípcia. Compre na Fastlar
Produto 2: Manta tricô com franja. Compre na Camerata Casa
Produto 3: Manta Dohler London azul. Compre nas Casas Bahia
Produto 4: Manta Dohler unicolor azul. Compre no Submarino
Produto 5: Manta Lotus. Compre na Americanas
Produto 6: Manta xale marrom com azul. Compre na Americanas
Produto 7: Manta Anselmi branca. Compre na Dafiti
Produto 8: Manta Trieste. Compre na Mobly
Produto 9: Manta Colors. Compre na Riachuelo
Produto 10: Manta Dohler rubi. Compre no Walmart
Produto 11: Manta Baby Alpaca. Compre na Aix Casa
Produto 12: Manta Itabuna vinho. Compre na Oppa
Produto 13: Manta Pegasus. Compre na Americanas
Produto 14: Manta coral areia. Compre na Leroy Merlin
Produto 15: Manta Aroeira Home stripe acrílico. Compre na Ricardo Eletro
Produto 16: Manta Hedrons Peles Jaguar. Compre nas Lojas Donna
Produto 17: Manta Jacquard Ornamentale. Compre na Catran

70 ideias de sofás decorados com manta para te inspirar

Depois das excelentes dicas do arquiteto Thiago Mondini, confira os modelos incríveis que separamos para ajudar você a usar mantas no sofá da sua casa:

1. Combine a manta com outros elementos da decoração

Foto: Reprodução / Yamagata Arquitetura

A manta pode combinar com outros objetos da sua sala, fica elegante e harmônico. Neste caso, ela está combinando com o tapete, que tem exatamente as mesmas cores. Deixar a peça dobrada no sofá é uma boa solução para que a combinação não fique excessiva.

2. Despojado e autêntico

Foto: Reprodução / Vive Studio

Se você gosta de um visual mais despojado, deixe a manta mais solta no sofá, não precisa dobrá-la sempre certinha e bem marcada. Só lembre de tomar cuidado para não deixar que ela fique solta e amassada demais, pois pode parecer um ambiente desarrumado.

3. Mantas estampadas também são ótimas pedidas

Foto: Reprodução / MAJÓ Arquitetura de interiores

Se o seu sofá for liso, as mantas estampadas são ótimas opções. Elas são mais divertidas e dão personalidade para o ambiente. Você também pode usar a mesma estampa da manta em uma das almofadas, fazendo uma espécie de jogo de sofá. Fica lindo!

4. Puffs também podem ter mantas

Foto: Reprodução / Hildebrand Silva Arquitetura

Se você quer fugir um pouco do óbvio, coloque a manta no puff ao invés do sofá e deixe a composição mais ousada. Aqui, a combinação dos diferentes tons de azul, da manta e das almofadas, deram uma sensação de tranquilidade para o ambiente.

5. Aposte no colorido

Foto: Reprodução / Pereira Reade Arquitetos

A manta colorida dá mais alegria para o ambiente e, assim como a estampada, fica ótima em sofás lisos. Essa listradinha é puro estilo! Você pode aproveitar e compor com almofadas também coloridas na mesma paleta de cores da manta.

6. Sofás encapados também merecem uma mantinha

Foto: Reprodução / Maria Brasil Arquitetura

Mesmo os sofás encapados podem receber um toque a mais com as mantas, principalmente as capas de tons neutros, que você pode combinar com várias cores. Essa mantinha de microfibra verde musgo deu um ar mais aconchegante para a sala, que também pode ser um cantinho para relaxar e ler um bom livro.

7. Uma decoração vintage

Foto: Reprodução / Mobiliário Daf

Esses sofás estilo retrô ficam ainda mais charmosos quando recebem uma manta. Usá-la jogadinha no braço do sofá é sempre uma das melhores opções para quem não quer correr o risco de errar.

8. Para todo o tipo de estofado

Foto: Reprodução / Debora Aguiar Arquitetos

As mantas ficam lindas em qualquer tipo de estofado. Na chaise longue, as famosas cadeiras de descanso, elas dão um toque de sofisticação para o ambiente. Essa combinação foi feita com tons escuros, deixando o local ainda mais elegante.

9. O contraste do claro e do escuro

Foto: Reprodução / Ateliê 7

Sofás com cores neutras ficam bem com qualquer modelo de mantas, mas tente utilizar cores contrastantes, misturando cores claras e escuras. A combinação clássica do preto e do branco ou de tons próximos, como o cinza chumbo e o gelo, por exemplo, é ótima para dar esse efeito.

10. A combinação é feita em detalhes

Foto: Reprodução / Liliana Zenaro

Para escolher a manta ideal é preciso verificar a cor que dê destaque para seu sofá, mas que também harmonize com o restante da ambientação. Nesta sala, o sofá cinza ganhou um pouco mais de cor com a manta coral e ainda combinou com uma das almofadas.

11. Escolha a manta de acordo com a estação do ano

Foto: Reprodução / Quitete & Faria

De acordo com Thiago, a escolha do tipo de material da manta depende muito da época do ano. Materiais como a lã e a pele, que esquentam mais, são mais adequados para o inverno e transmitem uma sensação de conforto ainda maior.

12. O toque artesanal do crochê e do tricô

Foto: Reprodução / Solo Design Studio

As texturas podem aparecer nas mantas não apenas como uma sensação de toque, mas realmente como um relevo, a exemplo das mantas de crochê ou tricô. Nesses casos, Thiago indica optar sempre por materiais mais macios, para evitar desconforto ao utilizar.

13. Misture cores

Foto: Reprodução / Manoela Lustosa da Silva

Se você tem um conjunto de sofás pequenos como este, pode optar também por usar mantas do mesmo material, mas com cores diferentes em cada um deles. Aqui, as cores combinam também com a cortina e com o tapete. A composição do conjunto é a mesma, só muda a cor.

14. Moderno e discreto

Foto: Reprodução / Debora Aguiar Arquitetos

Se você gosta de um visual mais moderno, coloque a manta no braço ou apenas dobrado em uma parte do sofá. Nesta sala, o sofá também tem um design mais moderno e as mantas ficaram lindas no descanso dos pés.

15. Uma sala mais organizada

Foto: Reprodução / Patricia Covolo

Se você gosta de um ar mais organizado, dobre as mantas mais certinhas e retas. Segundo Thiago, é possível dobrar uma manta maior para usar como faixa reta sobre uma região parcial do móvel, normalmente de 1/3 a 1/5 da largura do sofá.

16. Deixe sua poltrona mais confortável

Foto: Reprodução / Clarisse Reade

As mantas também ficam lindas em poltronas e deixam sua casa com aquele clima de casinha de campo. Tons terrosos e pastéis combinam muito bem com mantas mais avermelhadas, dando um toque de cor ao ambiente. A combinação de cores e a estampa étnica das almofadas fazem lembrar o estilo afro.

17. Sala monocromática

Foto: Reprodução / Fernanda Pessoa de Queiroz

Se você gosta de um ambiente mais neutro, sem muita variação de cores, dê preferência para mantas da mesma cor do sofá. Se quiser dar um pouco mais de destaque, escolha uma manta com um tom um pouquinho mais claro ou mais escuro que o estofado.

18. A textura é um ponto importante

Foto: Reprodução / AMBIDESTRO

Uma mantinha bem macia faz toda a diferença para o conforto do ambiente. Fique atento em relação a sensação do toque das mantas que escolher: há tecidos mais ásperos e outros bem mais macios.

19. No meio do sofá

Foto: Reprodução / Quitete & Faria

Colocar a manta no meio do sofá também é uma ótima opção e deixa o estofado mais simétrico. Complemente a decoração com almofadas iguais em cada lado do sofá e uma menor no meio junto com a manta.

20. O charme das franjas

Foto: Reprodução / Flávia Gerab Tayar

As franjinhas deixam a manta ainda mais charmosa. Que tal essa manta com franjas marcantes na cor bege, para dar um toque a mais na sua poltrona branquinha? Note que o detalhe de cor da manta também combina com o papel de parede e a madeira escura da sala.

21. Combine o tecido das almofadas com a manta

Foto: Reprodução / Quitete & Faria

Nessas lindas e confortáveis cadeiras longas foi aplicada a combinação de almofadas e mantas felpudas. O tecido felpudo é muito atrativo e aumenta a sensação de aconchego. Nos dias mais frios, então, você não vai querer mais levantar do sofá.

22. Crochê nunca sai de moda

Foto: Reprodução / Anna Paula Moraes

Apesar de nos fazer lembrar da época das nossas avós, o crochê nunca perdeu espaço nos dias atuais. Os modelos de manta feitos em crochê estão super em alta e são indicados para qualquer decoração e cor de sofá. E você ainda pode compor com esses banquinhos, também feitos de crochê, que estão super na moda. Caso você domine essa arte manual, invista também em almofadas!

23. Um cantinho romântico

Foto: Reprodução / Luis Fabio Rezende de Araujo

Para os ambientes com uma decoração mais romântica, as mantas de tecido fino combinam muito bem. Elas são mais leves e maleáveis e por isso, podem ser deixadas mais soltinhas no sofá. Uma boa opção de tecido para esse caso é a seda.

24. A beleza da estampa indiana

Foto: Reprodução / Escala Arquitetura

A estampa indiana também faz muito sucesso atualmente. Se você gosta de uma decoração com um estilo mais oriental, aposte também nas mantas com esse tipo de estampa. Nesta sala, ela foi usada no puff em frente ao sofá, combinando com as cores das almofadas.

25. Tons de azul combinam com diversas cores

Foto: Reprodução / Pereira Reade Arquitetos

A cor azul é muito democrática e combina com diversas outras cores, então, pode ser uma ótima escolha para a cor da manta, principalmente se o seu sofá for clarinho. Aqui, a manta azul marinho fez uma linda combinação com almofadas vermelhas e com outras de estampa étnica.

26. Mantas ficam lindas em ambientes com móveis de madeira

Foto: Reprodução / Liliana Zenaro

Móveis e outros itens de madeira dão um toque mais rústico para a decoração. A combinação da madeira com lareira e uma linda mantinha no sofá vai deixar a sua casa com a cara de um chalé aconchegante.

27. Você também pode usar a manta para cobrir o encosto do sofá

Foto: Reprodução / SA Engenharia e Arquitetura

Apesar de menos comum, também se pode usar as mantas apenas no encosto do sofá. Thiago diz que, em alguns casos, também é possível revestir todo o sofá com uma manta. “Mas só funciona se a manta for bem grande, utilizada de forma bem jogada e ainda com almofadas por cima, ressalta.

28. Sofás grandes são perfeitos para serem decorados com manta

Foto: Reprodução / Triplex Arquitetura

Sofás grandes são muito difíceis de cobrir, mas não é por isso que você não pode usar uma mantinha para decorar e dar um charme a mais para seu espaço de relaxamento.

29. Mantas na diagonal

Foto: Reprodução / Cerejeira Agência de Arquitetura

Outra forma muito elegante de posicionar a manta no sofá é na diagonal, cobrindo parcialmente o móvel e formando uma ponta na base. Se a manta tiver franjas, a composição fica ainda mais bonita. Esta tem franjas douradas que combinaram perfeitamente com os móveis de madeira e até com o piso.

30. O recamier fica ainda mais lindo com uma manta

Foto: Reprodução / Debora Aguiar Arquitetos

O recamier, também conhecido como divã, já é um móvel sofisticado e confortável. Se você decorá-lo com uma manta, ele fica ainda mais delicado e envolvente. As mantas de tricô são uma ótima aposta!

31. Cinema em casa

Foto: Reprodução / In House

Se você tem salas como esta, que mais parecem um cantinho exclusivo para assistir filmes, deixe uma manta no sofá para receber seus convidados. As mantas são ótimas para nos cobrir na hora de um bom filminho com pipoca.

32. Mantas de pele são as queridinhas do inverno

Foto: Reprodução / Karla Amaral

Nos dias frios, não tem nada melhor do que tomar aquele chocolate quente – e, melhor ainda, se estiver enrolado em uma manta bem quentinha. Nesta sala, a manta de pele aquece e dá vida ao sofá. Dê preferência para cores quentes.

33. Diferentes tipos de manta em um mesmo ambiente

Foto: Reprodução / TRiART Arquitetura

Muitas vezes, é possível utilizar uma composição de mantas de tamanhos, cores e texturas diversas, em diferentes estofados da mesma sala. O resultado dá um belo efeito decorativo.

34. Estampa preta e branca sempre funcionam

Foto: Reprodução / Érica Salguero

As mantas estampadas dão um ar mais jovem e descolado para o ambiente. As estampas em preto e branco são mais versáteis, pois combinam com qualquer outra cor que você queira usar no cômodo. A combinação com o vinho ficou incrível.

35. Traga a natureza para a sua casa

Foto: Reprodução / Fábio Morozini

Esta sala tem vários elementos da natureza na decoração: as plantas, o quadro de borboleta e o par de chifres do alce. Aproveitando o contexto, nada melhor do que colocar uma manta de pele sintética no sofá para complementar essa ideia.

36. Linda composição no puff redondo

Foto: Reprodução / Vive Studio

A revista sobre a manta no puff redondo deixou o ambiente mais autêntico e criativo. A paleta de cores suaves aliada aos pequenos vasinhos de planta transmitem uma sensação de paz.

37. Quando a cadeira de descanso não é estofada

Foto: Reprodução / Raduan Arquitetura

Neste exemplo, a cadeira longa não é estofada e sim de acrílico transparente. Esses modelos têm sido muito procurados e se você optar por ter um desses na sua casa, pode deixá-la mais confortável usando uma manta e uma almofada.

38. Uma ideia bastante original

Foto: Reprodução / Fernanda Marques

Se você gosta de fugir do óbvio e de adotar ideias mais ousadas, que tal colocar a manta em um lugar menos provável? Você pode optar por usá-la em um objeto decorativo próximo ao sofá, fica bonito e autêntico.

39. Diversidade de texturas

Foto: Reprodução / Quitete & Faria

Quanto às texturas, nada melhor do que escolher tecidos felpudos, como lã e outras fibras naturais. Você não precisa se preocupar em usá-las somente no inverno, pois elas são agradáveis para qualquer época do ano, só tome cuidado em dias extremamente quentes.

Mais imagens de sofás decorados com mantas para dar um toque especial na sua sala

Confira mais opções para te inspirar:

40. As mantas combinam com todos os estilos de decoração

Foto: Reprodução / Manoela Lustosa da Silva

41. Sofás com descanso para os pés ficam lindos com mantas

Foto: Reprodução / Marília Veiga

42. Mantas com tecidos mais grossos combinam com poltronas relaxantes

Foto: Reprodução / Debora Aguiar Arquitetos

43. O cinza é muito versátil: brinque com diferentes tons na manta e nas almofadas

Foto: Reprodução / Escala Arquitetura

44. Nesta sala ampla e clean, a manta de pele sintética foi usada em apenas uma das poltronas

45. Tons neutros para mantas e sofás é a combinação mais usadas

Foto: Reprodução / Triplex Arquitetura

46. Nesse sofá que cabe a família inteira, as mantas ajudam a preencher os espaços vazios

47. Um belíssimo conjunto de chaise longues com mantas marrons

Foto: Reprodução / Roberto Migotto

48. Mantas muito grandes e mais volumosas ficam melhores dobradas e posicionadas no canto do sofá

Foto: Reprodução / Debora Aguiar Arquitetos

49. Um toque indígena: linda e delicada manta com detalhes trançados

50. Preto e branco é sempre uma excelente combinação

Foto: Reprodução / Luciana Latorre

51. Dê um toque especial para as salas com home theater: use mantas com franja

Foto: Reprodução / Debora Aguiar Arquitetos

52. Esta manta coral ficou linda com almofadas floridas

Foto: Reprodução / Cerejeira Agência de Arquitetura

53. Deixe sua sala mais intimista e aconchegante com diferentes tipos de manta

Foto: Reprodução / DT Estudio

54. Mantas na cor gelo ficam lindas em sofás brancos e combinam com ambientes arborizados

Foto: Reprodução / Debora Aguiar Arquitetos

55. Poltrona quase toda coberta por uma manta simples e delicada

Foto: Reprodução / Cristina Barbara

56. Esse conjuntinho de poltronas ficou ainda mais charmoso com a composição da manta com a almofada em cores contrastantes

Foto: Reprodução / Quitete & Faria

57. Mais uma opção de manta de pele em tons terrosos

Foto: Reprodução / Fábio Morozini

58. Se o sofá for escuro e mesmo assim você optar por uma manta preta, aposte em almofadas coloridas

Foto: Reprodução / LO Interiores

59. As mantas marrons são as preferidas para ambientes mais rústicos

Foto: Reprodução / Clarice Semerene

60. A microfibra é um dos materiais mais cotados para as mantas

Foto: Reprodução / Erick Figueira de Mello

61. Mais um cantinho com cara de chalé aconchegante

Foto: Reprodução / Debora Aguiar Arquitetos

62. Sofá branco contrastando com manta e almofadas escuras

Foto: Reprodução / Maurício Karam

63. A manta deixa a sala de estar ainda mais acolhedora

Foto: Reprodução / Paola Ribeiro

64. A manta pode ser o acessório que faltava para dar um toque de cor para seu ambiente

Foto: Reprodução / Quitete & Faria

65. As chaise longues ficam ainda mais confortáveis quando decoradas com mantas e almofadas

Foto: Reprodução / GF Projetos

66. Mais um cantinho aconchegante com manta felpuda

Foto: Reprodução / Maurício Karam

67. Outra opção de combinação rústica: manta de pele e móveis de bambu

Foto: Reprodução / Deborah Roig

68. Mantas com estampa de formas geométricas dão um ar mais moderno para a sala

Foto: Reprodução / Carolina Bernardi

É sempre bom dar aquela renovada na decoração de forma simples e prática e, para isso, as mantas de sofá são uma ótima solução. Agora que você já sabe a forma certinha de usar e as melhores combinações para a sua casa, dê esse toque de charme para sua sala!

O post Ressignifique o espaço com a vibrante cor ocre apareceu primeiro em Tua Casa.

Ressignifique o espaço com a vibrante cor ocre Publicado primeiro em https://www.tuacasa.com.br/

Diversas espécies de alamanda para colorir o seu jardim

O sapatinho-de-judia é uma planta nativa da Índia que vai conquistar seu coração. Com flores exuberantes que não passam despercebidas, a espécie é perfeita para compor áreas externas e jardins, garantindo uma decoração alegre e cheia de vida. A seguir, saiba como cultivá-la em casa!

Índice do conteúdo:

O que é o sapatinho-de-judia

O sapatinho-de-judia, ou Thunbergia mysorensis, é uma planta trepadeira conhecida por suas flores exóticas e pendentes. Segundo a jardinista Flávia Kremer, “a espécie é fácil de cultivar e possui grande valor ornamental”. Na natureza, é possível encontrá-la com um mix de cores, entre o amarelo, laranja e marrom.

Já na decoração, o charme da plantinha está no crescimento pendente que pode agradar diferentes estilos. A flor fica linda em muros, cercas-vivas e pergolados. Além disso, o cultivo em vaso também traz um ar de delicadeza aos ambientes.

Por que o nome ‘sapatinho-de-judia’?

Segundo a jardinista, “o sapatinho-de-judia recebe este nome devido ao formato de suas flores, que parecem um pequeno sapato feminino”. O tom verde-escuro das folhas também colabora para gerar o efeito visual.

Sapatinho-de-judia é uma planta venenosa?

Apesar de trazer cor e muita alegria para os ambientes, a espécie é considerada tóxica, então é preciso tomar alguns cuidados durante o cultivo. Segundo a especialista, “a planta não deve ser mantida perto de crianças e animais de estimação”.

Sapatinho-de-judia x trepadeira jade

O sapatinho-de-judia e a trepadeira jade são muito semelhantes quanto à aparência das flores, no entanto, se tratam de espécies diferentes. Enquanto o sapatinho-de-judia pertence à família Acanthaceae e nativa da Índia, a jade é da família Fabaceae e originária das Filipinas.

Como cuidar do sapatinho-de-judia

O sapatinho-de-judia é uma trepadeira de porte médio e crescimento rápido, que pode atingir até 6 m de altura. No entanto, é preciso ter atenção ao cultivo para obter sucesso. A seguir, confira dicas valiosas da jardinista:

1. Irrigação

Segundo a especialista, as regas devem ser moderadas, “feita apenas quando o substrato estiver seco. Por isso, a dica é sempre observar a planta”. A espécie também não aprecia solo muito úmido.

2. Adubação

O adubo é um componente essencial para a planta, pois garante os nutrientes adequados para uma floração duradoura e vigorosa. Kremer recomenda o uso do adubo industrializado NPK 4.14.8, específico para espécies com flores.

3. Luminosidade

Assim como a maioria das trepadeiras, o sapatinho-de-judia aprecia locais com boa luminosidade e sol pleno. Conforme a especialista, ela também pode ser cultivada a meia sombra. Para este tipo de ambiente, a plantinha deve receber no mínimo de 4 a 6 horas de sol por dia.

4. Solo ideal

“A trepadeira aprecia um solo fértil e rico em matéria orgânica”, inicia. Para isso, Kremer indica um substrato bem drenável, pois a planta não tolera o encharcamento das raízes. Para o cultivo em vaso, a dica é usar manta bidim, cacos de telhas ou pedriscos.

5. Podas

Essa planta não precisa de podas, mas muitas pessoas fazem para incentivar seu crescimento. Segundo manta bidim, “a poda pode ser feita uma vez por ano, logo após a floração”. A jardinista ressalta que é preciso usar equipamentos limpos e esterilizados, para evitar a presença de doenças e pragas.

6. Mudas

A espécie se multiplica por estaquia, ou seja, uma técnica que utiliza os galhos da planta. Para ter sucesso neste tipo de cultivo, os galhos precisam ser plantados em um substrato drenável e rico em matéria orgânica.

7. Floração

Segundo Kremer, a floração acontece nas estações da primavera e verão, e pode se estender até o outono. É neste período que a plantinha apresenta folhas mais verdes, rápido crescimento e flores vistosas. Além disso, a espécie atrai insetos e aves nessa época, como os beija-flores.

8. Crescimento da planta

Para garantir que a sua trepadeira se desenvolva com saúde e tenha flores lindas, Kremer ressalta que “a flor precisa ser cultivada em locais de boa luminosidade, estar em um solo rico em nutrientes e receber adubo de qualidade pelo menos 4 vezes por ano”.

Por fim, o sapatinho-de-judia aprecia locais mais quentes, então, tenha um pouquinho de paciência com a planta se você morar em uma região mais fria. Nestes casos, a dica é garantir boa luminosidade e caprichar na adubação durante o ano todo.

Saiba mais sobre a sapatinho-de-judia

Além de todas as dicas anteriores, você também pode conferir mais informações sobre o sapatinho-de-judia nos vídeos abaixo. A seleção traz dicas práticas sobre cultivo e produção de mudas, assim como curiosidades:

Mais dicas de cultivo do sapatinho-de-judia

Neste vídeo, a jardinista Flávia Kremer traz outras orientações para ter sucesso no cultivo da planta. Aqui, você conhece um pouco mais sobre o ciclo de vida da espécie, curiosidades e dicas sobre adubação e irrigação. A especialista também ensina a fazer mudas para garantir a propagação da flor de uma forma prática.

Passo a passo para fazer mudas da trepadeira

A estaquia é a forma mais prática para fazer mudas e nesse vídeo você aprende o passo a passo desta técnica. O vídeo ensina a escolher os galhos e ainda compartilha ideais para o plantio, mostrando qual o substrato perfeito para gerar novas mudas. Esse vídeo é interessante, principalmente se você quer deixar o seu jardim ainda mais florido.

Mais curiosidades sobre a espécie

Sabia que a planta pode produzir cachos de flores com mais de 1 m de comprimento? Aqui, você acompanha essa e outras curiosidades que tornam a trepadeira tão interessante e ornamental. O conteúdo também traz dicas para usar a plantinha na decoração de um jeito alegre e sofisticado.

Agora ficou fácil cultivar o sapatinho-de-judia, não é? Agora acompanhe o próximo tópico e se inspire em ideias de decoração que utilizam todo o charme da planta para embelezar o espaço.

10 fotos que aproveitaram o charme do sapatinho-de-judia na decoração

Por fim, para comprovar a potência do sapatinho-de-judia, confira inspirações para usar a flor na decoração. Ela fica linda em pergolados, cercas-vivas e jardineiras:

1. O formato das flores do sapatinho-de-judia encanta

2. A trepadeira possui cores vivas e intensas que trazem charme aos ambientes

3. A planta é perfeita para áreas externas

4. E com seu grande valor ornamental

5. Fica fácil criar um cantinho alegre e descontraído em casa

6. Na decoração, a flor garante um arranjo moderno e delicado

7. Rouba a cena se cultivada em pergolados

8. Por ser pendente, também dá um efeito lindo em muros e janelas

9. Se preferir, você também pode cultivá-la em vasos

10. Sem dúvida, a sua casa ficará muito mais alegre com a presença dessa linda trepadeira

Se apaixonou, não é? O sapatinho-de-judia vai trazer um visual alegre e cheio de vida para a sua casa. Para deixar o seu cantinho ainda mais colorido, aposte no cultivo dos gerânios, afinal, a espécie floresce o ano todo!

O post Diversas espécies de alamanda para colorir o seu jardim apareceu primeiro em Tua Casa.

Diversas espécies de alamanda para colorir o seu jardim Publicado primeiro em https://www.tuacasa.com.br/

Saiba como criar ambientes aconchegantes com o lustre rústico

Uma sala estilo industrial se torna o grande destaque do ambiente, pois oferece um design marcante ao cômodo mais frequentado da casa. E não pense que o seu espaço ficará com aspecto frio e desconfortável – combinar elementos certeiros transforma a rusticidade do industrial em um ambiente bastante aconchegante e promissor para sala de estar. Quer saber como? Confira a matéria!

Índice do conteúdo:

Conheça o estilo industrial

O estilo industrial surgiu no século passado em Nova York, quando edifícios que antes abrigavam grandes industrias, passaram a servir como moradia. E o que antes era motivo para ser escondido na decoração de interiores, com o estilo industrial passou a ser valorizado: estrutura aparente, cômodos integrados, piso e teto rústicos, entre outros elementos que você conhecerá a seguir.

7 dicas para montar uma sala estilo industrial carregada de personalidade

Os elementos a seguir são uma verdadeira marca registrada no estilo industrial, e que podem ser colocados com ou sem moderação no projeto decorativo de sua sala. Confira!

O irresistível tijolinho

Seja pintado da sua cor preferida, em sua forma natural ou revestimentos que imitam esta estética, o tijolinho aparente é um dos elementos mais ilustres do estilo industrial. Em muitos casos, ele por si só já denuncia a identidade do ambiente, sem precisar de reforços.

A beleza rudimentar do cimento queimado

Houve uma época no Brasil em que muitas casas utilizavam o cimento queimado tingido de vermelho como revestimento principal da casa, principalmente em lares simples ou imóveis próximos ao campo. Atualmente, a versão crua do cimento tem se tornado cada vez mais tendência, porém exige uma manutenção mais delicada para a sua durabilidade ser garantida. A técnica pode ser usada também na pintura de paredes ou do teto.

O charme dos eletrodutos e trilhos

Uma boa iluminação é primordial para salas de qualquer estilo, mas no industrial, manter trilhos aparentes e eletrodutos expostos é um diferencial. Encanamentos expostos e outras estruturas de ferro também garantem o charme rudimentar que o design proporciona.

O casamento perfeito entre a madeira e o metal

Misturar texturas e elementos é uma característica marcante no estilo industrial, e a madeira e o metal adicionados na decoração torna tudo ainda mais estiloso: se de um lado você tem a frieza de uma armação de ferro para estruturar um vidro, do outro há a presença da madeira para deixar a sala mais aconchegante.

Abuse nos tons de cinza!

Nem todo mundo curte a ideia de adotar o cimento queimado na decoração, justamente por sua manutenção não ser das mais fáceis. Mas este elemento pode ser muito bem substituído pela presença do cinza na cartela de cores: pode ser em um porcelanato que imita o cimento queimado, uma parede de tom sóbrio e acolhedor, ou até mesmo no tecido de um sofá aconchegante.

A sofisticação do couro

O couro é o responsável por adicionar um certo requinte à decoração industrial, além do indispensável conforto, é claro. Ele pode se fazer presente em uma poltrona, em um assento de banqueta, ou até mesmo no sofá – a atração principal da sala.

Adicionando cores e texturas

Se você gosta de ousar, não tenha medo de adicionar uma cor em uma das paredes, ou como destaque no sofá – as cores são muito bem vindas no estilo industrial. Mas se sua preferência é pegar leve, coloque este toque de alegria adicionando quadros com cores quentes, plantas (sejam elas naturais ou não), almofadas e mantas.

O estilo industrial possui inúmeras características, mas não é necessário incluir todas elas em seu projeto de uma vez só. Você pode adicionar somente nuances desta estética, criar contrapontos entre o industrial, o moderno ou contemporâneo, ou se jogar de cabeça no estilo sem medo: todas as escolhas serão mais que perfeitas.

40 fotos de sala estilo industrial cheias de personalidade

As imagens a seguir mostram que não importa o tamanho do cômodo: uma sala estilo industrial é possível de ser criada em qualquer tipo de imóvel:

1. Espia só essas vigas aparentes no teto da sala

2. O eletroduto aparente ficou ainda mais destacado na parede de tijolinhos

3. E falando em tijolinhos… esta aqui ficou um espetáculo, não acha?

4. A estante de madeira com metais pretos foi um tiro certeiro

5. As cores presentes nos quadros fizeram a diferença

6. Que tal aproveitar os trilhos para emaranhar os pendentes na sala de jantar?

7. Neste estúdio, a madeira é a estrela do ambiente

8. O cimento marcou presença nas paredes e teto neste projeto

9. Aqueça o ambiente com quadros marcantes e texturas aconchegantes

10. O teto desta sala jamais passará batido

11. Misturar o industrial com outros estilos oferece um resultado incrível

12. A parede de cimento queimado com um toque de modernidade utilizando arte

13. Com couro, metal e madeira não tem como errar

14. Os spots sobrepostos é uma opção a mais de iluminação direta

15. Note como as cores podem marcar presença sem timidez no estilo industrial

16. Aqui o painel amarelo deu o ar da graça na sala

17. É possível criar um ambiente industrial clean, sabia?

18. Mas se você quiser criar aquele aspecto caverninha, tá liberado também

19. O teto de madeira deu um contraste incrível na sala toda cinza

20. Aliás, a madeira é responsável por criar este contraponto perfeito

21. Para uma sala toda em cimento, o tapete garante o conforto

22. A iluminação natural revela a sofisticação do projeto

23. Em um ambiente integrado, a delimitação dos cômodos ficou por conta dos pisos

24. Quadros grandes no chão marcam presença no estilo industrial

25. Na verdade, quadros de todos os tamanhos sem bem-vindos

26. Na década de 1970, todos os imóveis industrial tinham o pé direito alto

27. E com o passar dos anos, isso foi se adequando a nossa realidade atual

28. Por isso que muitos projetos industriais não possuem sanca

29. O estilo industrial pode se fazer presente em pequenos studios

30. Em apartamentos compactos

31. E também em salas bem espaçosas

32. A estética da sala industrial pode ter uma atmosfera mais sóbria

33. Ou mais divertidas, com a adição de elementos decorativos descontraídos

34. Como não se apaixonar por esse azul escuro?

35. O que não falta nessa sala é conforto

36. As banquetas podem servir de apoio para bebidas ou assentos adicionais

37. Reforçando o quão lindo fica combinar a madeira com cimento

38. Ninguém resiste a uma vista dessas

39. Perceba como tudo muda com uma simples porta vermelha

40. Você pode explorar elementos em uma sala estilo industrial

Aproveite as inspirações acima para projetar a decoração de sua tão sonhada sala estilo industrial – tenha certeza que o resultado será estiloso na medida.

Vídeos que vão te dar uma mãozinha na hora de criar a sua sala industrial

Tome nota das dicas e inspirações em vídeos a seguir – elas foram ofertadas por quem entende do assunto de olhos fechados:

13 dicas de decoração industrial

Neste vídeo, as dicas dada pelo profissional valem não só para a sala, mas para todos os cômodos da casa, e podem ser adotados em projetos dos mais variados orçamentos.

Como decorar a sala de estar no estilo industrial

Tome nota das mais variadas dicas para criar uma sala com estilo industrial: paleta de cores, revestimentos, mobiliário, entre outros adicionais.

Tour pela sala de jantar industrial

A sala de jantar do Edu foi toda projetada no estilo industrial, e aqui ele te conta todo o passo a passo da execução desta reforma.

Agora que você já está por dentro de tudo que se refere a este design, é hora de colocar a mão na massa para o seu projeto ser realizado. Aproveite para se inspirar também em decorações de cozinhas estilo industrial – assim a sua reforma ficará ainda mais completa.

O post Saiba como criar ambientes aconchegantes com o lustre rústico apareceu primeiro em Tua Casa.

Saiba como criar ambientes aconchegantes com o lustre rústico Publicado primeiro em https://www.tuacasa.com.br/

Dicas para transformar a casa pequena em um verdadeiro palácio

A decoração de casa pequena precisa ser muito bem planejada para oferecer conforto e praticidade. Há muitas possibilidades que valorizam e otimizam os espaços sem abrir mão da personalidade de seus moradores. No decorrer da matéria, a arquiteta Giovanna Velludo mostra quais são as principais táticas adotadas para garantir o melhor aproveitamento de ambientes pequenos.

Índice do conteúdo:

Como decorar uma casa pequena

Se você está pensando em investir em uma construção, vale pensar na decoração desde a planta da casa pequena. Assim, será possível otimizar os espaços sem grandes dificuldades. No entanto, se você já mora em um lar pequeno, alguns truques e macetes podem te ajudar a organizar o ambiente. Abaixo, confira os pontos elencados pela arquiteta.

Criando espaços

Morar em uma casa pequena não significa ter que abrir mão de determinadas coisas, mas, sim, ter onde guardá-las. Para isso, é importante criar espaços de armazenamento. “Atualmente, existem diversas mobílias multifunções fundamentais em uma casa pequena, por exemplo, o baú acoplado em um banco no canto alemão, na cama box ou no sofá. Armários superiores também são bem-vindos”, sugere a arquiteta.

Aproveitando as medidas

Investir em móveis planejados é a solução perfeita para aproveitar o espaço reduzido de forma inteligente, contudo, nem sempre, esse tipo de projeto está dentro do orçamento. Segundo Giovana, quando for escolher os móveis modulares para a sua casa pequena, é importante ter uma trena em mãos e as medidas do espaço”. Assim, você evita comprar um produto que atrapalhe a circulação.

Usando os espelhos ao seu favor

É comum os profissionais falarem em integração dos ambientes e o uso do mesmo piso para criar a sensação de amplitude. No entanto, há outros recursos que oferecem resultados semelhantes sem precisar de grandes reformas. Em uma casa pequena e moderna, os “espelhos dão a impressão de espaço maior, principalmente quando instalados em lugares estratégicos, como em frente às portas e janelas, pois possuem visão para fora e valorizam a luz natural”.

Aplicando tinta de forma estratégica

Pode não parecer, mas a pintura faz milagres em uma decoração. A dica padrão sempre foi adotar cores claras em ambientes pequenos, pois ampliam o espaço e valorizam a luz natural. No entanto, a setorização tornou-se a bola da vez para um design criativo. Segundo Giovanna, “a ilusão de ótica pode ser usada pintando uma parede e uma parte do teto da mesma cor – essa técnica oferece a sensação de um ambiente mais largo e mais profundo. Você também pode deixar todas as paredes e teto da mesma cor para parecer que o ambiente está mais ampliado”.

Adotando móveis inteligentes

Além da mobília multifuncional, os móveis retráteis são ótimos recursos para ambientes pequenos. Com eles, é fácil mudar o layout da decoração e acomodar mais funções ao espaço, informa a arquiteta. Você encontrará mesa de jantar, cama, sofá, escrivaninha, entre outras opções inteligentes para comprar.

Na integração entre ambientes, harmonize a decoração dos cômodos. Para isso, utilize cores que ornem entre si e texturas que se completem, assim, o visual não ficará sobrecarregado. “Se nessa missão está incluído trocar o piso, opte por peças grandes e deixe o recorte em áreas que ficarão escondidas com móveis em cima. Isso também colabora para a sensação de amplitude”, finaliza Giovanna.

Como organizar uma casa pequena

Seja grande ou pequena, uma casa bem organizada garante uma atmosfera mais leve e aconchegante. Entretanto, quando a metragem é reduzida, a organização é ainda mais importante. Colocar cada item em seu devido lugar evita a poluição visual e a sensação de aperto. A arquiteta lista alguns macetes para deixar o dia a dia mais prático:

  • Em baús e armários altos, guarde tudo o que não é usado com frequência.
  • En um guarda-roupas, vale fazer rodízio de peças sazonais, por exemplo, armazenar casacos pesados em uma mala ou baú durante o verão.
  • Tenha o essencial e evite excessos. Menos é mais em uma casa pequena.
  • Utilize ao máximo as paredes para verticalizar a decoração com quadros, prateleiras, nichos, estantes etc.
  • Dentro de gavetas ou armários, utilize organizadores para setorizar seus objetos pessoais.
  • Na dúvida, pinte as paredes com cores claras para refletir mais a iluminação externa.
  • Móveis sob medida são a melhor solução para aproveitar cada espaço, caso o imóvel seja próprio e o orçamento permita.
  • Tenha um espaço para guardar vassouras, rodo, escada, aspirador de pó e tábua de passar roupa. São objetos que não ficam bonitos em exposição.
  • Procure ter eletrodomésticos que sejam condizentes com o seu formato familiar e atendam com precisão a sua rotina. Não é necessário ter uma máquina de lavar imensa de 20 kg para apenas duas pessoas, por exemplo.

Para tais estratégias funcionarem, é importante adotar hábitos no dia a dia, como evitar espalhar os pertences pela casa, além de deixar objetos de uso constante em lugares com acesso facilitado. Assim, a organização se torna algo intuitivo.

40 fotos de casa pequena que vão inspirar o seu projeto

Confira projetos arquitetônicos versáteis de casas pequenas com diferentes configurações e ambientes. Você perceberá que é possível criar todos os tipos de decorações mesmo em metragens compactas.

1. A integração é uma marca registrada em casas pequenas

2. Pois é a melhor forma de garantir mais espaço

3. E conquistar a sensação de amplitude

4. Valorizar a luz natural do ambiente também é uma ótima solução

5. Então, quanto mais portas e janelas de vidro, melhor

6. Uma cartela de cores claras valoriza ainda mais a iluminação

7. A setorização de ambientes pode ser feita com a mobília

8. Assim, os cômodos ficam visíveis, mas sem paredes

9. Para dar personalidade ao espaço, verticalize a decoração

10. E aproveite cada cantinho da melhor maneira possível

11. Ao escolher os móveis, tenha em mãos todas as medidas

12. Assim, tudo se encaixará perfeitamente ao ambiente

13. Pisos que criam uma continuidade dão amplitude à sala

14. O piso laminado cumpre bem essa função

15. Tons marcantes são cheios de personalidade

16. Eles ajudam a criar uma identidade para o espaço

17. Detalhes em tons quentes garantem o aconchego

18. A área externa precisa ser bem aproveitada

19. E a fachada pode fugir da monotonia

20. Com o pé direito alto, este estúdio ganhou um mezanino

21. E este sobrado ficou com uma carinha de loft

22. Uma área externa pode ganhar um lindo espaço de lazer

23. Ou um paisagismo sob medida

24. A porta de vidro valoriza uma estética clean

25. Veja como a cor moderniza o ambiente

26. Que tal investir em um pequeno jardim?

27. E não esqueça da iluminação artificial

28. A área de serviço pode ser anexada à cozinha

29. Este projeto valorizou muito o espaço disponível

30. Neste, o exterior e o interior se fundem

31. Com jeitinho, cabe até uma rede no corredor de fora

32. E as plantinhas dão um toque especial à fachada

33. Este toque também pode ser visto na ousadia das cores

34. Mesmo que o interior seja trabalhado na sobriedade

35. Perceba como o branco das paredes oferece uma sutil amplitude

36. A beliche traz funcionalidade e praticidade para espaço

37. Não esqueça de preservar o espaço de circulação

38. Se necessário, dê multifunções para um cômodo específico

39. Os quadros são perfeitos para decorar ambientes pequenos

40. A marcenaria planejada deixa tudo mais aconchegante

Uma casa pequena não limita a decoração. É possível adicionar conforto, praticidade e personalidade ao projeto. Sendo assim, utilize, cada centímetro do ambiente ao seu favor.

Mais informações sobre casa pequena em vídeos

Manter uma casa bem organizada e decorada se torna ainda mais fácil com dicas de quem entende do assunto. Nos vídeos abaixo, além de conferir soluções práticas, você acompanhará uma tour completa por uma residência pequena e cheia de estilo.

10 ideias práticas para organizar casa pequena

Nesse vídeo, a personal organizer Rafaela Oliveira oferece dicas preciosas para manter a funcionalidade e a ordem de uma casa pequena. Confira sugestões de itens específicos na decoração do espaço até e hábitos que podem ser repensados.

Tour pela casa de 70 m²

Meiri Coracini faz uma tour pela sua casa de 70 m². A vlogueira dá várias dicas de decoração para valorizar cada ambiente. Confira ideias geniais que deixaram o espaço personalizado e aconchegante.

Soluções para casas e apartamentos pequenos

Anote 14 dicas apresentadas por Karla Amadori que vão revolucionar a decoração e organização de sua casa pequena. Todas elas dispensam grandes reformas e solucionam qualquer problema de espaço reduzido com uma marcenaria inteligente. Uma boa forma de se inspirar antes de criar o seu próprio projeto.

Com ambientes integrados ou não, uma casa pequena oferece a mesma comodidade e praticidade que qualquer outra construção de maiores proporções. Use a criatividade para deixar o seu lar do jeitinho que você sempre sonhou.

O post Dicas para transformar a casa pequena em um verdadeiro palácio apareceu primeiro em Tua Casa.

Dicas para transformar a casa pequena em um verdadeiro palácio Publicado primeiro em https://www.tuacasa.com.br/

Dicas práticas para cultivar a tuia-holandesa ou pinheirinho de Natal

Natal é época de muito amor, isso já sabemos. Mas que tal colocar uma pitada a mais de carinho com suas próprias mãos? Uma boa maneira de fazer isso é escolhendo uma decoração única para essa data especial. Além da árvore e das guirlandas, invista também em um presépio! Confira aqui dicas e inspirações incríveis para a sua decoração natalina:

Índice do conteúdo:

25 fotos de presépio para celebrar o Natal

Entre tantos tipos diferentes de presépios natalinos, fica difícil escolher um só. Por isso, essa lista recheada de fotos vai te ajudar a se inspirar na hora de comprar ou até mesmo fazer sua decoração de Natal, confira!

1. Um presépio é um símbolo religioso do Natal

2. Você pode optar por uma representação minimalista

3. Ou montar um cenário completo do Nascimento de Jesus

4. Peças já montadas podem ser uma ótima opção para o jardim

5. E pra quem gosta de algo elegante, vai amar essa versão

6. Um modelo de barro é perfeito para a decoração externa

7. Se você não tem um jardim em casa, que tal esta opção criativa?

8. Para os modernos, vale inovar no visual

9. Essa opção de amigurumi é cheia de fofura

10. Opção em biscuit para quem gosta de por a mão na massa

11. E este modelo lindo todo artesanal? Apaixonante!

12. Este presépio da sagrada familia em feltro desfiado, perfeito para lugares pequenos

13. Se quiser ousar e fazer algo maior, inspire-se neste presépio!

14. Peças feitas de barro são duradouras e podem ficar o ano todo no jardim

15. Esta fofura de biscuit é perfeita para decorar o cantinho das crianças

16. Mais uma inspiração toda artesanal!

17. E se você adora peças sofisticadas, vai se apaixonar por este presépio

18. Mas também existem opções mais simples

18. Que tal inovar e fazer um terrário?

20. Esculturas rústicas trazem um toque singelo

21. Os presépios em feltro são ideais para crianças

22. Estas fofurinhas são perfeitas para presentear quem você gosta!

23. Uma arte em madeira vai impressionar

24. O presépio é capaz de deixar qualquer Natal mais incrível

25. Celebre com graça e encanto o nascimento de Jesus

Como fazer e montar um presépio estilo DIY

Aproveite a parte mais gostosa do Natal: montar sua própria decoração e deixar seu cantinho no clima de fim de ano! Além de ser mais em conta, decorações DIY levam todo o carinho e amor de quem a fez, bem no espírito natalino. Quer aprender algumas opções de presépio? Confira esses vídeos que ensinam produções maravilhosas:

Presépio de Natal simples e fácil com rolo de papel higiênico

O orçamento está curto neste fim de ano? Sem problemas! Aprenda a fazer um presépio lindo no estilo DIY com objetos que você já tem em casa: rolo de papel higiênico, revistas e sobras de tecido!

Presépio com palitinhos de picolé

Sabe qual a vantagem do Natal ser em pleno verão? Você pode usar os palitinhos de sorvete para montar um presépio lindo e muito fácil de fazer! Confira o tutorial passo a passo e complete sua decoração.

Presépio diferente em forma de terrário

Se você já passou longos anos montando sempre a mesma decoração de Natal, esse vídeo é pra você. É hora de ousar e produzir seu próprio presépio em forma de terrário! O processo requer um pouco mais de empenho e alguns materiais como pote de vidro e areia. Além de inovador, fica incrível na decoração da cozinha, quarto e até mesmo em áreas externas.

Presépio com pinhas

Quer mais uma opção diferenciada para sua decoração natalina? Te apresentamos então esse presépio fofo feito com pinhas! Para isso, será necessário encontrar pinhas pequenas e médias e materiais mais simples, como o feltro. É fácil, prático e rápido de fazer, confira o vídeo!

Depois de todas essas inspirações, é hora de colocar a mão na massa e surpreender nesse Natal. Além de investir no presépio, uma ótima opção para dar aquele brilho a mais é utilizar luzes de Natal na sua decoração!

O post Dicas práticas para cultivar a tuia-holandesa ou pinheirinho de Natal apareceu primeiro em Tua Casa.

Dicas práticas para cultivar a tuia-holandesa ou pinheirinho de Natal Publicado primeiro em https://www.tuacasa.com.br/

Mesa de Ano Novo: as tendências da decoração da virada

O bolo dourado é perfeito para quem deseja um modelo mais vistoso para decoração da mesa. Cheio de estilo e com propostas muito variadas, ele decora com elegância e muita versatilidade qualquer tipo de festa.

Índice do conteúdo:

90 fotos de bolo dourado para decorar a sua festa com um toque especial

Confira modelos incríveis de bolo dourado para usar na sua decoração, seja qual for o tema!

1. Encantador e cheio de detalhes

2. O bolo dourado impressiona pelo visual

3. Independente do tamanho

4. Ou do tipo de técnica de finalização

5. Os detalhes fazem toda a diferença

6. Seja com uma papelaria criativa

7. Ou com uma delicada finalização em frutas

8. O bolo ganha elementos conforme cada tipo de gosto

9. E fica ainda mais festivo de acordo com o item escolhido

10. As flores dão um toque especial ao bolo

11. Incluindo cores ao conjunto

12. Desde as mais suaves

13. Até as mais vibrantes

14. O tipo de flor também pode variar

15. Além das tradicionais rosas

16. Delicados lírios ajudam a dar leveza

17. E margaridas alegram e iluminam o conjunto

18. Aposte também na combinação de cores

19. Como a leve mistura do branco com o dourado

20. Ou o requinte do uso junto ao preto

21. O vermelho deixa o bolo mais elegante

22. Enquanto o rosa finaliza de forma mais graciosa

23. A pasta americana é uma das técnicas mais usadas

24. Pela riqueza de detalhes do acabamento

25. Desde modelos mais simples

26. Aos mais espetaculares

27. A cobertura em chantininho não deixa a desejar

28. Com técnicas bem diferentes

29. Como o espatulado liso

30. Ou o texturizado

31. Alguns são decorado com confeitos

32. E finalizados com a aplicação da cor

33. O resultado fica incrível

34. Perfeito para todo tipo de evento

35. Como a celebração de uma formatura

36. A alegria de uma festa infantil

37. Ou a comemoração de um novo ano

38. A criatividade é importante para um bolo customizado

39. Com detalhes personalizados

40. E técnicas bem variadas

41. Aposte em guloseimas para usar no bolo

42. Como docinhos no topo da cobertura

43. Que podem ser usados junto às flores

44. A papelaria também pode ser um elemento importante

45. Que pode ser personalizada para o aniversariante

46. Seja com a idade

47. Com o uso do nome

48. Ou combinando os dois

49. A decoração fica por conta do gosto pessoal

50. Com o uso de personagens

51. Ou de um biscuit customizado

52. Balões são uma ótima alternativa

53. Para deixar o bolo mais festivo

54. Digno de uma comemoração especial

55. Mescle tons em um mesmo andar

56. Ou use diferentes em cada um deles

57. Faça combinações marcantes

58. Ou aposte em propostas mais leves

59. Sem deixar de lado a variação em cada detalhe

60. A tonalidade do dourado também muda

61. De acordo com a proposta do evento

62. Variando desde tons mais suaves

63. Até os mais intensos

64. Varie também o modelo do bolo

65. Como este diferente formato quadrado

66. Ou modelos tradicionais com a base mais larga

67. Os mais altos são muito modernos

68. E perfeitos para quem quer uma proposta diferenciada

69. O dourado deixa o bolo bem iluminado

70. Com uso do cintilante

71. Ou de uma caprichada camada de brilho

72. Que dá vida ao famoso glow cake

73. Por ser uma cor que permite muitas combinações

74. O bolo dourado se faz presente em datas comemorativas

75. Além das tradicionais

76. Que contam com coberturas diferentes

77. Dignas de uma verdadeira obra de arte

78. O topo do bolo costuma ganhar bastante elementos

79. Variando desde uma delicada flor

80. Até um conjunto lindo de estrelinhas

81. Combinadas a fofos corações

82. E mais vistoso fica o bolo

83. Por isso, pense em cada elemento a ser usado

84. Como as cores que irão compor o conjunto

85. O acabamento que deseja usar na cobertura

86. E o tamanho do bolo

87. Para deixar a sua festa completa

88. Contando com um modelo perfeito

89. De fato, o bolo dourado é tendência nas decorações!

Desde os modelos mais simples até os mais elaborados, as propostas são bem versáteis e perfeitas para decorar a sua festa, seja qual for o tema.

Como fazer bolo dourado usando técnicas diferentes

Aprenda algumas técnicas bem diferentes para fazer lindos modelos de bolo dourado usando a criatividade!

Bolo dourado com rosas vermelhas

Aprenda a fazer um bolo texturizado finalizando a cobertura com lindas rosetas vermelhas feitas em chantininho!

Bolo quadrado com rosas pink

Confira como fazer um modelo quadrado do bolo dourado finalizando com graciosas rosas pink no topo.

Bolo dourado com branco

Esta técnica em chantininho é incrível e conta com bordas imperfeitas que deixam o resultado mais moderno e despojado.

Bolo dourado com rosetas e topper

Este tutorial mostra como espatular o bolo de forma uniforme e finalizar a cobertura com o dourado. Finalize com lindas rosetas e papelaria criativa.

Bolo dourado com textura

Este vídeo vai te impressionar não só pelo resultado, mas pela técnica usada para obtê-lo. Capriche nos confeitos e fique atento a todas as dicas de aplicação.

O bolo dourado tem uma proposta festiva e muito moderna e pode ser usado em todos os tipos de evento. Se você gosta deste tipo de proposta, não pode deixar de conferir os modelos lindos de bolo rosé gold com propostas bem modernas e personalizadas.

O post Mesa de Ano Novo: as tendências da decoração da virada apareceu primeiro em Tua Casa.

Mesa de Ano Novo: as tendências da decoração da virada Publicado primeiro em https://www.tuacasa.com.br/

Sonho ou realidade? Confira 35 casas na árvore apaixonantes

A arquitetura biofílica busca conectar os espaços com a natureza, promovendo bem-estar e conforto para seus ocupantes. Conheça mais sobre esse princípio na composição dos ambientes, seus benefícios e dicas para incorporar a natureza nos seus projetos!

O que é a arquitetura biofílica: descubra sua relação com a natureza

A arquiteta Bia Rafaelli, explica que “para falar de arquitetura biofílica é preciso começar com a definição de biofilia, que significa amor à vida (bio = vida, philia = amor)”.

Ela complementa, dizendo que “a teoria da biofilia, difundida pelo biólogo Edward O Wilson, fala sobre a conexão inata do ser humano à natureza, evolutiva dos milhares de anos que viveu e desenvolveu-se na natureza, e que esta conexão é essencial para a saúde integral das pessoas”.

O também arquiteto e paisagista Felipe Ariel Köhler, da Orgânico Arquitetura, aponta que “na escala da evolução biológica, as construções que conhecemos hoje são muito recentes”.

Ele concui, dizendo que “nosso desenvolvimento biológico está muito mais relacionado a natureza: luz, ar, água, plantas e animais. E não tanto a espaços artificiais – construções”. Assim, o conceito de arquitetura biofílica está ligado a uma visão de planejar ambientes com características do mundo natural.

Características da arquitetura biofílica para viver em harmonia com a natureza

O profissional Felipe aponta as principais características da arquitetura biofílica, veja:

1. Ventilação, Iluminação natural e visuais

“Luz do sol e a sua claridade também ajudam no ciclo circadiano, regulando o relógio biológico do corpo. Junto da ventilação natural, esses elementos são básicos para o bem-estar das pessoas”. E complementa, “as perspectivas e bons visuais para fora das janelas também são importantes, já que a visualização da paisagem natural reforça essa sensações”.

2. Plantas e água

“Além de embelezar, as plantas também purificam o ar do ambiente. O som da água de uma pequena corredeira ou até mesmo a umidade que ela cria para regiões secas, cria um sinal biológico para as pessoas, além do bem-estar e aconchego”, afirma Felipe.

3. Materiais naturais

“Pedras, madeira, bambu, tecidos com fibras e até a própria terra são elementos que são da natureza”, cita o profissional. E reforça, que “quando esses materiais são utilizados na mesma forma que são encontrados na natureza, maior o efeito de bem-estar”.

4. Design formato orgânico

Felipe indica que os formatos encontrados na natureza geralmente são orgânicos e arredondados, então quando os móveis, tapetes e até a própria construção possui padrões curvos e irregulares, é possível refinar o design do espaço.

5. Padrões da natureza

Ele também aponta que “as composições que a natureza cria, são perfeitamente irregulares e orgânicas, fazendo contrastes ou até mesmo combinações”. Assim, o profissional afirma que “observando a natureza, podemos recriar esses padrões, por exemplo com a paleta de cores de um pôr-do-sol, ou a mistura de tons de verde e marrom de uma floresta”.

A arquiteta Bia, reforça que “a arquitetura biofílica deve proporcionar uma experiência da natureza imersiva para as pessoas” e diz que sempre pensa em “como utilizar a natureza para melhorar a saúde e o bem-estar das pessoas nos ambientes”.

Benefícios da arquitetura biofílica para um lar saudável

Bia e Felipe apontam que há diversos benefícios em se utilizar os princípios da arquitetura biofílica, e citam:

  • Bem-estar e redução do estresse;
  • Melhora na concentração e criatividade;
  • Melhora a interação social;
  • Aumento do desempenho e da produtividade;
  • Redução da agressividade;
  • Aumento da sensação de descanso.

Segundo Felipe, “espaços pensados com esse conceito melhoram a qualidade de vida de seus ocupantes e criam uma atmosfera relaxante e que, ao mesmo tempo, instiga a criatividade e a interação no espaço”.

Como aplicar a biofilia na arquitetura e ter uma casa mais natural

Os arquitetos também dão dicas práticas para aplicar esse conceito em casa, veja:

1. “Priorize o contato com a luz natural nos espaços”, indica Bia

2. Vistas para a natureza são essenciais

3. “Faça pausas para poder apreciar”, recomenda a profissional

4. Isso “aumentará seu foco, concentração, energia, criatividade e desempenho”

5. Escolha materiais naturais

6. Bia indica: madeira, bambu, algodão, pedras

7. E também o uso de imagens da natureza

8. Seja em quadros, revestimentos ou tecidos

9. Felipe sugere pintar paredes com tons e formas da natureza

10. Assim como “utilizar elementos com madeira ou tramas naturais”

11. Para o profissional, “fontes de água, podem criar sensações de relaxamento pelo som”

12. Ele também recomenda usar plantas dentro de casa

13. E destaca, “existem espécies que são muito fáceis de cuidar”

14. Você pode usar folhagens em vasos

15. Ou fazer um grande jardim vertical

16. Crie espaços para relaxar e se conectar com a natureza

17. Bia reforça a importância de cuidar de outro ser vivo

18. “Seja uma planta, ou um animal”, diz

19. Desfrute dos benefícios da natureza na sua casa

20. Viva melhor e mais saudável com a arquitetura biofílica

Para Felipe, o conceito da biofilia pode começar de forma simples e evoluir para algo completo. Comece melhorando o espaço que você já tem e transforme o seu dia a dia com uma maior conexão com a natureza. E para ir com tudo na decoração com plantas, conheça também a tendência urban jungle.

O post Sonho ou realidade? Confira 35 casas na árvore apaixonantes apareceu primeiro em Tua Casa.

Sonho ou realidade? Confira 35 casas na árvore apaixonantes Publicado primeiro em https://www.tuacasa.com.br/