Filhos de Albert Einstein – Quem são e o que aconteceu com eles

No geral, a vida pessoal do físico alemão Albert Einstein é um mistério. Nesse sentido, o inventor de importantes teorias ficou famoso por suas contribuições à Física. Contudo, no que diz respeito aos desdobramentos familiares e aos filhos de Albert Einstein, pouco se sabe.

Em primeiro lugar, a informação que mais prevalece sobre a família de Einstein para além do seu nascimento envolve suas esposas. Mais especificamente, sua primeira esposa Mileva Maric. Além disso, a união posterior com Elsa Löwenthal também gerou discussões importantes sobre essa personalidade histórica enquanto marido e pai.

Apesar do nome delas aparecerem atrelados à sua história, existem relatos superficiais sobre os três filhos que teve em vida. Ademais, pouco se sabe sobre o que aconteceu com eles após o falecimento do pai e durante o auge da carreira de Einstein. Sendo assim, Lieserl, Hans Albert e Eduard Einstein são os protagonistas dessa faceta da biografia do físico alemão.

Sobretudo, as informações obtidas sobre essa perspectiva partem do intenso trabalho biográfico do escritor Walter Isaacson. Por fim, foi um livro produzido após anos de profundas pesquisas por cartas, documentos, relatos e entrevistas de Albert Einstein.

Filhos de Albert Einstein - quem são e o que aconteceu com eles?
Fotografia de Mileva Maric e Albert Einstein – Fonte: Aventuras na História

Lieserl, a primogênita entre os filhos de Albert Einstein

Primeiramente, Lieserl Einstein nasceu em 1902, mas seu destino é um enigma. Nesse sentido, o que se sabe é que ela nasceu do primeiro casamento do físico alemão com Mileva Maric. Contudo, os relatos e cartas utilizados para mapear a relação de Einstein com a filha mostram que a gravidez e o nascimento aconteceram longe do pai, mais especificamente na Sérvia.

Em resumo, Mileva saiu da Suíça para Sérvia, onde a primogênita nasceu enquanto ambos não estavam casados. Desse modo, era considerada uma filha ilegítima. Mais ainda, havia uma forte oposição dos pais do físico alemão quanto a essa relação, que começou quando ambos eram jovens.

Sobretudo, as cartas trocadas entre os dois no período em que estavam distantes dão maiores vestígios sobre a primogênita. A princípio, pareciam haver planos para que eles morassem todos juntos quando Einstein conseguisse um emprego no Escritório Federal de Propriedade Intelectual, em Berna. Basicamente, havia um grande otimismo algumas semanas antes do parto.

Antes de mais nada, além do problema de se ter uma filha ilegítima na sociedade da época, o histórico familiar impactava profundamente na jornada de funcionários públicos. Portanto, era um desafio explícito e abordado entre o casal nas cartas que trocavam.

Entretanto, as informações sobre Lieserl desaparecem dois anos após seu nascimento, quando ela contraiu escarlatina. Consequentemente, isso deixou uma grande dúvida sobre o que aconteceu com ela. No geral, estima-se que Einstein não a conheceu pessoalmente, e que a jovem acabou ficando sobre os cuidados dos familiares de Mileva na Sérvia.

Curiosamente, existem versões que afirmam que algum amigo próximo do casal tenha assumido os cuidados sobre a primogênita, mas não há resposta definitiva. Por fim, historiadores e jornalistas chegaram a ir até a Sérvia para encontrar mais informações sobre ela, mas nada encontraram.

Hans Albert, o segundo filho de Albert Einstein

Eventualmente, Albert Einstein conseguiu se estabelecer como funcionário público em Berna, em um emprego estável o suficiente para começar sua vida. Desse modo, Mileva retornou da Sérvia e ambos se casaram em 1903. Porém, a história da primogênita só chegou aos olhos do público em 1986, quando a equipe do Projeto Einstein Papers descobriu sobre ela por meio das cartas trocadas.

Logo em seguida, um ano após o casamento, o segundo filho do casal nasceu. Nesse sentido, Hans Albert entrou na história como o primeiro filho de Einstein durante muito tempo. Apesar de não saberem sobre Lieserl, um fato importante para essa titulação é que Hans foi registrado e legitimado como filho do casal, tendo em vista que ambos estavam casados.

Filhos de Albert Einstein - quem são e o que aconteceu com eles?
Fotografia de Einstein com Hans Albert – Fonte: BBC

A princípio, os relatos de Hans Albert presentes na biografia de Isaacson o relatam como um pai extremamente amoroso e presente na medida do possível. Contudo, nesse período sua fama como físico alemão ainda não existia, de modo que a carreira como funcionário público era o que lhe ocupava.

Ademais, quando cresceu Hans Albert estudou Engenharia Civil na Escola Politécnica Federal de Zurique, onde seus pais se conheceram durante a graduação. Sendo assim, tornou-se um dos maiores orgulhos da vida de seu pai, que não media esforços para elogiá-lo.

Mais ainda, Hans alcançou o título de Doutor em Ciências Técnicas e seguiu os passos de seu pai como pesquisador. Como consequência, ambos mudaram-se para os Estados Unidos para dar continuidade à carreira acadêmica. Curiosamente, o filho de Albert Einstein criou importantes contribuições no campo do transporte de sedimentos.

O terceiro e último filho de Albert Einstein

Por fim, o último filho de Albert Einstein nasceu alguns anos Hans Albert, em 1910 enquanto a família vivia em Zurique. Entretanto, o filho mais novo teve graves problemas de saúde, de modo que tendia a adoecer facilmente. Apesar disso, era um aluno assíduo, interessado no campo das artes, da composição de poesia e da música.

Nesse sentido, entre as curiosidades sobre a vida de Albert Einstein está a sua paixão pela música, mais especificamente pelo violino. Sendo assim, o físico alemão teve uma relação estreita com seu filho por conta dos interesses em comum. Ademais, costumavam trocar complexas cartas com discussões sobre música, filosofia e posicionamentos opostos que costumavam ter.

Desse modo, ambos tinham uma relação muito próxima e rica, o que aprofunda a percepção de Einstein como um pai amoroso. Entretanto, seu filho mais novo foi diagnosticado com esquizofrenia aos 22 anos, criando uma grande ruptura e tristeza na família.

Filhos de Albert Einstein - quem são e o que aconteceu com eles?
Fonte: BBC

Em contrapartida, tudo aconteceu no mesmo período em que Albert Einstein foi forçado a deixar o país diante da ascensão do nazismo na Alemanha. Porém, ele chegou a visitar o filho uma última vez antes de sua partida e o eventual falecimento. Ainda que fosse cuidado por sua mãe em casa, Eduard passou longos períodos em clínicas psiquiatras.

A princípio, seu diagnóstico aconteceu em 1933, mas Eduard veio a falecer somente em 1955, aos 55 anos em decorrência de um derrame. No entanto, seu pai não lhe visitou durante a vida, mas fez questão de tomar todas as providências quanto a sua hospitalização nas clínicas. Em especial, Einstein contribuiu nos momentos em que o adoecimento foi mais grave.

Conflitos familiares

Basicamente, o físico alemão não poderia retornar à Alemanha por decorrência da Segunda Guerra Mundial. Por outro lado, seu filho Eduard não poderia viajar aos Estados Unidos em decorrência do transtorno mental. Entretanto, esses não foram os únicos conflitos na relação familiar.

Em resumo, na medida com que Einstein se aprofundava e ascendia na carreira cientifica, mais conturbado seu relacionamento ficava com Mileva. Eventualmente, ele começou a ter um caso com sua prima Elsa Löwenthal, que viria a ser sua esposa. Sendo assim, ele e Mileva Maric se divorciaram em fevereiro de 1919, após Einstein mudar-se para Berlim e a esposa retornar para a Suíça com os filhos.

Apesar disso, e de ter começado a vida novamente com Elsa em junho desse mesmo ano, os filhos de Albert Einstein receberam visitas do pai. Sobretudo, as visitas aconteceram no período mais pacífico da Primeira Guerra Mundial. Ademais, os dois receberam convites para visitá-lo em Berlim.

No geral, relata-se que a separação com os próprios filhos foi muito difícil. Mais ainda, Einstein parecia se considerar um bom pai, mas um péssimo marido, e tentava ser presente na vida familiar apesar dos conflitos geográficos e conjugais. Contudo, apesar de ter um bom relacionamento com Hans Albert e Eduard, houveram brigas e problemas entre eles.

Por fim, existem muitos detalhes sobre os filhos de Albert Einstein que ainda estão sobre investigação. Entretanto, percebe-se em sua biografia a imagem de um pai esforçado, ainda que em relacionamentos conturbados e marcados pelo conflito da carreira como físico.

E aí, gostou de aprender sobre os filhos de Albert Einstein? Então leia sobre Quem é o dono da Record TV? História da emissora brasileira.

Fontes: Wiki | BBC | Aventuras na História | Correio Braziliense

Imagens: BBC | Aventuras na História

Essa matéria Filhos de Albert Einstein – Quem são e o que aconteceu com eles foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Filhos de Albert Einstein – Quem são e o que aconteceu com eles Publicado primeiro em https://segredosdomundo.r7.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s